23.5.16

amamentar em público: sim ou não?

Creio que não é um assunto novo aqui no blogue. E será um assunto que está longe de ser consensual. Tal como está deveras afastado da total ausência de polémica. Uma fotografia de uma mãe a amamentar em público é o suficiente para dar vida e voz a duas "claques". De um lado estão as pessoas que apoiam a mãe. Do outro estão aquelas pessoas que não aceitam que uma mulher amamente um filho em público como se estivesse no conforto e intimidade do seu lar.


Esta mãe é alemã e dá pelo nome de Naomi Jael. "Quando se está num casamento, a usar um vestido chique e de saltos altos, e o filho tem fome, bem... está-se nas tintas e alimenta-se o miúdo", escreveu Naomi na fotografia que partilhou no instagram e onde aparece a amamentar o filho. Em pouco tempo os gostos eram superiores aos 11 mil. E os elogios batiam-se com as críticas. O que levou a mãe a escrever algo mais. "A quem ficou furioso com isto: também alimentei o meu filho durante a cerimónia na igreja, DENTRO da igreja. Aqui na Alemanha as pessoas não ficam chateadas com isto. É NORMAL. Não tem nada de ofensivo ou mau. É para isto que tenho peito. Deus deu-me mamas para alimentar os meus filhos", acrescenta.

Nada tenho conta mães que amamentam em público. Acho é que existem coisas que dispensam uma bandeira ou luzes neon que piscam de modo a tornar alguém no centro das atenções. Amamentar em público poderá ser uma necessidade. Mas que viverá sempre bem com a discrição. Uma mãe que amamenta em público não precisa de "estar aos gritos" e a dizer algo como "olhem para as minhas mamas enquanto alimento o meu filho".

À discrição (ou falta dela) podem juntar-se outro ingredientes como questões culturais. Haverá que ache que esta foto não tem nada de errado tal como haverá quem ache que esta mulher deveria ser queimada numa fogueira por ousar expor tanto o corpo. E algures pelo meio disto tudo existe um equilíbrio que deveria ser do agrado de todos. Mas este é um daqueles temas que nunca será consensual. Como referi, não me espanta que esta mãe tenha amamentado o filho (e não vejo nada de errado nisso). Tal como não me incomoda nenhuma mãe que o faça em público. A única coisa que dispenso é que a amamentação em público seja transformada num show que tem por objectivo fazer de uma mãe o centro das atenções.

Neste caso específico, a única coisa que acho um pouco exagerada é a explicação "É para isto que tenho peito. Deus deu-me mamas para alimentar os meus filhos". Acho que é uma resposta ao estilo das críticas que são feitas e não é um argumento que sirva para vencer qualquer argumentação. Se assim fosse, poderiam ser usadas desculpas semelhantes para pessoas que urinam em público em frente a outras ou para pessoas que decidem ter relações sexuais em espaços públicos.

19 comentários:

  1. Amamentar, é a coisa mais natural do mundo e acho lindo, embora desde há umas décadas se tenha começado a trocar o leite materno pelo leite em pó que deveria ser para os bezerros. É uma opção da mãe amamentar ou não, mas, se a mãe amamenta deve fazê-lo quando ela e a criança quiser e onde quiser, era o que faltava ter de fugir e esconder-se para alimentar um filho. Se foi deus que lhe deu as mamas, não sei, pois sou ateia, servem para amamentar?, servem sim, quando a mulher tem filhos, se não os tiver, as mamas dão muito jeito e todas gostamos de as ter, apesar de muitas conseguirem viver sem elas, consequência de problemas de saúde, antes viva e sem mamas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens razão no que dizes. Alimentar sem problemas.

      Eliminar
  2. Acho que a comparação da amamentacao com urinar ou ter relações sexuais em público é muito má! Não se podem comparar sequer...
    Antes de ser mãe ficava de pé atrás a ver alguém a amamentar em público, mas desde que fui mãe que mudei a minha opinião a 100%..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se leres o texto com atenção não encontras essa comparação. A comparação é para o argumento "Deus deu-me para fazer". Nesse sentido podemos ir buscar tudo o que Deus no deu e usar esse argumento para fazer tudo em todo o lado. Refiro-me ao argumento dela e não ao acto em si.

      Acho que as mães devem amamentar sem que isso seja um problema.

      Eliminar
  3. Nunca vi nenhuma mãe aos gritos a dizer para lhe olharem para as mamas enquanto amamenta o seu filho (e não creio que também tenhas visto!). Também nunca vi nenhuma mãe transformar a amamentação num "show".
    Vi foi (muitas vezes) mães a pedirem desculpa por amamentarem (alimentarem!) os filhos - principalmente no comboio. Pedir desculpas por alimentar os filhos? Faz-me muita confusão ser necessário tal coisa.
    Comparar urinar e ter relações sexuais com amamentar é só ridiculo xD Eu adoro os teus textos e pareces ser genuinamente uma pessoa culta, não devias usar comparações tão falaciosas!
    Vá, um beijinho e lembra-te que amamentar é alimentar. Tal como se faz com um biberão. Mas mais natural que isso. Tal como urinar e ter relações sexuais o são, mas são coisas que podem ser adiadas. Alimentar um bebé não entra nesta categoria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso de pedir desculpa não tem sentido. Quando me refiro a show e a gritar refiro-me à falta de discrição de algumas mulheres que é propositada. E isso acontece.

      Quanto à comparação, não comparei o amamentar mas a argumentação dela que diz que Deus deu para fazer. Nesse sentido, com a mesma argumentação, posso dizer que Deus deu desejo carnal aos homens e mulheres de modo a que o possam viver livremente e ter relações onde quiserem. Ou seja, estou a rebater o argumento porque não é por Deus ter dado que se pode fazer tudo em todo o lado e a toda a hora. Refiro-me ao argumento e não ao amamentar.

      Eliminar
  4. Não vejo a publicação desta foto como um "olhem para mim, estou a amamentar o meu filho". Vejo-a como a publicação de outra foto qualquer, a fazer outra coisa qualquer, noutro sitio qualquer.
    Foram as pessoas que se insurgiram contra a mesma é que ligaram os tais neons que piscam à volta dela!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este caso não se aplica. É uma foto captada num evento privado. E só foi tornada pública porque acabou numa rede social e deu que falar. Como referi no texto nada tenho contra esta imagem nem contra nenhuma mulher que amamenta em público.

      Eliminar
  5. Amamentar em qualquer sitio é natural sim mas como tudo na vida é preciso regras. Um bébé mama em exclusivo até aos 4 meses e no máximo até aos seis meses, tem horários apertados e não se pode controlar, claro que uma mãe deve amamentar um filho com fome.....mas a mãe não precisa de se expor nem mostrar o que está a fazer pode faze-lo naturalmente mas com recato. A foto acima para mim é de pura exposição do corpo até porque vemos não um bebé mas sim uma criança que deve ter mais de 1 ano e meio e já come qualquer comida não precisava de estar ali a mamar nem a mãe quase despida. Ah e sou mãe sim, e amamentei sim, mas expor o meu corpo com a desculpa de dar de mamar não.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que em tudo na vida o bom senso nunca está a mais. Um exemplo muito básico, já tive um colega que falava ao telefone na redacção de modo a que todas as pessoas olhassem para si. Eu prefiro falar sem que ninguém se aperceba de nada.

      Eliminar
    2. Vou s´p aqui "corrigir" a Ana: enquanto a mãe produzir leite, o bebé OU CRIANÇA pode mamar até à idade que bem quiser! Essa do "mamar até aos 4 ou 6 meses" já está, vamos chamar-lhe, desactualizada...

      Eliminar
    3. Lia, pode...mas não precisa...a criança da foto pode comer qualquer outra comida....

      Eliminar
    4. Onde alguns olhos vêem uma criança "com mais de um ano" que "pode comer qualquer outra comida", eu vejo uma criança que pode, efectivamente, ter menos de um ano, e que pode comer o que bem quiser e a mãe tiver para lhe dar.

      Eliminar
  6. Acho que muitos leitores faltaram às aulas de Português,na parte da interpretação....
    Concordo com tudo o que disse. Sim,é normal amanentar em público. Sim,pode usar a velha fralda para isso. Não,não precisa de chocar ninguém.
    Até pode ser normalissimo lá,mas a cara dela diz tudo. Quis fazer show off,sim. Se pode fazer,sim. Agora aguente-se às criticas.

    Além de que, a menos que esteja a chorar(e a incomodar os outros),a criança tb não morre se esperar 10 mnts para coner.

    Não era o caso aqui, dado o sitio onde estava.

    Deus tb nos deu duas orelhas e só uma boca, para ouvirmos o dobro do que falamos,mas tb não acontece....lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este caso é específico porque acontece num ambiente fechado mas depois a foto é tornada pública. Acho que ela perde com alguma argumentação utilizada que era totalmente desnecessária.

      Eliminar
  7. Que falta de discrição? É que nunca vi a acontecer.. Vi mulheres a, sim, tirarem a mama para fora e alimentarem um bebé. Foi o máximo de falta de discrição que vi até hoje e não me parece de todo negativo... Afinal os homens não costumam andar de peito ao léu quando vão correr por exemplo? Ou simplesmente quando lhe apetece lol, é costume ver em Lisboa em dias de calor. As mamas da mulher não são um símbolo sexual, servem para alimentar bebés ponto. Se os homens as sexualizam... problema deles.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Falta de discrição? Nisto e em tudo é transformar algo banal e normal num espectáculo digno do cirque du soleil com sala esgotada.

      Eliminar
  8. Tema que nunca será concensual.
    Precisamente há dias, num restaurante, estava com um grupo de pessoas a almoçar. Entre elas, uma mãe com um bebe.
    De repente quando olhei para ela, estava a dar de mamar ao bebe, á mesa na maior descontração. Compreendo que o ato é um ato natural, mas todos os Homens sem excepção se sentiram incomodados. Nem sabem se olham ou se desviam o olhar... Mais incomodados ainda ficaram quando o bebe que estava a ser amamentado, adormeceu e largou o mamilo, a senhora tão á vontade que estava, que aquele (o mamilo) ficou ali pendurado a olhar para nós, como se tivesse vida própria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amamentar deve ser o mais normal possível mas também não implica que se entenda que todas as pessoas devem lidar com isso de forma exageradamente simples. O teu caso mostra isso. A senhora acabou de dar de mamar, tapa a mama e tudo prossegue de forma normal.

      Eliminar