8.1.16

o aproveitamento de sofia ribeiro

Tenho lido as mais diferentes opiniões sobre o vídeo que Sofia Ribeiro partilhou ontem na sua página de facebook e que rapidamente teve dezenas de milhares de partilhas nas redes sociais. Respeito todos os modos de pensar mas aquilo que me custa mais a perceber são as pessoas que defendem que Sofia Ribeiro quer ganhar alguma coisa com isto. Até li insinuações de que a actriz estará a ganhar dinheiro com isto. Resumindo, Sofia Ribeiro está a aproveitar-se do seu cancro da mama.

Quando leio isto fico a pensar: aproveitar-se do quê? Ganhar dinheiro como? Facilmente entendo que se discuta a partilha ou ocultação de uma doença oncológica. Tem toda a lógica que existam pessoas que defendam que Sofia Ribeiro deveria guardar para si momentos tão íntimos e complicados como aqueles que está a viver. Outra coisa é dizer que a actriz está a aproveitar-se, ou mesmo a ganhar dinheiro, com uma luta que ninguém deveria travar. Acredito que a sua única intenção será mesmo a de derrotar a doença. Não mais do que isso. E vejo os poucos momentos de partilha como um sinal de respeito para quem a acompanha, mesmo sem a conhecer.

De resto, até acho que Sofia Ribeiro tem tido uma postura bastante discreta em relação à doença. Deu a conhecer a mesma nas redes sociais porque certamente soube que na manhã seguinte seria capa de um jornal. E desde então tem mantido uma postura discreta. Vejo o seu vídeo como um acto de coragem. E tenho a certeza absoluta de que vai ajudar muitas mulheres anónimas a lidar com aquele momento de outra forma. E digo isto porque sei que o momento de cortar o cabelo é dos mais complicados para uma mulher. Por mais que as pessoas tentem aligeirar a situação.

Existe outro facto que não pode ser ignorado e que tem a ver com o poder das figuras públicas. Quantas causas solidárias são o sucesso que são porque figuras públicas como Sofia Ribeiro dão a conhecer a história de alguém, apelando à doação de dinheiro necessário para algo. E o vídeo é semelhante a isto. Mas centrado em algo específico dentro da triste realidade de uma doença temível de que ainda se fala a medo. Por isso, não vejo qualquer aproveitamento de Sofia Ribeiro. Muito menos vejo uma intenção ou forma de querer ganhar dinheiro com a partilha de um vídeo como aquele.

O único aproveitamento que até poderia discutir, sem me referir a este caso específico mas falando de uma forma geral, é aquele que poderá existir da parte de quem rodeia pessoas que vivem situações complicadas. Recuando no tempo existem diversas histórias de pessoas que aproveitam a dor de outros para se promover mediaticamente. Este aproveitamento é que dava pano para mangas. Mas nunca o aproveitamento de Sofia Ribeiro. Porque esse é nulo!

32 comentários:

  1. Respostas
    1. Ele não tem a certeza do que diz, até porque...Quem não quer um cancro para se promover e ganhar dinheiro?
      Oh gentinha...Infelizmente há gente que só mesmo quando lhes acontece algo é que pensam, antes disso pensam com a garganta ou coma ponta dos dedos.

      Eliminar
    2. Lua, estou a falar com o dono do blog, grata

      Eliminar
    3. Porque, a podias conhecer, pois acho que lhe pagaram e sabe bem entrar dinheiro, É só a minha opinião.

      Eliminar
    4. Não a conheço mas não acredito nessa teoria. Quem pagava? E se pagaram porque é que o vídeo está no facebook dela? O vídeo foi feito por dois amigos dela e no vídeo aparecem amigos dela. Não acredito nisso.

      Eliminar
  2. Ok, faz sentido o que dizes, efectivamente não sabia onde y«tinha aparecido o vídeo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apareceu no facebook dela e em pouco tempo já tem mais de trinta mil partilhas.

      Eliminar
  3. A minha avó teve 2 cancros e nunca perdeu um fio de cabelo, lavou o cabelo toda a vida com sabão azul e vinagre, não vi de perto esse ponto mas as dores, a fraqueza depois da quimio... Tudo, porque vivia com ela éramos só as duas na altura, foi marcante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha mãe perdeu logo após a primeira sessão de quimio.

      Eliminar
  4. E isso interessa? Mesmo que tivesse sido paga. Mudava o facto de estar a atravessar um momento que ninguém lhe inveja? Estaría a rouba ou prejudicar alguém?
    Para mim não é relevante.
    Força para ela.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para mim também não interessa nada. Isso dependerá sempre de cada um. Mas não acredito que tenha recebido dinheiro.

      Força!

      Eliminar
  5. Bruno, sendo eu doente oncológica há 10 anos vejo o vídeo da Sofia com um acto de amor tremendo.
    Já li tanta coisa maldosa e ondas de ódio à volta do vídeo da Sofia que me dá pena das pessoas... o pior do mundo não são os cancros (o meu, o da Sofia e de todos os que passam por isto), mas a toxicidade dessas pessoas más, sem amor, que se focam no menos importante.
    Acredito no poder da partilha, acredito que há muitas pessoas que se vão apoiar na Sofia para terem mais força. Acredito na Sofia.
    E não é nada fácil fazer o que a Sofia fez, porque o que custa não é rapar o cabelo (custa muito), porque o medo de morrer, o medo do cancro é maior. O barulho da máquina de rapar é um som que fica vincado na nossa mente para sempre... é o click! É a certeza. É a verdade.
    Um beijinho e bom fim-de-semana para todos!

    http://ofabulosodestinodemariaamelia.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que as pessoas metam os olhos no teu comentário. Uma bela forma de explicar tudo com um olhar diferente.

      Muito mas muito obrigado pela honra de o teres feito aqui.

      Beijos e bom fim-de-semana

      Eliminar
    2. Faço minhas as palavras do homem sem blog. Um grande obrigada pela partilha.:) Uma honra mesmo.
      beijinhos e muita força

      Eliminar
  6. Ahahah, ai publicas um comentário num blog público e depois choras? Pensasses com a cabeça em vez de ser com os dedinhos maliciosos.

    Continuo a dizer o mesmo, achar que o cancro é uma boa forma de se promover e ganhar dinheiro é de uma mesquinhez e estupidez GIGANTE!E estou a falar mesmo para si Pink Poison (venenosaaaaaaaaaaaaaa)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sou educada e no meu blog responderia-lhe de outra forma. Aqui, por respeito ao dono do blog, abstenho-me a não fazer essa triste fura como a sua.

      Eliminar
    2. É uma ideia que também me custa a acreditar, especificamente neste caso.

      Eliminar
    3. Sim, já percebi, é uma lady....Mas mesquinha!!Parabéns!
      Eu cá prefiro passar por mal educada do que ser estúpida! Passe bem.

      Eliminar
    4. E está a conseguir além da enorme falta de respeito pelo dono do blog. Pink

      Eliminar
  7. Eu respeito a tua opinião, mas mantenho a minha. Não falo de aproveitamento (isso seria um outro nível que não quero nem pensar!) mas de exposição. O facto de ser figura pública não implica que tenha que expor a vida privada. E recordo que figuras públicas como Simone de Oliveira, Manuela Maria, Alice Vieira, etc, tiveram cancro da mama, não esconderam, mas viveram o problema na sua intimidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sabia que era a isso que te referias. E como digo neste texto é algo que podemos discutir. Expor ou guardar? E isto dependerá sempre de cada um. E aplica-se a figuras públicas como a anónimos que partilham tudo ou pouco.

      Eliminar
    2. Decisão delas. É mais certa do que as pessoas que escolhem tornar pública a doença? Há uma maneira certa de lidar com o cancro sequer?
      São muito poucas as pessoas que não estiveram relacionadas diretamente ou indiretamente (conhecem um familiar ou amigo) com esta puta de doença. As pessoas reagem de maneiras diferentes. É preciso ter muita arrogância para dizer que há uma maneira mais correta que outra.

      Eliminar
    3. Todos podemos opinar sobre aquilo que consideramos ser o melhor a fazer nesta ou naquela situação. Mas depende sempre da pessoa que tem de tomar as decisões.

      Eliminar
  8. Confesso que não vi o vídeo, mas concordo com as pessoas que acham que algo assim devia ser mantido em privado, no entanto, cada um saberá de si.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que depende de cada pessoa. E a decisão nunca será fácil.

      Eliminar
  9. Independentemente de se expor e/ou guardar para si o seu cancro, eu vi no vídeo uma forma de encorajar quem passa ou vier a passar por uma doença tão malvada como esta.
    Na minha opinião, foi um acto de coragem e força, e já escrevi que se um dia me acontecer o mesmo, prefiro rapar o cabelo de uma vez só, a vê-lo cair aos pedaços.
    Bom fim de semana.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha leitura é semelhante à tua.

      Beijos e boa semana.

      Eliminar
  10. Porque é que as pessoas se incomodam tanto com o que ela faz? Por favor. Isso de tentar fazer dinheiro (???) com o cancro e o vídeo é, para mim, uma parvoíce. Não o vejo dessa forma e nem consigo perceber como é que alguém pode lembrar-se disso. Uma mulher naquele estado terá sequer estômago e a frieza que certamente é necessária para lembrar-se de fazer dinheiro com a própria doença?? Não entendo essa visão. Quanto ao guardar ou não para si própria, bom... é uma decisão dela que a ninguém diz respeito, mas acho que é preciso muita coragem para tê-lo feito e acho também que inspira muita gente que passa pelo mesmo!! É uma mensagem de força.

    ResponderEliminar
  11. paz e amor uniao minha gente

    ResponderEliminar