POWr Multi Slider

27.7.15

aventuras no continente (hipermercado)

Amor à primeira vista. Esta é a melhor forma de resumir a minha ligação com as salsichas de peru da marca Continente. Vi, comprei, provei, gostei e passei a consumir com alguma frequência. Não deve haver uma pessoa em Portugal que seja mais fã destas salsichas do que eu. E já perdi a conta ao número de pessoas que ficaram fãs deste produto por minha causa. Por isso foi com tristeza que vi estas salsichas desaparecerem. Num altura em que o Continente renovava a imagem de muitos dos seus produtos as salsichas de peru deram lugar às salsichas de aves. Até poderia ser uma simples mudança de imagem e nome mas o sabor comprova que as salsichas são diferentes. Hoje encontrei uma funcionária nesta zona e decidi saber o que é feito das saudosas salsichas de peru.

Eu: "Bom dia! Antigamente tinham salsichas de peru. Agora têm, no mesmo local, salsichas de aves. Já não vão ter as de peru?", pergunto.

Funcionária: "São iguais. Houve apenas uma renovação de imagem", diz-me.

Eu: "Como o nome mudou. Passou a ser de aves", digo.

Funcionária: "E o peru é uma ave", responde-me no alto da sua sabedoria.

(Nesta altura poderia ter entrado numa "discussão" em torno do nome colocado na embalagem. Mas como a funcionária até foi simpática preferi não o fazer)

Eu: "Eu sei que é uma ave. Mas como diz salsichas de aves acreditei que poderiam ser feitas com mistura de aves", concluí.

(A título de curiosidade: para aquela funcionária as salsichas apenas tiveram uma renovação de imagem e um nome novo pois são iguais mas na realidade estas salsichas são feitas de peru e frango)

Minutos depois chego à zona das caixas. Quanto tenho poucas coisas opto sempre por aquelas caixas onde nós fazemos tudo mas que são mais rápidas (na maior parte dos casos) e onde está apenas uma funcionária que se certifica de que tudo está a correr bem. Perto desta funcionária estava uma família a efectuar o pagamento.

"Isto é um roubo", diz, num tom de voz um pouco elevado, um dos membros da família.

"Isto é um roubo. Gosto mais do Jumbo", insiste, ainda com um tom de voz elevado.

Tudo isto foi feito perto da funcionária que ficou meio sem jeito perante aquelas palavras. E este tipo de comportamento é algo que não consigo compreender. Acredito que as pessoas não fazem compras com armas apontadas à cabeça. Vão onde querem ir. E nos dias que correm é fácil comparar os preços de todos os hipermercados. É algo que se faz em minutos e que permite que cada pessoa opte por fazer compras onde mais gosta e onde se sente melhor. É aquilo que faço e é por isso que determinadas coisas compro num local, outras noutro e outras noutro diferente dos dois anteriores.

Além disso, e por mais que muitas pessoas acreditem nisso, os funcionários não estão ali para ouvir tudo e mais alguma coisa. Porque são meros funcionários. É a mesma coisa que qualquer pessoa que não trabalhe num balcão de atendimento ter pessoas perto de si a refilar com políticas e opções da empresa. Existem espaços próprios para isso. Neste caso, o balcão de apoio ao cliente onde os clientes insatisfeitos podem (e devem) deixar a sua reclamação/opinião para o melhor funcionamento do espaço. Este é o caminho a seguir e que nada tem a ver com estar a refilar com alguém que não tem culpa de nada e que nada pode solucionar.

PS - Estimado Belmiro de Azevedo que em tempos foste meu patrão. Recupera as salsichas de peru. Muito agradecido.

4 comentários:

  1. Normalmente as pessoas que estão ao balcão são aquelas que ouvem e não têm culpa nenhuma.. Até agora controlei-me quase sempre.. Só uma vez na worten me passei porque diziam que o pc tinha de ficar retido obrigatoriamente 30 dias para arranjo..
    Mas como reclamei e fartei-me de reclamar houve um rapaz dos arranjos disse para eu falar diretamente com a marca.. fiquei sem pc durante 3 dias..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As coisas devem ser feitas com as pessoas certas. Todos temos os nossos momentos mas devemos perceber se estamos a fazer bem ou não.

      Eliminar
  2. Acho que nunca comi dessas salsichas, confesso. Quanto à segunda parte do teu post, concordo totalmente.

    ResponderEliminar