21.1.16

tudo poderia ser diferente

Há muito que Vitorino Silva, o célebre Tino de Rans, se transformou num fenómeno nacional. Em 1993 e 97 o então calceteiro foi eleito Presidente da Junta de Freguesia de Rans. Uns anos mais tarde, em 1999, salta para a ribalta com o seu discurso num congresso do PS que acaba com um caloroso abraço a António Guterres. Desde então lançou um livro, um disco e participou em programas de televisão e reality shows. Também perdeu eleições e agora candidata-se a Presidente da República.

Não tenho dúvidas de que Vitorino Silva não vai ser o próximo Presidente da República. Mas acredito que tem potencial para ser mais do que aquilo que é neste momento, um candidato a quem muitas pessoas acham piada mas não mais do que isso. Vitorino Silva tem algo que nem todas as pessoas conseguem ter que é uma ligação forte com o povo. As pessoas gostam de políticos assim. Gostam do lado real e da partilha das lutas diárias das pessoas. Tem também uma presença em televisão que faz com que seja reconhecido.

Mas não tem o resto. E nesta equação o resto faz uma grande diferença. Toda a diferença. Não tem o “polimento” político necessário para uma luta destas. Tem um discurso político modesto e que as pessoas não levam a sério. E tudo isto faz com que provavelmente muitas pessoas não apostem em si. Acredito que com uma campanha desenvolvida pelas pessoas certas nos lugares certos tudo poderia ser diferente. Um discurso político acertado, uma imagem política correcta sem descurar aquilo que o une ao povo faria de Vitorino Silva um candidato completamente diferente.

Não digo que isso bastasse para ser Presidente da República. Porque de certeza que não bastava. Mas numa altura e num País em que as pessoas estão cada vez mais fartas de políticos que prometem, prometem, falam, falam mas que acabam por ser todos iguais, um Tino consegue ser, para muitas pessoas, uma espécie de lufada de ar fresco político. E com alguns melhoramentos poderia ser levado mais a sério.

14 comentários:

  1. Adoro o Tino. Acho que ele é extremamente inteligente, ao contrário do que a maioria pensa e acho também que se faz de burro precisamente por isso, para que as pessoas não o levem a sério e menosprezem as suas capacidades. Não sou inocente ao ponto de achar que ele vá ganhar as presidenciais. Nem iludida ao ponto de achar que ele tivesse a capacidade para ser Presidente da República, caso as ganhasse. Mas não tenho dúvidas que esta campanha dará frutos à sua actividade política. E tenho para mim que ele sabe disso muito bem, também. O Tino merece muito, porque é do povo e porque sabe chegar às pessoas. Como já disse, adoro-o!! :) Só tu, HSB, para escreveres sobre o Tino sem preconceitos à mistura. É por isso que te adoro também :) mesmo sendo tu benfiquista!! Ahah! Best wishes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto do Tino. Acima disso olho para a sua candidatura como uma candidatura de alguém genuíno e não apenas alguém que quer ganhar fama à conta da campanha. E sou da opinião de que um "polimento" político faria dele uma pessoa muito mais séria aos olhos dos muitos que desconfiam dele.

      Obrigado pelas simpáticas palavras :)

      Beijos

      Eliminar
  2. Absolutamente de acordo.
    Abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Erm a partir do momento em que uma pessoa entra num reality show.. não. Não tem o necessário para se tornar presidente da república. O presidente tem ainda algumas responsabilidades e, tão importante quanto isso, representa o seu país. Por isso nas presidenciais voto em pessoas e não em partidos. Voto em pessoas que até podem ter ideais diferentes dos meus, mas que sei que vão fazer o melhor pelo nosso país, que são cultas, que são inteligentes.
    Acho extremamente perigoso colocar uma pessoa como o Vitorino à frente de uma posição de poder, porque a ignorância é perigosa e muito.
    Peço desculpa mas nem toda a gente é inteligente. E ele não é, especialmente comparando com todos os outros candidatos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não vejo as coisas dessa forma. Não consigo de ir ao extremo de o associar apenas a um reality show. Acredito que mesmo com o "polimento" político não seria favorito à eleição mas acho que seria visto com outros olhos.

      Eliminar
  4. Concordo a 100% - com uma máquina de Marketing bem montada por detrás, assim como uma assessoria especializada, não só em termos políticos, como também de gestão de imagem e comportamental, teria uma projecção bem mais elevada. Se bem que mesmo assim, os 2,5% que as sondagens apontam já são reveladores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os números superaram e bem aquilo que se esperava dele.

      Eliminar
  5. Nem toda a gente é inteligente?...pois não, os inteligentes são aqueles que nos andam a roubar descaradamente há anos e o povo continua a deixar, eu estou farta desses cultos/inteligentes que nos têm desgovernado a todos, eu não voto no Tino, a minha intenção de voto é outra, mas preferia-o com toda a certeza, a qualquer dos palhaços que poderão ser eleitos no próximo domingo ou numa segunda volta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Tino tem algo que muitos políticos tentam ter e não conseguem: o reconhecimento do povo.

      Eliminar
    2. Pois, o Tino é povo genuíno.

      Eliminar
  6. Sem dúvida que tens razão, era necessária uma nova versão, algo como "Tino de Rans versão 2.0".

    ResponderEliminar