6.4.16

estou boquiaberto (ou talvez não)

Neste momento não se fala de outro assunto que não seja o escândalo Papéis do Panamá. Esta situação está a abalar o mundo, com consequências mais visíveis em alguns países do que noutros, e promete abalar ainda mais com a divulgação de mais nomes de personalidades envolvidas no escândalo. Entre os nomes a divulgar estão dezenas de portugueses (até ao momento só foi divulgado um).

Tenho reparado que muitas pessoas estão boquiabertas com este escândalo que, em traços gerais, diz respeito a pessoas com muito dinheiro (umas com actividades mais honestas do que outras) que escondem o dinheiro em paraísos fiscais. Neste caso não faço parte das pessoas que ficam boquiabertas com a informação que está a ser divulgada.

Políticos, barões da droga e do crime e celebridades milionárias que procuram paraísos fiscais para esconder o dinheiro que têm é mais ou menos como a prostituição, vista como a profissão mais antiga do mundo. É algo que é feito há muito tempo. E que continuará a ser feito no futuro. E os nomes só estão a vir a público porque houve uma fuga de informação.

Este escândalo (resta saber, na maioria dos casos, se não será uma montanha a parir um rato) serve para confirmar algo que acreditava ser do conhecimento de todas as pessoas, ainda que sem confirmação, mas que aparentemente ainda consegue surpreender muitas pessoas.

4 comentários:

  1. Fiquei mais surpreendida com o caso da polícia Judiciário do que com esse dos paraísos fiscais que toda a gente sabe que existem e que toda a gente sabe que são milhões de pessoas em todo o mundo a utilizá-los para fugir ao fisco.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto não deveria ser novidade para ninguém.

      Abraço

      Eliminar
  2. Também não percebo qual é o espanto...: )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existe apenas a curiosidade em torno dos nomes serem tornados públicos.

      Eliminar