POWr Multi Slider

15.2.17

vendem roupa? e gin tónico?

Ontem aproveitei a hora de almoço para ir a três lojas de roupa. Em duas delas a música estava ao nível, refiro-me ao volume, daquilo que é possível ouvir numa qualquer discoteca. O que fez que me sentisse tentado a ir à caixa pedir um gin tónico acreditando estar presente uma mistura de conceitos: venda de roupa e diversão nocturna associada a um centro comercial.

Trabalhei em duas lojas de roupa e em nenhuma delas testemunhei este fenómeno. Recordo-me que era impossível mexer no ar condicionado que tinha duas temperaturas estipuladas: uma para o Verão e outra para o Inverno. Mas a música nunca estava muito alta nem existia uma lista pré-definida de artistas que se pudessem ouvir. Mas a música não era insuportável, algo que testemunhei ontem em duas ocasiões.

Acredito que exista uma explicação – ainda que não a consiga compreender – para este fenómeno. Porque tudo é pensado ao detalhe neste negócio. Enquanto cliente, não aprecio lojas que fazem com que me sinta desconfortável. E só entro na mesma caso pretenda algo específico. Se assim não for, não me sinto tentado a descobrir uma colecção enquanto a música toca a um nível insuportável.

8 comentários:

  1. odeio lojas que tenham a musica tao alta ao ponto de eu nem conseguir ouvir os meus pensamentos. venho me logo embora.


    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
  2. Como dizes, nada é pensado em vão neste tipo de negócio. A minha leitura é que estas lojas que, na maior parte dos casos, tem como público alvo os mais jovens, esta coisa da música aos altos berros é para que eles se sintam como se estivessem no seu quarto. Esquecem-se, contudo, que existem pessoas (mesmo os mais jovens) que abominam músicas com um som capaz de ferir os tímpanos.
    Se entro numa destas lojas, não me consigo concentrar e saio rapidamente de lá.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que possa passar por aí. Mas acho que isto é tão mau até para os mais novos.

      Eliminar
  3. É tão mau entrar numa loja com essas condições. Uma pessoa nem consegue "pensar direito". Perde-se logo a vontade de estar numa loja. É como tu dizes: se se vai à procura de alguma coisa em específico ok, entra-se e arruma-se com o assunto rapidamente. Se for só para conhecer e ver as novidades, esquece lá isso.

    Abraço ;)

    ResponderEliminar