POWr Multi Slider

12.2.16

como arranjar motivação?

Hoje é noite de clássico. Às 20h30 tem início no Estádio da Luz o jogo que opõe o Benfica ao Porto. Antes de dar continuidade ao texto deixo uma pequena nota. Não digam (e muitas pessoas ainda o fazem) que este jogo é um dérbi, porque não é. Um dérbi é um Benfica – Sporting, um Porto – Boavista ou um Benfica – Belenenses, apenas para dar alguns exemplos. Ou seja, um dérbi é entre equipas das mesma zona geográfica. Um clássico é entre clubes rivais cujos confrontos têm uma certa tradição, como é o caso do jogo de hoje.

Neste momento o Benfica vive a sua melhor fase, ao contrário do Porto que atravessa um momento conturbado e isto leva a que muitas pessoas questionem como é que José Peseiro irá motivar os jogadores para este encontro. Mas esta é uma não pergunta pelo simples facto de que o treinador, seja ele qual for, nada tem que dizer para motivar os jogadores para um encontro desta magnitude. Podem ser utilizados vídeos motivacionais, palestras intensas e muitas outras coisas mas neste jogo isso não faz grande diferença.

Nas bancadas vão estar 65 mil pessoas. O País vai “parar” para ver o jogo. É um dos jogos mais mediáticos do nosso campeonato e nem lá fora passa despercebido. E estes jogos, por si só, chegam para motivar qualquer atleta, independentemente do momento positivo de uma equipa e negativo de outra. A motivação dos jogadores, assim que o árbitro dá início ao jogo, supera os números da tabela classificativa, os pontos de diferença e os últimos resultados. Só importa aquele jogo e cada um dos lances que vão ser disputados como sendo o último. Por isso a motivação surge de forma natural nestes jogos.

O grande desafio de treinadores de clubes como Benfica, Porto ou Sporting é motivar os jogadores quando vão jogar contra clubes mais modestos, com equipas muito fechadas na defesa e que pouco ou nada estão importadas em dividir o jogo. Aqui sim, é mais complicado motivar um atleta. E esta motivação dependerá sempre do atleta em si e também do trabalho do treinador e da equipa técnica que trabalha com o líder da equipa. Neste tipo de jogos podem entrar outros factores que podem fazer a diferença na motivação. Num jogo como o de hoje basta revelar o onze titular e a motivação surge por si mesma.

2 comentários: