6.10.14

o nosso primeiro encontro foi delicioso

Neste fim-de-semana tive o meu primeiro encontro com um robot de cozinha, neste caso uma yämmi. Confesso que estava um pouco céptico pois fico sempre um pouco desconfiado perante aparelhos que fazem tudo e mais alguma coisa. Além disso, considero que a magia de cozinhar passa por “meter as mãos na massa” e sujar a cozinha toda. Este modo de pensar fazia com que estivesse descrente na qualidade de uma refeição elaborada por uma máquina.

Quando cheguei à casa da minha cunhada deparei-me com um livro que me deu a conhecer o universo yämmi. Aquilo faz entradas, gelados, doces, pratos simples, pratos complexos, entre muitas outras coisas. Com a garantia de que qualquer pessoa consegue confeccionar estes pratos. Segundos depois provei um patê made in yämmi e o meu estômago começou a ficar conquistado.

Depois, acompanhei a confecção de frango com cerveja. E aquilo foi do mais simples que pode haver. Pesa-se os ingredientes. Segue-se a receita. Velocidades para aqui, temperaturas para ali e tempos certos. Mais fácil é impossível. Seguindo as indicações não se corre o risco de falhar. Existe apenas um pormenor que pode fazer a diferença. Trata-se do tempero. Em poucos minutos (menos de meia hora) o jantar estava pronto sendo que deu para estar à conversa durante esse tempo sem que fosse necessário estar de olho na panela.

E chegou o momento chave. Ia descobrir o sabor da comida. E confesso que estava deliciosa. Se me dissessem que tinha sido feito de outra forma e não num robot de cozinha, acreditava. E assim fiquei rendido a este mundo. Continuo a preferir meter a mão na massa e sujar a cozinha mas vejo neste tipo de aparelhos uma solução para pessoas sem tempo e com falta de jeito para a culinária. É algo que eleva um zero na cozinha a chef conceituado em minutos. É também uma aposta segura para quem faz jantares com amigos em casa sem querer correr riscos. Seguindo a receita, tudo corre bem.

12 comentários:

  1. Bimby user here! ;-)
    Sempre gostei do rigor do laboratório (defeito de formação académica :-P ) e por isso aprecio a "beleza" de uma cozinha-laboratório. Quem diz Bimby, diz Yammi! Sai sempre tudo bem, saboroso, e praticamente não há margem para erros! E aqui, a magia é adaptar receitas para o robot e até adicionar um toque pessoal, ou inventar receitas novas! A meu ver, a magia da cozinha não desaparece só porque se suja menos panelas, ou só porque se tem instrumento ao nosso serviço que é prático e funciona bem! XD
    Boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confesso que fiquei surpreendido com a qualidade da comida.

      Boa semana!

      Eliminar
  2. Para já, o maior benefício que vejo nos robots de cozinha é a redução substancial de loiça suja! Não tenho bimby, yammi ou outra que tal, mas reconheço que dá um jeitaço no mundo da cozinha. Quem sabe um dia me convençam.

    ResponderEliminar
  3. Pois eu tamém era uma cética do pior....e depois: http://daspalavras.blogs.sapo.pt/to-bimby-or-no-to-bimby-40314

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu ainda não estou no patamar de comprar uma mas reconheço que são úteis.

      Eliminar
  4. Eu gostava de ter uma bimby sendo a maior das adeptas de "por a mão na massa". Yammi nem tanto porque a acho um bocadinho limitada comparando à bimby.
    Há dias para tudo... Quando faço jantares para amigos ou familiar, gosto de fazer tudo, tudo mesmo. Desde a entrada mais elaborada, prato de carne e peixe e ainda mais que uma sobremesa, não há alguém não gostar disto ou aquilo. E até acho que ate tenho algum jeito na cozinha... O problema é naqueles dias de chuva e que é preciso ir passear a cadela, mulher com TPM, marido com futebol marcado paras as 20:15, uma pilha de roupa para por dentro da maquina de lavar, outra para por a secar e outra para passar a ferro... Grrrrrr E ainda tem que fazer o almoço para levar no dia seguinte para o trabalho? Nãããããããão!
    Sim, nesses dias adorava ter uma bimby.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nesses momentos é mesmo uma grande ajuda. Sem qualquer dúvida até porque evita aqueles momentos em que não te podes afastar da panela.

      Eliminar
  5. Pipocante Azevedo Delirante6 de outubro de 2014 às 12:57

    Isso acaba com o prazer que é cozinhar. Ou devia ser.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma das coisas de que gosto. Quando cozinho é isso que adoro. Neste caso é tudo tipo fábrica. Pesa-se, corta-se e pouco mais do que isto. Mas não se perde qualidade.

      Eliminar
  6. Bimby fan and owner here...e sim, passeio de ZERO na cozinha para Chef e lider de jantaradas aqui em casa ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só não existe aquele encanto do fui eu (literalmente) que fiz ;)

      Eliminar