16.12.17

jantares de natal

Nunca percebi aquela obrigatoriedade de participar em vários jantares de Natal. É o dos amigos, é o dos colegas, é o dos conhecidos com quem só se fala nesse jantar, é com pessoas que nem se conhece bem e por aí fora. E parece mal se a pessoa diz "não" a algum convite.

Olho para os jantares de Natal da mesma forma que olho para os presentes. Faz sentido, tudo bem! Apenas porque sim, tudo mal. E não tenho problema nenhum em recusar convites. Porque acho mais lógico do que marcar presença num jantar com quem raramente falo. Só porque é Natal.

Até porque isso retira o encanto que deve ter um jantar de Natal. Ou um convívio de amigos. Coisas forçadas nunca deram bom resultado. E presentes e jantares natalícios não são excepção.

2 comentários:

  1. Assino por baixo. A idade e a vida ensinam-nos a valorizar aquilo que realmente interessa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é tão bom quando finalmente percebemos isso.

      Eliminar