30.9.16

oportunidade de negócio (mas só para elas)

"Já nada me surpreende." Já perdi conta ao número de vezes em que escrevi estas palavras no blogue. Até já me mentalizei de que é impossível chegar ao momento ao momento em que vou ficar surpreendido com algo. Em que diga "por isto é que não esperava". Começou com o porco a andar de bicicleta e a partir daí foi sempre a subir. De surpresa em surpresa até deixar de ficar com surpreendido.

Mesmo como coisas como esta oportunidade de negócio apenas para o sexo feminino. Ao que parece existe um novo fenómeno que passa pela venda online de cuecas usadas. Sim, é verdade! Existem mulheres que estão a vender e se elas vendem é porque os homens (acredito que o público seja maioritariamente masculino e com fetiche por cuecas usadas) estão a comprar. E umas cuecas podem valer qualquer coisa como 4500 euros.

Mas há mais. Aquilo que torna as cuecas mais caras é o facto de terem sido usadas por quem as vende. Mas há mais. Quanto mais tempo forem usadas... mais valem. Por exemplo, as cuecas mais caras foram usadas diariamente pela vendedora durante três semanas. O mercado atinge um nicho de mercado mas está a render muito dinheiro às mulheres que decidem vender a lingerie usada.

Creio que este fetiche (lingerie usada) não é de agora mas existe um motivo para a crescente procura. Parece que na série Orange is the New Black (não acompanho) uma das protagonistas (Piper) vendeu as suas cuecas. Isto levou a que a procura fosse mais acentuada com o Google a registar muitas pesquisas em torno da venda da lingerie usada.

4 comentários:

  1. Sem comentários.
    O que é que há a dizer a um disparate desses?!
    Acreditas que chego a ter pena - sentimento mau, este! - dessa gente?

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Eu não me vou meter em tal negócio (até porque para vender ao preço mais elevado teria de ignorar pelo menos um dos princípios básicos de higiene), mas acho que é uma forma inteligente e fácil de arranjar dinheiro para... lingerie nova!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um "bom" negócio e "fácil" porque não envolve qualquer contacto presencial entre as pessoas.

      Eliminar