POWr Multi Slider

22.9.14

vou fingir que me interesso e depois sou eu

Existem pessoas que gostam de falar das suas vidas. Quer dizer, que adoram gabar-se das coisas que fazem. E não perdem uma oportunidade para contar o que quer que seja. Porém, muitas destas pessoas não gostam de começar a contar o que quer que seja sem um fio condutor ou sem um empurrão. Para contornar esta situação, recorrem a um pequeno truque.

De modo a captar a atenção de terceiros, estas pessoas fingem estar interessadas no que as outras têm para dizer. Por exemplo, se querem falar das suas férias, começam por perguntar à outra pessoa se já gozou férias. Sendo que esta pergunta é vazia de interesse. Serve apenas para que a pessoa responda sim ou não, para de seguida, e por uma questão de educação, perguntar: e tu?

Este “e tu?” é tudo o que estas pessoas querem ouvir. É o mote para contar tudo e mais alguma coisa. Onde estiveram. Com quem foram. O que fizeram. Quanto pagaram. E por aí fora. Algo que estavam desejosos para contar mas que queriam que fosse perguntado, de modo a maquilhar o desejo desenfreado de partilhar tudo e mais alguma coisa. Criando assim a ilusão de que estão a partilhar algo apenas porque foi questionado pois caso contrário nada diziam.

Nada tenho contra as pessoas que fazem este tipo de conversas. Só acho desnecessário que finjam estar interessados na vida dos outros quando querem apenas contar coisas da sua a essa pessoa. Se querem contar, contam. Sem rodeios. Simples! Até porque, na maioria dos casos, o que recebem em troca é igual. As pessoas não vão estar a ouvir nada. Quando os ouvidos detectam este falso interesse, deixam de ouvir a conversa. Depois surgem os habituais “pois” até que a pessoa se cale.

10 comentários:

  1. também é muito "bom" quando vamos contar qualquer coisa a uma pessoa e ela tem SEMPRE qualquer coisa de muito pior (ou de muito mais espectacular) para contar e nós, que queríamos partilhar uma preocupação ou uma boa notícia, assistimos ao resvalar da conversa, de repente, para a experiência do nosso interlocutor, que se está marimbando para o que quisemos contar em primeiro lugar...são pessoas que acham sempre o mundo gira à volta delas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São aquelas pessoas que acham que são piores do que os outros se não tiverem algo melhor para contar e ficar por cima. É pena.

      Eliminar
  2. São o que eu chamo de pessoas cansativas e sufocantes...a minha opção tem sido afastar-me o máximo delas...posso até dar o benefício da dúvida 1, 2, 3 vezes (e sobretudo quando se tratam de pessoas que consideramos amigas)...mas há um limite...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sou bom ouvinte e não me importo que digam coisas. Só dispenso que finjam interesse no que possa ter para contar.

      Eliminar
  3. "Quem muito fala e pouco entende, na feira por asno se vende."
    Muito gente só ouve para poder responder, seja o que for. Poucas pessoas ouvem só pelo ouvir. E calar. E bem que se precisa de gente como esta última...

    ResponderEliminar