20.2.17

só para homens solitários

O mercado asiático é pródigo em produtos que nos deixam a pensar no motivo pelo qual alguma vez foram imaginados por alguém. Quando esse momento é ultrapassado, pensamos no motivo pelo qual alguém achou que era bom transformar aquela ideia num negócio. O que é certo que é os produtos ganham vida, mesmo que muitas pessoas só pensem neles como uma oferta de brincadeira.

Um desses produtos é a Leg Pillow, uma almofada que se assemelha às pernas de uma mulher. Diz que este artigo, que se encontra à venda no eBay por menos de 20 euros, é destinado a homens solitários que desejam um colinho feminino. Se algum homem olhar para isto com este objectivo, irá continuar a não ter um verdadeiro colo feminino para encostar a cabeça. Isto digo eu que não percebo qual a utilidade disto.

18.2.17

we are hollywood

Fiquei fã da Hawkers assim que me deparei com a publicidade, frequente nas redes sociais, da marca. Quando descobri o conceito da mesma – pretender “acabar” com a ideia de que é necessário gastar muito dinheiro para ter uns bons óculos – fiquei ainda mais agradado. E pouco tempo depois encomendava os meus primeiros Hawkers.

Correu tudo bem. Os óculos estavam perfeitos e demoraram poucos dias a chegar, sendo que foi possível acompanhar a encomenda ao pormenor. E só paguei quando os recebi. Neste momento a paixão já tinha dado lugar a amor. Pouco tempo depois foi a minha mulher que ficou encomendou uns. E o meu grupo de amigos também ficou rendido ao conceito, ao design e ao preço.

Uma das coisas boas da Hawkers é que está constantemente em promoção. Por isso aproveitei a oferta promocional do Dia dos Namorados e comprei dois óculos, pagando apenas um. Aproveitei também para experimentar o modelo Warwick. E mais uma vez não fiquei desiludido. Daí ser uma marca que recomendo a todas as pessoas que me colocam questões sobre os óculos.



Para os interessados, a marca está a fazer desconto de 20%, e quando não está é bastante fácil encontrar códigos promocionais na internet. Encomendas superiores a 50 euros têm a oferta dos portes de envio (cinco euros).

17.2.17

as mamas delas dão lugar às do enrique

Infelizmente, as mamas das mulheres são censuradas em muitas redes sociais – ainda recentemente fiquei com a página de facebook do blogue bloqueada após ter partilhado uma imagem de Kate Moss numa revista – e nem quando se trata de ensinar como fazer um auto-exame mamário que serve de prevenção para o cancro da mama.

Da Argentina chega o exemplo de como contornar a censura ao mesmo tempo que se ensina algo que todas as mulheres deveriam saber fazer. Como não podem ser usadas as mamas de uma mulher, foram utilizadas as do Enrique. Criatividade, pedagogia, informação importante e uma pequena lição para algumas redes sociais.

mulheres, cheguem-se à frente. isto faz sentido?

quem lida melhor com o final das relações: elas ou eles?

O final de uma relação é um tema que tem sempre algum dramatismo associado. Há quem lide bem com o final de uma relação. E há quem lide mal. Muito mal. Sendo que não existe uma fórmula matemática que ajude a comprovar que elas ou eles são quem melhor lida com o final de uma relação. Dependerá sempre de cada pessoa, de cada caso, de cada relação.

Mas existem comportamentos e atitudes que facilmente são associados às mulheres ou aos homens. A começar pelo mais absurdo, aquele que pode ser resumido pelas palavras: “não és minha, não és de mais ninguém”. Este nível de loucura é mais associado aos homens. Até porque a maioria das notícias relacionadas com ataques após o final de uma relação têm os homens como autores dos mesmos.

Existe outro comportamento que pode ser visto como virtual. E que passa por recorrer às redes sociais para passar a imagem de que tudo está bem, que a vida continua maravilhosa, e que mal de quem abdicou de determinada pessoa. E neste caso, o comportamento pode ser associado mais às mulheres. E pegando em casos famosos, facilmente se encontram exemplos de mulheres que começam a partilhar fotografias mais “ousadas” nas redes sociais quando terminam os relacionamentos.

Existe ainda a atitude do “faz de conta que não me importo com isto” que está mais ligado aos homens. Muitas vezes existe a postura do “não me importo com o final da relação” que não passa de um género de escudo, uma defesa que se usa para abordar o assunto. Quando na realidade o homem está devastado com o que aconteceu. Simplesmente não fala sobre isso e deixa a dor para os momentos em que está a sós.

Misturando tudo isto e acrescentando a postura junto de amigos, provavelmente existirá a ideia de que os homens lidam muito melhor com o final de uma relação. Existe a ideia de que rapidamente partem para outra enquanto as mulheres lidam pior com o assunto e ficam com mais marcas quando uma relação termina. Esta será a ideia geral. Mas não passa disso mesmo. E não é uma verdade absoluta e inquestionável.

16.2.17

coisas básicas que devemos saber











eles estão de volta e melhores do que nunca

Este é um daqueles casos de amor à primeira vista. Desde que me cruzei com as minifuras da Lego que não paro de comprar e coleccionar as mesmas. Nos grandes superfícies comerciais dou por mim na zona dos brinquedos à procura das pequenas embalagens que trazem uma minifigura.

E foi assim que descobri a mais recente colecção alusiva a Batman: o Filme, a nova longa-metragem de animação com a chancela desta marca. Sendo que existe uma grande novidade pois desta vez existem 20 personagens (costumam ser apenas 16). Esta é provavelmente a colecção de que mais gosto até ao momento porque atravessa o universo Batman, algo que aprecio bastante. Por exemplo, não vou descansar enquanto não tiver o Batman de robe e aquele que tem a boia.

A única “desvantagem” destas colecções é que rapidamente desaparecem das prateleiras. No sítio onde costumo comprar já voaram todas. Por isso, e para quem gosta destas minifiguras, desejo boa sorte a encontrar os bonecos que encantam miúdos e graúdos.