5.5.14

diz-me quem te lê, dir-te-ei quem és

“Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és” é um dos meus ditados preferidos. Acredito que é possível conhecer muito de uma pessoa pelas companhias que tem. É óbvio que as companhias não têm de ser uma cópia exacta da pessoa mas é possível conhecer muito de alguém através dos outros. Até porque, quando as pessoas nada têm a ver connosco, começa a verificar-se um natural afastamento. Excepto nos casos de quem faz fretes motivado por interesses.

Por outro lado, acredito igualmente, que tendemos a atrair pessoas semelhantes. Pessoas que partilham a nossa visão da vida. Isto não significa que todas as pessoas tenham a mesma opinião sobre tudo. Nem que todas as pessoas gostem do mesmo. Refiro-me à generalidade do que significa a forma de encarar a vida pois entendo que duas pessoas com gostos bastante diversificados podem ter uma visão igual da vida.

E aplico tudo isto que referi ao mundo dos blogues. Acredito que “diz-me quem te lê, dir-te-ei quem és” é algo que se pode aplicar na perfeição a um blogue. Sendo que a versão mais próxima da realidade seria com “comenta” em vez de “lê”. E tenho como exemplo o meu blogue que é relativamente pequeno. O tipo de pessoas que por aqui passam (e refiro-me sobretudo às que deixam a sua marca através de um comentário) têm uma forma de estar com a qual me identifico.

Isto não significa que partilhe de todas as opiniões, tal como não significa que essas pessoas partilhem igualmente de tudo o que escrevo. Mas a essência é a mesma. As bases são semelhantes. Como tal, é possível conhecer mais e melhor quem escreve num blogue através das marcas que as pessoas deixam no mesmo e que são. Pelo menos, acredito nisso.

21 comentários:

  1. Subscrevo na íntegra!
    Por vezes surpreende-me assuntos sobre os quais escreves e que coincidem com questões presentes na minha vida. Coincidências à parte, naturalmente não concordo com TUDO o que dizes, mas aprecio a forma como enfrentas a vida, a forma de estares e muitos princípios pelos quais te reges. É muito agradável ver escrito de forma inteligente algo que muitas vezes queremos exteriorizar mas não sabemos bem como. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que tendemos a atrair e a querer estar com pessoas que são semelhantes connosco :)

      Eliminar
  2. Não concordo muito com isso pois leio muitos blogs, uns porque gosto mesmo do que se escreve lá, outros onde vou parar por "acidente" (título sugestivo ou porque há um excerto da publicação que me agrada...) e numa coisa já reparei, há pessoas (bloggers ou não) que comentam em vários blogs e a sensação que me dá é que o fazem como uma espécie de aceitação, concordam muito mas noutro local qualquer fazem comentários nada análogos sobre as mesmas "matérias". E olha que só leio comentários quando a publicação me espicaça de alguma forma...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo o que dizes. E não tive em contas esses comentários quando escrevi este texto. Porque esse tipo de comentários são facilmente identificáveis. Aliás, é muito fácil perceber o objectivo de alguns comentários. Mas devo confessar-te que uma das coisas que mais confusão me faz nisto dos blogues são essas pessoas que num sítio dizem uma coisa e noutro defendem o oposto. Ou que gozam num sítio mas dão graxa noutro ou ainda aquelas pessoas que pensam que passam despercebidas ao usar duas contas para comentar o mesmo sítio com comentários opostos. Por isso, compreendo o que dizes mas não contei com esse tipo de comentários.

      Eliminar
  3. “diz-me quem te lê, dir-te-ei quem és”
    Tenho exactamente a mesma opinião. Por norma, gosto de ler algo com que me identifique, podem divergir na opinião de um ou outro assunto, mas no geral, tem que haver uma identificação com o conceito geral do blog/ blogger. Porque caso contrário, passo ao lado e não volto. Quero acreditar que o mesmo se passa no meu.
    Isto é como ter um meio ambiente onde só proliferam algumas espécies. O meio acaba por seleccionar quais os que sobrevivem...
    No dia-a-dia, também temos tendência para nos associarmos/ligarmos a pessoas que aparentemente são semelhantes a nós.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que isso que sentes é comum a todas as pessoas que se regem pelos mesmos valores do que tu. O problema neste mundo é que existem pessoas com valores muito difíceis de perceber.

      Eliminar
  4. De acordo, até porque quem comenta, quase sempre é sincero, partilha ideias, sentimentose opinões.
    E eu prefiro comentar.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto muito de comentários porque permitem uma espécie de debate e partilha de ideias com a qual aprendo muito.

      beijos

      Eliminar
  5. E mais uma vez concordo contigo. O prazer de te ler, tem muito a ver com a forma com que vês e escreves alguns (muitos) posts. Por achar que penso assim (mais ou menos) como tu é que comento tanto... Raios, deve ser o sitio onde comento mais! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico feliz por ser o sítio onde mais comentas. É uma sensação boa :)

      Eliminar
  6. Verdade. Atraímos pessoas semelhantes a nós, que se identificam com o que escrevemos.
    Com excepção para aquelas pessoas que passam por vários blogs com o único intuito de dizer mal e achincalhar. Essas desenvolvem ódio pelos blogues maiores, por antagonismo aos seus propríos blogs (pequeninos...)
    vidademulheraos40.blogspot.com.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essas pessoas só podem ter vidas muito vazias. Quem opta por descarregar frustrações em redes sociais é porque não tem nada com que se entreter longe de um ecrã.

      Eliminar
  7. Bem... É facto que gosto do que escreves... Acho que sigo os mais variados blogues... mas em todos (mesmo com o teu, que tanto gosto.... :P). não concordo a 100% com todos os textos publicados... Mas isso também acontece com o nosso dia-a-dia. Com os meus amigos, por exemplo, gosto muito deles, mas não concordo com tudo o que eles dizem... Eu digo o mesmo, mas em relação à música... "diz-me o que ouves, e eu dir-te-ei quem és"!
    Não entendo as pessoas que destilam "ódios" em Blogues, e fazem comentários totalmete despropositados. Recordo-me de uns quantos, quando a Pipoca estava grávida, em que as pessoas não mediam as palavras, e escreviam coisas horríveis sobre a criança... Não é preciso serem malvadas. Se bem, que às vezes, determinados Blogues, depois tornam-se "flores de maracujá"... Sensíveis que só eles. Lêem uma discordância, e ficam logo de "pêlo na venta"...
    Continua, Homem... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Destilar ódio no geral é bastante mau e um desperdício de tempo. Fazê-lo em blogues e destilar veneno em relação a pessoas que não se conhecem de lado nenhum e de quem simplesmente não se gosta é um absurdo. Quanto aos comentários de que falas, é muito fácil saber qual o objectivo dos mesmos. Tal como saber quem é o autor dos mesmos.

      Mas uma das magias disto é mesmo a troca de ideias e de pontos de vista :)

      Obrigado

      Eliminar
  8. Concordo na integra:) Eu leio-te tu lês-me...e por quase todos os lados onde passo...lá estás tu também:)
    Está tudo dito:)

    Bom dia Bruninho:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma agradável coincidência :)

      Bom resto de semana!

      Eliminar
  9. Eu visito o teu blogue e comento de vez em quando; tanto quanto sei, tu não lês o meu (pelo menos nunca comentaste) - isso quer dizer que somos parecidos ou diferentes? :-)

    ResponderEliminar
  10. Concordo.
    Sigo vários blogs e vários tipos de blogs. Mas, de um modo geral, faço-o porque me identifico com algo: ou com o blogger na generalidade, ou com determinada visão sobre determinado assunto. E há um facto curioso: noto que há blogs que leio de forma mais prazeirosa, com mais regularidade e que comento com mais prazer do que outros :P provavelmente porque ainda assim há bloggers com os quais me identifico mais.

    ResponderEliminar