29.8.14

shit happens

Na praia tenho por hábito ficar perto da água. Observo as marcas na areia de modo a perceber até onde pode chegar a água e escolho o meu local. Quanto "mais perto" da água melhor pois, entre outras coisas, sinto-me mais fresco.

Foi o que fizemos ontem na Playa Central, em Isla Cristina, uma das minhas preferidas. Quando chegámos a praia já estava lotada mas encontramos um espaço bem ao nosso gosto. "Depois vamos ter de subir que a água chega aqui", disse a minha mulher. "Não chega nada", respondi eu na brincadeira.

Passadas algumas horas, a água aproximou-se e lá subimos um pouco. Horas mais tarde subimos novamente. Nós e quem estava na praia. E ficámos deitados num local onde se deixa de ter noção da água, sendo que se trata de uma praia que raramente tem grandes ondas.

Num dos momentos em que estávamos deitados percebo que a água vai chegar até nós. A minha reacção foi levantar-me e agarrar o saco que tinha coisas que se podiam estragar. Algo que fiz com 95% de sucesso pois o saco mal se molhou, ao contrário de outras coisas. Coisas essas que com ou sem água pouco importa.

Quando olhei para os lados notei que várias pessoas estavam na mesma situação do que nós. E todas, tal como nós, se riam da situação enquanto secavam os seus pertences. Não havia ninguém irritado com o que tinha acabado de acontecer e que poderia ter sido facilmente evitado por todos. Shit happens. Ficar irritado não resolve nada. Sorrir e dar um mergulho é muito melhor.

8 comentários:

  1. :)
    este ano sucedeu-me o mesmo, não uma, mas duas vezes (em alturas distintas) e, também precipitei-me para o essencial (deixando que o resto se molhasse) e sim, rindo-nos: o que mais havia a fazer?
    Continuação de boas férias!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada como rir :)

      Agora é hora de voltar ao trabalho.

      Eliminar
  2. Já eu é muito raro ficar perto da agua. Para ja porque odeio ter toda a gente a passar-me ao lado, num sentido a mandar-me areia, no outro sentido a molhar-me. Depois porque gosto de ter um minimo de espaco pra mim e para as minhas coisas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu prefiro porque é mais fresco e porque vejo as minhas coisas. Mas não vou para cima de ninguém nem gosto que fiquem muito próximos de mim.

      Eliminar
  3. E é tão bom quando se encaram situações destas com um sorriso no rosto e bom humor :) a vida torna-se mais leve !

    Shit happens!? yeah! Who cares!!??? eheheh

    Beijinhos
    Z.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto passou-se em Espanha. No dia seguinte aconteceu o mesmo em Portugal, com duas pessoas que estavam à minha frente e que ignoraram a água. Quando levaram banho ficaram chateados e com má cara.

      beijos

      Eliminar
  4. ehehehheh Tão bom!
    Quando era miúda e a famelga ia toda para a praia isso acontecia algumas vezes. Mas onde íamos tem ondas e principalmente quando o mar estava bravo e nós sem sabermos bem se a maré estava a encher ou a vazar, calculávamos quase sempre mal o sitio onde deixar as coisas e depois era ver uma carrada de gente a correr para levantar as tralhas para não se molharem! Às vezes até tínhamos que ir salvar os chinelos de se afogarem, coitados, eram arrastados para o mar! E foram tempos maravilhosos, oh se foram!!! Obrigada pela lembrança! E ainda bem que vocês se divertiram com isso!
    Beijos para vocês! :)

    ResponderEliminar