POWr Multi Slider

23.5.16

as más opções de fernando santos

Ontem muito se falou de André Silva, jovem avançado do Porto que fez um jogo brilhante. Muitas vozes reclamam que o jovem deveria fazer parte dos eleitos de Fernando Santos e que deveria ter sido convocado para o Europeu que vai decorrer em França. E isto levanta uma questão: quem é que o seleccionador deve convocar: os jogadores em melhor forma ou aqueles que fazem parte do seu grupo? E as respostas são as mais divergentes.

Já o tinha dito em relação a Paulo Bento e volto a dizer o mesmo em relação a Fernando Santos. Não critico que escolham aqueles em quem confiam. Aquilo que faço é julgar as apostas com base nos resultados obtidos. Se Fernando Santos tivesse escolhido os jogadores pelo momento de forma teria de ter convocado Ricardo Pereira que está no Nice e que foi considerado um dos melhores da Europa na sua posição. Teria também de ter convocado André Silva, Pizzi, André Almeida e, sobretudo, Hugo Vieira. E estes são apenas alguns exemplos de atletas num bom momento de forma.

Mas destes apenas Pizzi e André Almeida costumam ser convocados por Santos. André Silva ainda é jovem e Hugo Vieira misteriosamente não é convocado. Isto para dizer que optar por jogadores em melhor momento de forma não implica que se forme uma boa equipa. Pelo facto de que não estão habituados a jogar juntos. Neste caso sou defensor de que devem ser convocados assim que começam a destacar-se de modo a que seja feita a integração na selecção. Convocar os do "costume" reforça a equipa em si mesmo que o momento de forma não seja o melhor. Esta é a minha opinião.

Por outro lado considero que um seleccionador inteligente tira proveito da forma como determinados jogadores jogam nas suas equipas. Por exemplo, em 2004, Scolari tirou proveito do excelente trabalho que era feito no Porto. Transportou a "equipa" para a selecção nacional. Outro exemplo disto é a melhor Espanha que era o Barcelona ou mesmo a Alemanha que era o Bayern. Um seleccionador inteligente aproveita o trabalho de meses (ou anos) que é feito por um treinador num clube. E transporta isso para a selecção fazendo com que essas rotinas sejam uma mais valia.

Na minha opinião, Portugal tinha isto com Scolari. Mas não teve com mais seleccionador nenhum. E a minha grande crítica vai no sentido da forma como determinados jogadores são integrados na selecção. Dou um exemplo: José Fonte, que considero o melhor defesa central que Portugal tem neste momento mas que dificilmente jogará. Há muito que deveria ser titular de modo a preparar o Europeu. E isto pode ser aplicado a outros jogadores. Olho para as escolhas de Fernando Santos como uma aposta segura e sem riscos. E já falta pouco tempo para perceber se a opção foi a mais correcta.

4 comentários:

  1. Há muitas opções que não se percebem. Segundo li, vamos ao Europeu apenas com um ponta de lança de raíz. O Éder. Olhando para outros jogadores que estiveram em bom plano esta época, fazia sentido convocar o Bruno Moreira, do Paços de Ferreira que foi "apenas" o melhor marcador Português do nosso campeonato!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já para não falar do Hugo Vieira que se fartou de marcar golos e foi o melhor jogador do campeonato.

      Abraço

      Eliminar
  2. Desculpa mas estragaste tudo qdo mencionaste o nome do André Almeida! Ele nos últimos jogos tem sido uma autêntica auto estrada para os adversários!
    Mas para mim o mais hilariante é nem mencionarem um rapaz q tem sido dos melhores dc do campeonato... Enfim se vestisse de vermelho é q era!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O André Almeida deverá ter feito a sua melhor época de sempre e praticamente sempre na mesma posição. Além disso é um jogador que pode jogar em diversas posições.

      Quanto a dc. Para mim, o melhor que temos neste momento é José Fonte que deveria ser titular ao lado de Ricardo Carvalho. Neste domínio acho que o primeiro injustiçado é Daniel Carriço.

      Eliminar