25.2.15

as cinquenta sombras de grey é o melhor filme erótico de sempre

Há quem defenda que o filme As Cinquenta Sombras de Grey é o melhor filme erótico de sempre. Acho que esta opinião é apenas um reflexo da popularidade gigantesca dos recentes fenómenos literários que acabam por chegar ao cinema. É a mesma coisa que dizer que os filmes da saga Twilight são os melhores filmes de vampiros da história do cinema. E, na minha modesta opinião, defender estas ideias é apenas um apontamento de humor cinematográfico.

Nos dias que correm, quando se debate ou tenta encontrar o melhor de sempre no que quer que seja, recua-se no máximo cinco anos. Parece que antes disso, neste caso específico, não existiu cinema. Não sei se as pessoas têm memória curta ou se dá muito trabalho realizar um exercício de memória que percorra um passado mais longo do que aquilo que aconteceu ontem ou no mês passado.

Ficando-me pelo cinema erótico. Quem defende que As Cinquenta Sombras de Grey é o melhor filme erótico de sempre já terá ouvido falar de filmes como De Olhos Bem Fechados (1999), Nove Semanas e Meia (1986), Instinto Fatal (1992), Vem Comigo (2005), Crash (1996), Malèna (1996), O Último Tango em Paris (1972), Lolita (1997), Secretária (2002) e Emmanuelle (1974). Isto só para dar alguns exemplos.

Esta falta de memória chega a assustar-me em alguns casos. No que ao cinema diz respeito, não me choca nem incomoda que se defenda o presente como o melhor de sempre ao mesmo tempo que se ignora um passado importante e valioso. O pior é quando este modo de estar/pensar se aplica a coisas muito mais importantes da vida das pessoas e até da história dos países onde vivem. Isso sim, é assustador.

PS – Ainda sobre As Cinquenta Sombras de Grey. Diz que Jamie Dornan, o Christian Grey que está a fazer muito sucesso junto do público feminino, não entra em mais nenhum filme. Parece que a sua mulher não achou piada às cenas de sexo com Dakota Johnson. Parece também que Jamie não sentiu química com Dakota. 

20 comentários:

  1. Este filem simplesmete foi o que se tornou mais viral/comercial e portanto torna-se mais fácil para as pessoas admitirem que vêem ou gostam. Mas o que procuram e não encontram neste filme pode ser encontrado em muitos outros, alguns dos que referes e noutros, na pornografia mesmo.

    Quanto ao nove semanas e meia: odeio a famosa cena da comida. Um dia falo disso lá no blog, obrigada por me lembrares :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que as pessoas tendem a esquecer o passado. Só é tido em conta o presente.

      Eliminar
  2. Vi a Secretária à pouco tempo! E adorei!

    ResponderEliminar
  3. dizem que a memória é curta, mas claro só para aquilo que convém.
    e não acredito que não tivesse havido química entre eles ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até acredito que tudo não passe de meros rumores que servem para dar ainda mais destaque à sequela ;)

      Eliminar
  4. Eu estudei cinema na universidade, e tenho uma opinião e um gosto muito próprios sobre o tipo de filme que mais gosto.
    Por isso mesmo, tenho a dizer que este é um filme comercial e que, obviamente, é mau. Infelizmente este é o tipo de filme que vende, porque é comercial e é daqueles filme que está agora a ter um enorme pico de fama, mas daqui a uma semana ninguém se lembra.
    É triste, tal como dizes, que as pessoas só gostem do que não presta, mas é o que vende, mesmo sendo mau.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não sou ninguém para criticar quem diz que este filme é uma obra de arte. A minha crítica passa pelo passado que é ignorado. E só não vê quem não quer que existem filmes que são feitos com a noção de que a rentabilidade é muito melhor do que a qualidade.

      Eliminar
  5. Acho que o filme errou o objetivo/enredo do livro, pelo que não poderia arrancar as melhoras críticas.
    E porque hoje estou numa de enviar links, aqui vai um engraçado ;)
    http://juliapetit.com.br/home/assista-ao-trailer-de-50-shades-of-bricks-feitos-com-lego

    ResponderEliminar
  6. Até eu faria um caseiro melhor do que aquilo. De olhos bem Fechados a minha escolha, de entre as tuas porque há imensos.Bjs

    ResponderEliminar
  7. Confesso que não li a dita "obra" não vi o filme e não tenho propriamente grande curiosidade. mas o qu realmente me chamou a a atenção na altura das entrevistas aos protagonistas principais, e talvez mais da parte dele, foi o semblamte carregado e a falta de um sorriso (ou o que quer que seja) de um suposto sucesso cinéfilo e com continuidade de sucesso por mais 2 filmes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que seja um filme "complicado" para quem o faz. Mas faz parte da vida que escolheram. Recordo-me sempre do DiCaprio a pedir desculpa por tudo o que fez no Lobo.

      Eliminar
  8. Quando foi a estreia de As Cinquenta Sombras de Grey, que ainda não vi e provavelmente não verei, lembrei-me de alguns dos filmes eróticos que mencionaste, que vi e gostei muito.
    De Olhos Bem Fechados (1999), Nove Semanas e Meia (1986), Instinto Fatal (1992), Vem Comigo (2005), O Último Tango em Paris (1972), Lolita (1997), e Emmanuelle (1974).
    Acrescento o filme de Zalman King, Red Shoes, com David Duchovny, o filme de que deu origem à série televisiva The Red Shoes Diaries, as mulheres eram as protagonistas, com uma carga erótica muito especial e foi das séries que mais gostei assim como o filme, óbvio.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existem dezenas de exemplos de trabalhos melhores mas menos mediáticos.

      beijos

      Eliminar
  9. Há por aí alguns nomes que não conheço, já foram pra lista dos 'to see' :)

    50 sombras.. ainda não vi, mas devo ver, em casa, pela curiosidade deste zum zum que se gerou.. não li os livros.. nem sei se os vou ler algum dia... mas não digo que não.. não se pode dizer que não se gosta antes de provar não é mesmo? ;)

    também não gosto de Dan Brown, mas li 2 livros antes de fazer as minhas críticas... (eu sei, não tem muito a ver com isto.. mas pronto..)

    Beijinhos
    Z.

    ResponderEliminar