27.1.16

ter opinião não é ser do contra

Um das coisas que mais aprecio numa pessoa é que tenha opinião. Não necessariamente sobre tudo. Porque isso já é entrar naquele domínio das pessoas que não gostam de ficar para trás, porque é isso que acham que acontece, quando nada têm para acrescentar a uma conversa. E estas pessoas são aquelas que acrescentam sempre algo a uma conversa, mesmo naquelas em que não estão a participar, apenas ouvem duas pessoas conversar mas acabam por sentir a necessidade de dizer algo.

Gosto de pessoas que tenham opinião, especialmente daquelas que sabem argumentar a sua opinião. Não é necessária uma qualquer tese com fundamentos científicos que ninguém consegue refutar. Basta apenas que saiba defender aquilo em que acredita com algo mais do que um vazio “porque sim” ou “porque não”, algo que é aceitável e compreensível até certa idade mas que a partir de determinado ponto só faz com que a pessoa fique despida de credibilidade e revele ausência de argumentos.

Gosto de pessoas que não vão em carneiradas apenas porque sim. Isto no sentido de que não têm problemas em deixar de olhar para um quadro que capta a atenção das restantes dez pessoas que estão na mesma sala. Tal como gosto de pessoas que não abandonam as carneiradas apenas porque sim. Gosto de pessoas que não olham para o mesmo quadro que atrai a atenção das outras por um motivo mais válido do que tentar mostrar que se é diferente. Ou seja, que não se olhe quando até se tem vontade de olhar, apenas na esperança de que os outros dez notem a sua diferença. Gosto que a pessoa que está numa posição diferente das restantes saiba explicar o motivo pelo qual prefere observar outro quadro.

Ter opinião não é ser do contra. Ou pelo menos, uma coisa não exige a outra. E não tem qualquer credibilidade quando não existem argumentos que justifiquem o ser do contra. Ter opinião é muito mais do que isso. Vai muito além do tentar que mostrar que sou diferente (quase sempre na esperança de ser melhor e superior) do que os outros. Tal como uma pessoa não deixa de ter opinião quando diz a outra que concorda com determinado ponto de vista que é igual aquele em que se acredita. Ter opinião é visto como ser do contra mas vai muito além disso. A distância é tão grande que muitos perdem-se no caminho e contentam-se com o ser do contra.

8 comentários:

  1. " Gosto de pessoas que não vão em carneiradas apenas porque sim. Isto no sentido de que não têm problemas em deixar de olhar para um quadro que capta a atenção das restantes dez pessoas que estão na mesma sala. Tal como gosto de pessoas que não abandonam as carneiradas apenas porque sim. Gosto de pessoas que não olham para o mesmo quadro que atrai a atenção das outras por um motivo mais válido do que tentar mostrar que se é diferente. Ou seja, que não se olhe quando até se tem vontade de olhar, apenas na esperança de que os outros dez notem a sua diferença. Gosto que a pessoa que está numa posição diferente das restantes saiba explicar o motivo pelo qual prefere observar outro quadro." - isto. Concordo a 100%. Ser diferente só "porque sim"...não é ser diferente. É ser mais um com a mania que se é diferente, o que não é a mesma coisa!

    Gosto de conversas acesas, recheadas de argumentos. Honestamente...mesmo que não se chegue a conclusão nenhuma! E confesso...pessoas que nunca opinam sobre nada aborrecem-me de uma maneira mesmo agressiva!

    Jiji

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adoro conversar com pessoas que têm ideias completamente opostas às minhas. Mas gosto de o fazer com quem sabe conversar e não com pessoas que levantam a voz para ter razão ou que começam a dizer coisas como "porque sim".

      Eliminar
  2. Agora está na moda "ser do contra". Se não pensas como os outros "és do contra". Deus nos livre de ter uma opinião diferente. Só pensas diferente deles porque gostas de contrariar ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há quem seja do contra só por ser. Porque é "cool".

      Eliminar
  3. Falo por mim, tenho opinião acerca de alguns assuntos. Outros, nem opino porque não estou dentro do assunto e vale mais ficar calada mas há muitos que fazem isso só porque sim e depois acabam por se enterrar um pouco.

    Cátia »« Blog Meraki

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais vale ficar calado e passar por burro do que abrir a boca e confirmar. Nunca me esqueço disto.

      Eliminar