20.3.15

adoro o teu trabalho, queres casar comigo?

Provavelmente ninguém que passa por aqui costuma acompanhar a edição sueca do festival da canção. Como tal, ninguém terá ouvido falar de Magnus Carlsson, um cantor que nem sequer ganhou o direito de estar presente no festival eurovisão da canção. Porém, quem passa por aqui já terá, eventualmente, ouvido falar de Tommy Krangh, de 48 anos. Se não sabem de quem se trata, podem ver o vídeo que aqui partilho.


Tommy Krangh saiu do anonimato devido à sua profissão já que traduziu para língua gestual aquilo que Magnus Carlsson estava a cantar. Mas Tommy não se limitou a traduzir a letra da música. Este homem revelou um entusiasmo que raramente se vê. Tommy dança enquanto passa a sensação de que está a viver o momento mais feliz da sua vida. Nota-se claramente que não se trata de um frete. É notório o empenho e gosto na sua especial profissão.

Felizmente, o profissionalismo de Tommy Krangh fez com que a língua gestual fosse notícia em todo o mundo. E isto é sempre de louvar. Até pela nobreza da profissão. Ao ver o vídeo recordei-me imediatamente da “nossa” Paula Teixeira que também tem feito muito para que a língua gestual (e a importância da mesma) não passe despercebida em Portugal.

A popularidade de Tommy levanta ainda outra questão. O intérprete de língua gestual partilhou a um jornal que as pessoas estão a entrar em contacto consigo através das redes sociais. E que até já recebeu diversos pedidos de casamento. E isto é algo que me faz alguma confusão. Estas paixões (ilusões) que se criam com base numa simples imagem ou, em alguns casos, com base em algumas palavras. Acredito que se pegue num detalhe de que se gosta e através dele acabe por se criar a imagem da pessoa que se quer ter ao lado. Será isso? 

16 comentários:

  1. A linguagem gestual é uma linguagem que eu gostava de aprender. É sempre necessário e nunca sabemos com quem nos vamos cruzar. Já tive empregos onde me via aflita para tentar perceber as pessoas mas elas lá compreendiam que eu não estava à vontade e acabavam por escrever o que queriam. É chato porque por um lado essas pessoas podem sentir-se mal por ser diferentes mas eu também me sentia mal porque me sentia uma completa ignorante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo o que sentes e já passei pelo mesmo.

      Eliminar
  2. Sem dúvida que o senhor fez um excelente trabalho, quanto ao resto, são só pessoas doidas.

    ResponderEliminar
  3. Adorei! :P
    Este vídeo, para além de divertido, alerta para uma realidade tantas vezes esquecida. A Língua Gestual de cada país permite, como os restantes idiomas, que haja comunicação enquanto se dança. Porquê ter que estar estático num programa deste tipo? :D
    Quanto aos pedidos de casamento: tanta gente louca! xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Felizmente, este trabalho fez com que a Língua Gestual fosse tema em todo o mundo. De resto é mesmo loucura.

      Eliminar
  4. Boa Tarde, leio assiduamente o seu blog sem nunca comentar... mas gostaria de fazer uma pequena correcção e espero que não me leve a mal... deverá dizer "Língua Gestual" ao invés de linguagem. Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, tudo bem? Prefiro ser tratado por tu, pode ser?

      Claro que não levo a mal. Agradeço e peço as minhas mais sinceras desculpas. Muito obrigado pelo reparo.

      Eliminar
  5. Ain Jasussss, ameiiiiiiiiiiiii :*

    ResponderEliminar
  6. Penso que não vais levar a mal, por isso decidi escrever: o correcto é língua gestual (no nosso caso, Língua Gestual Portuguesa) e não linguagem gestual pois as línguas gestuais (que variam de país para país e até de região para região) possuem gramática, dicionário, vocabulário próprios, entre muitas outras características comuns às línguas orais.
    Em resposta ao título de um jornal nacional que classificava a sua actuação como "hilariante", alguém disse que mais do que hilariante, ele é extremamente competente, dando maior credibilidade a esta profissão. É mesmo muito bom! E, assim, apaga-se a má imagem deixada pelo "intérprete" no funeral do Mandela! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que não levo a mal. Até agradeço.

      Sim, é o oposto do que aconteceu no funeral do Mandela. E ainda bem que existem pessoas que vibram com o seu trabalho desta forma :)

      Eliminar
  7. Bom dia, apenas uma correcção, é língua gestual e não linguagem. Obrigada, Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia Ana. Muito obrigado pela correcção. Peço desculpa pelo erro. Obrigado.

      Eliminar