POWr Multi Slider

13.5.18

a gorda estúpida que ganhou a eurovisão

As pessoas precisam de parar de confundir convicções pessoais com certezas técnicas e conhecimentos musicais. Uma opinião é isso mesmo... uma opinião. E, acima de tudo, precisam de deixar de olhar para a ofensa como barómetro da verdade. Não é por ofender alguém que se tem mais razão. Na realidade, este tipo de postura acaba por dizer mais sobre quem a utiliza do que dá razão a qualquer argumento.

Para dizer que prefiro a canção da Áustria – porque é o tipo de música que consumo – não preciso de dizer que ganhou uma gorda estúpida. Isto não revela conhecimento musical. É meramente um sinal da falta de muita coisa que vai além da música.

De resto, em vez de ouvir pessoas a discutir o gosto musical, gostaria de encontrar entusiastas que discutam o evento em si. Por exemplo, por que motivo é que um festival dedicado à música não tem músicos em palco? Por que motivo só podem estar 5 pessoas em cima do palco? (regra que existe, se não estou em erro, desde 1991). A Eurovisão não é mais do que entretenimento televisivo. E se tiver boas músicas, melhor. O evento está pensado na grandeza televisiva e não musical.

Mas do mal o menos. A Eurovisão deixou Portugal. O último lugar foi nosso. Por isso, a partir de agora, o Festival da Canção e a Eurovisão voltam a ser fenómenos ignorados pela maioria. Que só se lembram de vir a público para falar mal de quem ganha.

Sem comentários:

Enviar um comentário