13.2.17

coisas que as pessoas não percebem nas filas em geral

Existem alguns comportamentos, que as pessoas costumam ter nas filas em geral, que por mais que tente não consigo compreender. Começo por um dos mais irritantes. Pessoas que se colam a nós nas filas. Pessoas que nos respiram para o pescoço e que revelam vontade de estar às nossas cavalitas. Pessoas que nos batem com as malas, carrinhos e cestos de compras ou mesmo com os braços ou pernas. Qual a vantagem disto? Fica a questão...

Outro comportamento irritante, este específico dos supermercados. Pessoas que colam as suas compras às nossas. Mas se recorrer ao objecto que apenas essa missão. Colam as compras e ficam à espera que o(a) funcionário(a) da caixa consiga, como por magia, adivinhar onde acabam as compras de um cliente e começam as do outro. Pessoas que conseguem ainda ficar irritadas quando o cliente da frente faz questão de separar as compras. Qual a vantagem disto? Fica a questão...

Fica apenas mais um exemplo, também bastante comum nas filas dos supermercados. Por norma é algo que é feito pelas pessoas que adoptam o comportamento explicado no parágrafo anterior. São aquelas pessoas que, além de colarem as compras, colam-se ao aparelho onde o cliente da frente irá efectuar o pagamento. Ainda não efectuamos o pagamento e a pessoa já está colada ao aparelho, ao estilo do fiel guardião do pobre aparelho. Chega a ser necessário pedir à pessoa para se desviar ou questionar se tem interesse em pagar as nossas compras. Qual a vantagem disto? Fica a questão...

Era bom que estes comportamentos fossem ocasionais. Estivessem em vias de extinção. Infelizmente são cada vez mais comuns. Multiplicam-se a uma velocidade alucinante. E, por mais que tente, não consigo descobrir uma única vantagem neste tipo de acções.

18 comentários:

  1. Incomoda-me imenso que as pessoas se colem a mim na fila. Como se isso fosse tornar mais rápido o processo. Melhor ainda, é quando mandam vir porque ainda não me cheguei à frente, mesmo quando isso é cerca de meio metro e não me leva a lado nenhum... Ahh pessoas! Temos de conviver elas! 😊

    ResponderEliminar
  2. E só falaste de uma pequena amostra, há bem pior.

    ResponderEliminar
  3. Bom dia :)
    Partilhamos a mesma opinião! Regral geral, (pois todos nós temos dias menos felizes), tento "liderar por exemplo". Embora não seja a pessoa mais paciente do mundo, sei que quando estamos numa fila não resta fazer nada mais senão esperar, então o melhor é fazê-lo em serenidade e com um sorriso.
    Tenho regras de condutas bem específicas: não gosto de me colar a ninguém, nem que se colem a mim. Se não existe à disposição aquele separador que usamos para demarcar onde acabam as nossas comprar, deixo sempre um espaço, e claro, dar espaço e privacidade à pessoa quando está a interagir com o empregado da caixa, a efectuar o pagamento. Inclusive, com alguma frequência, deixo passar à minha frente pessoas que apareçam só com um par de produtos, um idoso com dificuldade de locomoção, etc. Não é que eu seja uma óptima pessoa, nada disso, mas gentileza gera gentileza, e já que temos mesmo que esperar, não há qualquer bom fruto que se colha ao fazê-lo com um mau comportamento.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deveria ser fácil perceber que tudo é assim tão simples!

      Eliminar
  4. Dou-te um exemplo concreto aqui na Farmácia onde trabalho (e que acontece em quase todas as outras): uma pessoa está a ser atendida, entra uma segunda, cola-se à que está a ser atendida, e começa a fazer perguntas a nós (Farmacêuticos) e a abanar uma receita na nossa cara. Já tive que ser um pouco desagradável com uma pessoa com este comportamento porque, tal como tu, não entendo o porquê de estes comportamentos existirem...

    Abraço ;)

    ResponderEliminar
  5. De repente estava a rever-me na minha última ida ao supermercado ahahahah estava eu a meter o cartão no multibanco e a senhora que estava atrás de mim quase que se colou à máquina. Tive mesmo de pedir para se afastar para marcar o código... haja pachorra!

    http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Odeio. Odeio as pessoas em geral e especialmente quando se põem em cima de mim. Ainda hoje fui às compras e, na caixa, estava uma criatura atrás de mim sempre a dar-me com a mala. Fui-me chegando para a frente e já não tinha mais espaço. Que ódio... tento conter-me para não dizer nada, porque se disser, vou ser rude e mal-educada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chega a uma altura em que temos mesmo de dizer algo.

      Eliminar
    2. Eu passei-me uma vez :( e virei-me para trás e perguntei:
      - Está com frio?
      - Como?!
      - Sempre que eu avanço a senhora cola-se a mim, deduzo que esteja com frio… Tenha lá paciência e aguarde pela sua vez sim?!
      Rrrrrr rrr rrrr…

      Eliminar
  7. tens toda a razao sao comportamentos horriveis... mas por vezes as pessoas nao se dao conta...
    ou melhor devem esperar que com esses comportamentos a gente saia da fila ou que por magia a fila ande mais rapido...
    :)

    ResponderEliminar
  8. Outra situação que acontece nas filas tem a ver com as prioridades (sendo que existem caixas específicas), há sempre alguém que se tenta aproveitar...há pouco tempo atrás presenciei o seguinte, uma srª que ia com uma menina já dos seus 6 anos no mínimo ao colo e a pedir passagem...as pessoas como não se estão para chatear - apesar de ser perfeitamente visivel o tamanho da criança - lá iam deixando passar; ao chegar junto da caixa, já a colocar os seus produtos, a funcionária (que já tinha reparado na jogada) só lhe disse assim: - Desculpe mas tem de ir para a fila, é que a prioridade é para crianças DE colo e não crianças AO colo!Adorei!! A srª ia começar a reclamar,ao que a funcionária informou que salvo tenham alguma dificuldade de locomoção a idade limite são 3 anos e que estava explicito no decreto-lei xpto. A Srª dirigiu-se para outra caixa, não sem antes ter mandado um olhar fulminante à funcionária e ás pessoas que se encontravam na fila!

    ResponderEliminar