14.3.16

brancos, pretos, latinos, muçulmanos, pobres e ricos. racismo e preconceito

Crash, Colisão em português, é um filme de 2004 que apesar de ter conquistado três Óscares (em seis nomeações), entre eles o de Melhor Filme, e um total de 61 prémios terá passado ao lado de muitas pessoas. Quando abordo o nome poucas são as pessoas que o reconhecem no imediato. E aqueles que reconhecem dizem logo que foi do melhor que já viram. Sendo amante e devorador de cinema atrevo-me a dizer que este filme é uma das melhores histórias que alguma vez chegaram ao cinema. E reforço esta ideia depois de ter voltado a rever o filme no passado fim-de-semana.

E mesmo tendo em conta que já passaram doze anos, Crash continua actual. Porque aborda o racismo e o preconceito que ainda imperam na sociedade. Entre brancos, pretos, latinos, muçulmanos, pobres e ricos. Seria extremamente fácil fazer um filme que se cingisse ao racismo entre brancos e pretos mas Crash vai muito além disso tocando numa sociedade/realidade multicultural e multicolorida com histórias que se entrelaçam e abraçam em momentos diferentes e sempre de um modo perfeito.

E como se isto não bastasse existe ainda um elenco de luxo onde não faltam Don Cheadle, Sandra Bullock, Matt Dillon, William Fichtner, Tony Danza, Jennifer Esposito, Brandan Fraser e Terrence Howard, apenas para dar alguns exemplos. Num ano em que muito se discutiu o racismo nos Óscares, numa campanha presidencial norte-americana em que Trump é acusado de racismo e numa sociedade (à escala mundial) onde o preconceito e o racismo ainda imperam, este é daqueles filmes que todas as pessoas deveriam ver antes de morrer (e quase que aposto que é impossível ver apenas uma vez) até pelo murro no estômago que se leva com este filme. Para quem não sabe do que se trata, podem ver o trailer aqui.

"Em Los Angeles ninguém te toca. Estamos sempre atrás do metal e do vidro. Acho que sentimos tanta falta desse toque, que batemos uns nos outros só para sentir alguma coisa", Graham (Don Cheadle)

PS – Cada pessoa que nunca viu este filme deveria pagar multa.

10 comentários:

  1. Já escapei a uma multa... Mas não gostei lá muito do filme (espero que isso não dê origem a outra multa)...

    ResponderEliminar
  2. Dos meus filmes preferidos. Chocante é que passados tantos anos, continua tão actual :(
    A sociedade demora demasiado tempo a evoluir...é uma pena.
    Vale a pena ver ou rever,sim! ; )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente ainda irá demorar até deixar de estar actual :(

      Eliminar
  3. Já vi e posso dizer que foi dos melhores filmes que já assisti. Cada vez que o apanho na TV vejo-o como se fosse a primeira vez!
    Concordo contigo super atual!
    E pronto, já estou com a lágrima no olho ao recordar a cena da miuda a proteger o pai da bala :)
    Recomendo este filme!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa cena é brutal. Tal como a parte em que o pai lhe dá a "capa" :)

      Eliminar
  4. Adoro!!! É o retrato dos verdadeiros Estados Unidos da América. Um outro filme que também é um murro no estômago - e também um retrato do país profundo (porque EUA não é apenas NY ou LA!) - é "América Proibida", com uma excelente, se não a melhor, interpretação de Edward Norton.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse filme também é brilhante. Muito duro mas muito bom.

      Eliminar
  5. Querem lá ver que serei a única a pagar multa? Este está na lista há tempo demais :) .

    ResponderEliminar