POWr Multi Slider

30.5.17

pedidos de amizade estranhos

Quando alugámos a casa onde hoje vivemos, tivemos de lidar com uma agência imobiliária. E com uma mediadora. Que nem eu nem a minha mulher conhecíamos de lado nenhum. Vimos a casa. Foi do nosso agrado. O preço foi negociado. E tudo foi tratado. Pouco tempo depois de o apartamento ter sido alugado, a vendedora fez-me um pedido de amizade, na rede social Facebook, e também à minha mulher. Algo estranho para ambos.

Se fosse antes de o negócio estar feito, também considerava estranho. Mas ainda colocava a hipótese de tentar perceber o nosso estilo de vida antes de efectuar o negócio. De resto não percebo as pessoas que confundem negócios com amizade. E são cada vez mais. Pessoas com quem existe uma relação meramente profissional, e ocasional, que fazem um convite de amizade. Até porque levanta diversas questões.

Partindo do princípio que não existem amigos em comum, essa pessoa foi à procura da outra? E qual foi o motivo pelo qual foi à procura? Se a relação já é "fria", porque é apenas profissional, torna-se muito estranha a partir do momento em que existe um pedido de amizade, que provavelmente será recusado. Talvez seja apenas mais um efeito das pessoas que confundem relações profissionais e amizades virtuais com amizades reais.

Sem comentários:

Enviar um comentário