28.6.16

magro ou gordo?

Em diversos textos partilhados no blogue abordei a temática que opõe os gordos aos magros. E sempre disse que é assunto que dá pano para mangas e que nunca deixará ninguém satisfeito. Acontece isso em Portugal tal como acontece em qualquer parte do mundo. E a prova disso mesmo é um dos mais recentes filmes da Disney. Refiro-me ao filme de animação Vaiana que conta com Maui, uma personagem lendária das Ilhas do Pacífico.


De acordo com a lenda, Maui pescou do mar as Ilhas do Pacífico. E a Disney não teve qualquer problema em fazer de Maui um herói obeso. Numa altura em que se debate cada vez mais os corpos magros, seria de esperar que esta decisão fosse aplaudida. Que fosse uma forma de lidar com o excesso de peso. Que fosse um passo em frente numa temática delicada e sensível. Certo? Nada mais errado.

É que muitas pessoas não estão satisfeitas com o excesso de peso de Maui. Pessoas com cargos políticos dizem que Maui é metade porco, metade hipopótamo. Há quem defenda que o personagem não só pescou as ilhas como acabou por fritar e comer as mesmas. Há quem diga que tal não é aceitável porque basta olhar para os homens e mulheres da Polinésia para perceber que não têm excesso de peso.

Maui é a prova provada, passe a redundância, de que a temática que opõe gordos a magros nunca será consensual. Nunca irá satisfazer todas as pessoas. Por um lado não queremos publicidades a biquínis com mulheres magras. Por outro não queremos desenhos animados gordos. Pode ser que um dia este assunto ganhe uma dimensão real e séria. E que finalmente se comece a debater as questões associadas à saúde em vez de meio mundo andar preocupado com mulheres magras de biquíni ou com desenhos animados com excesso de peso. Até lá continuamos a "brincar" aos gordos e aos magros.

6 comentários:

  1. Já agora convem lembrar que os povos indigenas das ilhas do pacifico e da Australia, bem como do México e America Latina, tem niveis assustadores de obesidade pois não se conseguem adaptar à dieta ocidental. Milhares de anos de evolução com uma alimentação natural e autoctone, não os preparou para a diversidade e as calorias que a ocidentalização / globalização lhes apresenta. Por isso, e neste contecto, o boneco ser gordo parece o menor dos problemas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas há quem olhe para ele como o fim do mundo.

      Eliminar
  2. Opa, as pessoas preocupam-se com cada coisa, sinceramente...

    ResponderEliminar
  3. Olha eu já fui magra...50kg aos 20 anos...até que me tornei vegetariana...ou melhor,deixei de çomer carne e peixe porque não me alimentava muito bem...o resultado foram quase 20 quilos a mais!quilos esses que nao desapareceram...e fui mãe!duas vezes!a caminho do terceiro :) mas o que mais me irrita foi pessoas próximas e não tão próximas dizerem: tens uma cara tão linda!se fosses mais magra...se fosse mais magra o que???seria melhor pessoa?faria parte do que se considera bonito?arranjaria mais facilmente um homem???enfim...cada vez se dá mais importância a aparência...e cada vez gosto mais de mim por ser como sou!GORDA :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parabéns pela gravidez ;)

      As pessoas cada vez mais se preocupam com muitas coisas, ignorando outras que são realmente importantes nas suas vidas.

      Eliminar