19.8.15

diz que é uma fotografia repugnante (é melhor não ver)


Esta imagem está a inundar as redes sociais. Nela, como se observa facilmente, está uma mãe e o filho recém-nascido (três dias), destacando-se ainda a cicatriz de uma cesariana. Poderia ser, como tantas outras, uma simples fotografia. Mas neste caso existe uma história por detrás desta imagem que é da autoria da fotógrafa Helen Aller.

A mulher da fotografia tinha medo de fazer uma cesariana. Pode até dizer-se que era o seu maior pesadelo. Mas este receio passou a obrigação quando teve complicações no parto. Aquilo que mais temia acabou por não só salvar a vida do seu filho como a sua própria vida. E isso levou a que quisesse registar esse momento numa fotografia, aquilo que solicitou à fotógrafa em questão. De forma inesperada a imagem tornou-se viral contado com cerca de 12 milhões de visualizações. A isto juntam-se mais de duzentos mil gostos e mais de sessenta mil partilhas.

Há quem olhe para esta imagem e defenda que é repugnante. Há também quem diga que é sexualmente explícita. E há até quem já tenha tentado denunciar a imagem ao Facebook. Este é o lado negativo desta imagem e aquele que merece menos importância. Isto porque existe um outro lado que provavelmente será desconhecido para muitas pessoas e que está ligado à cesariana em si.

A fotógrafa afirmou que tem sido contactada por diversas mães. E apercebeu-se de que existe um estigma em torno do tema que vai muito além da marca física. Ao que parece, muitas mulheres sentem que falharam quando foi necessária uma cesariana para que os filhos nascessem. Algo que também me surpreende porque nunca tinha sequer pensado que a situação poderia ser encarada dessa forma.

Por outro lado, já me tinha apercebido de que existe uma certa "vergonha" em relação à marca física que uma cesariana pode deixar. Existem mulheres que optam por esconder essa marca que não retira beleza nenhuma ao nascimento de uma criança. Por isso, mais do que tentar encontrar repugnância nesta imagem, congratulo-me que esteja a ajudar diversas mulheres que tiveram de passar por uma situação semelhante à desta mãe.

34 comentários:

  1. Acho a imagem linda! Provavelmente poderei estar a sem influenciada por também ter sido sujeita a uma, mas penso que não...
    Por acaso nunca tive essa "vergonha", pois precisamente foi graças à cesariana que o meu filhote pode nascer bem!
    Mas fora isto, infelizmente, existe sempre o lado mesquinho e falso puritano das pessoas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente existe sempre esse lado. Felizmente existem sempre pessoas que se estão a marimbar para isso.

      Eliminar
  2. É verdade... Há muitas mulheres a achar que falharam (ou já estão a falhar) enquanto mães só porque não tiveram a capacidade de os fazer nascer por via normal?

    Na minha opinião, isso é uma estupidez!

    ResponderEliminar
  3. So tenhoa dizer que quem acha esta imagem repugnante é certamente um coninhas, quer do ponto de vista artistico quer do ponto de vista da expressão do sentimanto maternal a imagen esta fabulosa

    ResponderEliminar
  4. Uma imagem que vale mil palavras.
    Momento unico de um bom registo seja que história esteja por detrás de cada cicatriz

    ResponderEliminar
  5. Eu fiz cesariana por obrigação, não gosto propriamente da minha cicatriz mas faz parte de mim e se não a tivesse também não teria a Camila! E isso seria inconcebível ;) Quanto à foto realmente não tenho opinião, não sei se goste ou não mas o que a foto significada é brutal. Obrigada por partilhares. sara

    ResponderEliminar
  6. Eu tenho duas cicatrizes e muito orgulho nelas :-) ... Uma com 11 anos e outra com 5 anos
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Quem repugna a imagem não tem nada de útil na cabecinha, muito simplesmente. São poucoxinhos, não vêem para além da cicatriz, da mulher nua... Enfim. Eu acho a foto bonita e com bastante significado. Eu fiz cesariana, correu tudo bem, não me faz qualquer diferença que tenha tudo o meu filho assim em vez de parto natural. Além disso... a recuperação foi boa, não me custou muito e, quando tiver outro, preferia mil vezes a recuperação de cesariana à do parto natural...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olho para esta foto e vejo uma história, uma luta e um final feliz.

      Eliminar
  8. Infelizmente parece que a ignorancia e a barbárie estão a levar a melhor . Esta fotografia é fabulosa, é natural e não tem nada de mais... Cada vez me lembro mais do episódio dos Simpsons em que a estátua de David (de Miguel Angelo) é banida do museu pois representa um homem nu, numa metafora à ignorancia alarve do americano médio, sulista e evangelista.
    Diz que os que se escandalizam com isto também não gostam de ver mães a amamentar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Excelente exemplo dos Simpsons. Aplica-se a muita coisa.

      Eliminar
  9. Esta é apenas a primeira cicatriz na vida de uma mãe hehe apenas esta é visível ; ) Eu que sou apenas madrasta já tenho as minhas e uns cabelos brancos lol Acredito que a mãe tenha registado porque foi um momento marcante. Partilhar a foto ja depende de cada um ; ) Mata Hari

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o final de uma história que poderia ter sido trágica. Gostei dos teus exemplos :)

      Eliminar
  10. Nao digo repugnante mas a cicatriz :s

    ResponderEliminar
  11. Tinha uma pequenina feita há 5 anos para a Matilde sair (estava aflitinha) e há dois aumentou uns centimetros para a Victória e a Esperança sairem... não tenho vergonha dela... acho que é a parte mais linda do meu corpo :) orgulho-me imenso porque foi por ali que os meus maiores tesouros espreitaram prá vida :)
    Não gosto das almofadinhas que as três me deixaram na barriga quando sairam mas... isso são contas de outro rosário :)

    ResponderEliminar
  12. ele há opiniões de todo o tipo como gente de todo o tipo e na net muitos, muitíssimos se desinibem para falar. respeitamos, não há outra forma. ainda ontem me ria com os comentários dos americanos à noticia de que a loja ... (já não me lembro) tirou os letreiros de «brinquedos para meninas» e «brinquedos para meninos» de cima das respectivas prateleiras. havia para todos os gostos!
    Esta foto é repugnante por se ver a cicatriz? por se ver parte dum púbis? Há quem pense assim certamente que sim. Se, além da foto, souberem da razão da mãe, conseguirão entender a beleza, a celebração. Mas talvez não, há pessoas pouco sensíveis a estas demonstrações. Com a diversidade e o respeito por ela o mundo enriquece

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acima de tudo respeito. Eu não gostar de uma foto não me obriga a querer que a mesma desapareça e não seja vista por mais ninguém apenas porque não gosto dela.

      Eliminar
  13. Eu gosto da fotografia, acho muito terno o aconchego bebé, mãe.

    ResponderEliminar
  14. Gostava de perceber o que tem esta imagem de repugnante e o que tem sexualmente aqui explícito, tendo em conta que é apenas uma mãe que teve o seu bebé à 3 dias, apresentando uma cicatriz da cesariana. Gostava de perceber realmente. As pessoas chocam-se e indignam-se com pouco, ou pelas razões erradas. Aposto que essas ditas pessoas são as que mais dão motivos à sociedade de repugna, principalmente por atitudes como estas.

    ResponderEliminar
  15. Polémica louca por uma coisa tão simples, pessoal e nada sexual.

    ResponderEliminar
  16. Sem dúvida, e é um bonito gesto :)

    ResponderEliminar
  17. Se calhar a questão maior deveria ser o número alarmante de cesarianas que são feitas desnecessariamente, especialmente em unidades de saúde privadas.
    Quanto à foto, é linda! E a cicatriz passado umas semanas fica quase imperceptível. E mesmo que não ficasse...

    ResponderEliminar