9.5.14

o blogue pode acabar hoje

Criei este blogue sem qualquer pretensão que fosse além de ser o espaço onde iria expressar o meu ponto de vista sobre diversas situações. Onde iria guardar aquilo em que pensava mas que não tinha por hábito escrever. E nada disto mudou com o crescente número de visualizações e, por sua vez, com a maior exposição do blogue.

Mas, em momento algum me passou pela cabeça que aquilo que penso, aquilo que escrevo e aquilo que dou de mim e da minha vida pudesse ter impacto na vida de alguém que aquilo que conhece de mim são as palavras que aqui coloco nos mais de 2300 posts que publiquei. E também nunca pensei que as minhas palavras levassem alguém a querer enviar-me um email para desabafar sobre uma situação sobre a qual não falam com ninguém.

Nos últimos dias (sobretudo ontem) recebi vários emails. Que me deixam boquiaberto, sem saber o que dizer e sem perceber o porquê de tais palavras. Vou fazer algo que não tenho por hábito fazer. Vou partilhar algumas das coisas que me foram ditas, sem revelar (excepto num caso) a identidade das pessoas. E tomo esta decisão sem consultar as pessoas que, caso assim o desejem, têm o poder de apagar este texto.

“Apenas para dizer que tenho rezado por ti estes dias”, foi uma das coisas que me foram ditas depois de ter desabafado sobre aquilo por que a minha mãe passou. “adoro a forma como escreve e a "leveza", simplicidade e sinceridade com que aborda os mais variados temos, sejam eles light ou de digestão pesada", foi outra coisa que me foi dita nas últimas horas. Palavras vindas de pessoas que não conheço pessoalmente e que, mesmo assim, têm um grande impacto em mim.

“Obrigada do fundo do coração. Acho que essas foram as palavras que sempre esperei ouvir de um amigo, nunca esperando que pudessem vir daí! Obrigada pela força das tuas palavras que se traduz numa lufada de ar que me permite ganhar energia para continuar a lutar. Quando queremos muito uma coisa é mesmo assim. :) Não só por isto, mas por tanto, estou-te muito grata Bruno. Graças ao que escreves, hoje vou ao ginásio diariamente (quando ninguém acreditava que o faria), tenho cuidado comigo e lentamente emagreço num processo que por vezes é custoso, mas que se torna mais fácil pelo acompanhamento do que partilhas. A minha vida mudou, para melhor, e muito graças a ti. Pode parecer bajulação, mas acredita que é tão sincero quanto a sinceridade me permite ser. E é bom ver que pessoas ainda se regem pelos verdadeiros princípios da amizade. Não me queixo, tenho alguns bons amigos, mas nem sempre é fácil falar. E por isso, obrigada amigo! :)” é o conteúdo de um email que recebi. E por mais que queira, não consigo perceber isto. Não consigo perceber como consegui fazer isto. Ter este impacto em alguém.

A excepção, no que ao anonimato diz respeito prende-se com este email que recebi. “Hoje falei de ti no meu Blogue e agradeci a tua ajuda e incentivo na realização do meu próprio blogue. Parece incrível, mas já escrevi mais de 300 textos desde que comecei em Outubro passado e a cada dia que passa se torna mais viciante. Adoro”, foi o que me foi dito. “Foi ao ler o “homem sem blogue” e os textos que ele publicava dos seus leitores numa rubrica especial “Agora escrevo eu” que senti uma vontade imensa de escrever. Curiosamente, hoje foi dia dele colocar essa Rubrica, pelo que desta forma perceberão melhor este contexto. Na altura enviei-lhe um texto, ele gostou e publicou. A partir daí nunca mais parei de escrever e quando dei por mim tinha cinquenta mil aventuras (expressão do meu filho) para contar sobre como (sobre)viver na Alemanha”, é um excerto do texto que pode ser lido aqui.

Levar alguém a criar um blogue. Receber palavras de incentivo de pessoas que não me conhecem e que não têm a obrigação de me incentivar. Ouvir alguém confessar-me coisas que não conta a mais ninguém. E ter alguém a dizer que tem uma vida melhor por minha causa. São sensações boas demais. E exageradamente imerecidas. Peço desculpa a quem me enviou o que aqui partilhei. Basta um de vocês dizer que não gostou da minha atitude e irei apagar o texto. E, por mim, o blogue pode acabar hoje. A viagem já valeu a pena. Obrigado do fundo do meu coração.

34 comentários:

  1. Se era para me fazeres engasgar com o título quase conseguias:) Malandro!
    Fico muito feliz com o feed back que recebes é totalmente merecido.
    Fico feliz por ti e por quem te lê:)
    Esta nova forma de entrar pelas vidas das pessoas adentro ainda é mágica para mim. É prova de que tudo o que nos trás de bom uns aos outros supera de longe os amargos de boca que nos acontecem de vez em quando. Obrigada Bruninho.

    Jinhoooooosssssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico feliz com os emails e com as coisas que me contam. Mas fico sem perceber como é que tal é possível. É algo bom que faz a viagem valer a pena que nos leva a ignorar o que é mau.

      Obrigado eu pelo apoio e carinho

      beijos

      Eliminar
  2. Falo por mim, mas vir espreitar o teu blogue, tornou-se algo "normal" para mim. Gosto dos conteúdos, da escrita, da descontração, das gargalhadas, resumindo, gosto do efeito que o teu blogue faz em mim.
    Falar com um desconhecido, acaba por ser mais fácil, embora nem todos o compreendem. Mas faz parte da vida, não somos todos iguais.
    O incentivo que te é dado pelos leitores, acaba por ser o reflexo de cada um. Incentivo com incentivo se paga.
    Continua a traçar o teu caminho, tens o apoio/incentivo de muita gente. Tal como os teus textos acabam por ajudar de certo modo, os nossos próprios caminhos.
    Bjocas da Bela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei o que te dizer Bela. Muito mas muito obrigado!

      beijos

      Eliminar
  3. Pode acabar nada pah!!! ate me fazes pedir o tablet do chefe so para vir comentar agora. Como te disse ontem nao tenho conseguido comentar ultimamente mas qualquer 5min livres k tenho uso-os para te ler, tens sido o meu amigo nos ultimos quase 2 anos, e tl como mta gente, tenho aprendido muito ctg e sinceramente NAO quero deixar de ter ler. Tenho dito. Abraço do teu sempre amigo Rui.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande abraço Rui.

      Muito obrigado pela simpatia e pelas palavras.

      Eliminar
  4. ai, ai, claro que não pode acabar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que não. Mas se tivesse um fim, ficava feliz.

      Eliminar
  5. foi o primeiro blogue que comecei a ler, aquele que me fascinou primeiro e o principal culpado por eu ter criado um blogue!

    ResponderEliminar
  6. Ás vezes as pessoas pensam que ter uma atitude positiva, ou fazer a diferença na vida de alguém é uma coisa complicada e difícil, e só está reservada para os heróis!

    Pois vê-se. A vida é muito simples! Ser-se a diferença na vida de alguém é muito simples.

    Se assim é, continua como foste até agora, e verás que o teu bom impacto continuará a crescer e a encher de luz muitos corações perdidos que encontram nas tuas palavras algum do conforto que tanto procuram.

    Se és luz, não te apagues!
    Basta uma vela num quarto escuro para que haja luz!

    Zana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, pelos vistos é fácil poder ajudar alguém a mudar algo. E essa sensação deixa-me muito feliz.

      Obrigado!

      Eliminar
  7. Bruno, pela quota parte que me compete (a da pessoa que desabafou e agradeceu o teu papel em mudanças da sua vida) deste post, parece-me que é tudo menos imerecido. Como sabes acompanho-te há bastante tempo e és sempre a mesma pessoa. De uma humildade pouco frequente, tanto que quando as pessoas te elogiam achas que é imerecido. Dás a mesma atenção a todos, independentemente do sexo, da imagem ou estatuto social e isso hoje é muito raro. Todas as palavras elogiosas que recebes são merecidas, disso não duvides! Mas não te esqueças que com o sucesso vem a responsabilidade, por isso acabar com o blogue está fora de questão.  Enquanto te fizer bem a ti, faz-nos bem a nós! E não encontro outra palavra… obrigada!
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade. És uma companhia antiga e agradável. Tudo aquilo que me disseste ficará marcado em mim e será um apoio em momentos menos bons onde questionar se vale a pena.

      Obrigado

      beijos

      Eliminar
  8. Sabes 'as vezes nao "ouvimos" aquilo que desejamos do outro lado do ecra e por vezes essa contradicao faz-nos bem, tal como fazem as palavras de apoio. Saber que aquela pessoa nos compreende e' algo que inexplicavelmente nos da' forcas para erguer a cabeca e lutar por uma vida melhor :) eu que o diga. E fico feliz por seres reconhecido dessa maneira por tanta gente, e por ajudares tantos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo aquilo que nos dizem deve ser filtrado. Numa primeira análise, deitas fora aquilo que é maldade pura e que de nada te serve. Depois, analisas o resto e percebes as críticas que pretendem melhorar-te e os elogios que pretendem salientar algo em que até não acreditas. E tentas aprender com tudo isso. É assim que faço.

      Eliminar
  9. Um título destes é mesmo para assustar...e fala uma leitora tua que agradece cada palavra, cada história, cada gargalhada e pensamento que originas com os teus fantásticos textos, mas que infelizmente ultimamente não tem sido nada assídua...Continua sempre com esse teu espírito que é fantástico e nos inspira mesmo! Da minha parte obrigada pela tua forma de estaes e de expressares neste mundo, que às vezes consegue ser msmo um "mundo de cão". Beijinhos e um óptimo fds :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que me importa é que estejas bem. Quer estejas perto diariamente ou longe para sempre. Isso é o mais importante. Sempre que sentires necessidade de voltar, terás o teu espaço, que é só teu, aqui à tua espera.

      beijos e boa semana :)

      Eliminar
  10. Sabe-se muito de uma pessoa pela forma como escreve, certo?
    Por isso continua assim!
    É um prazer frequentar este espaço! :)

    ResponderEliminar
  11. Fiquei satisfeita de chegar ao fim do post e perceber que afinal tinha sido "enganada" com aquele título! :)
    Parece que já vais ter fazer modificações no teu novo header... "Inspiring People since 2012" eh eh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aquilo que li foi tão bom que, se o blogue acabasse, ficaria feliz. Tinha valido a pena porque tinha conseguido algo com que nunca tinha sonhado :)

      Gosto da tua opção :)

      Eliminar
  12. O feedback que tens é merecido. Gosto do teu estilo de blogger: generalista, abordas vários assuntos, não deixas ninguém sem resposta. E depois vem a outra parte: identifico-me contigo em muita coisa, no que toca à personalidade e carácter. Não só és um blogger que vale a pena ler, como és uma pessoa que vale a pena conhecer.

    Grande abraço and keep going!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo do melhor que posso ler.

      Grande abraço e muito obrigado!

      Eliminar
  13. Fiquei comovida com as tuas palavras e maravilhada com os comentários partilhados sobre a importância do que escreves no Blogue. És inspirador Bruno, nunca te esqueças disso. Um abraço forte. Célia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu é que te agradeço Célia. Muito obrigado!

      beijos e abraço

      Eliminar
  14. Não me deixes agoniada rapaz! Não fujas!!!
    Sabes porque te aconteceu isto? É simples: tu também dás muito aqui ,a todas as pessoas. E dar é receber em dobro.
    Tão simples a lei da Vida. Amar ,Dar e Receber.
    A mim já me deste muito, em cada resposta aos meus comentários, aos meus email' s, e até foste dos poucos que comentou no meu Blog tão pequenino"aqueceraalma".
    Mas a carta do Pai Natal para mim, foi sem dúvida Bruninho, a que mais me marcou e fez Sorrir .
    Nunca me abandones por favor.
    Não imaginas o quão carente de Afectos e Amizade pura, anda este mundo!
    Obrigada Por Tanto!
    Espero também contribuir no Tanto que dás.
    Continua assim e beijocas para ti, tua esposa e tua Maezinha. Um xi forte para quem me ler neste momento.
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que me comove é mexer com as pessoas com algo que considero natural. Para mim, não é nada de especial dedicar algum tempo a quem o dedica a mim. A quem tem problemas na vida e mesmo assim passa por aqui para me fazer companhia. Não o faço por obrigação. É algo natural que me dá prazer. Por isso é que me espanta.

      Essa experiência das cartas roubou-me imenso tempo mas, no final, de madrugada, olhei para trás e pensei: ganhei tempo a responder às cartas.

      Muito obrigado

      beijos

      Eliminar
  15. Influências desde há muito tempo muito mais gente do que imaginas Sr. HSB ;)
    Como diz uma amiga minha "Aceita que dói menos!".
    Beijo

    ResponderEliminar