4.1.16

fica a saudade (e alguns filmes que todos deveriam ver)

Faço parte de uma geração que pode ter “clube de vídeo” como um dos seus muitos nomes associados. Recordo-me, ainda criança, da abertura do Charlot perto da rua dos meus pais. Recordo-me da loucura inicial pois nos primeiros dias era oferecida a inscrição no clube de vídeo. Os tempos foram passando e sempre fui amigo dos filmes em VHS, numa fase inicial, e mais tarde em DVD. Às vezes era uma complicado apanhar os filmes mais recentes. Quando isso acontecia recordo-me de que passavam de amigo em amigo com cada um a pagar o seu valor ao outro que acabava por entregar o filme.

Em muitas ocasiões preferia ficar em casa a ver um bom filme alugado (não havia aparelhos que permitiam recuar sete dias para ver o que tinha dado na televisão) em vez de ir sair à noite. Aliás, ainda hoje sou assim. Além dos filmes existiam as amizades com as pessoas que trabalhavam no clube de vídeo, algo que resultava em muitas horas de conversa sobre os melhores e os piores filmes e sobre tantos outros aspectos da vida. Ainda hoje, mesmo com as tecnologias, com os filmes disponíveis online e com os canais de filmes que tenho continuo a ser um frequentador do clube de vídeo. Não com a mesma frequência de outros tempos mas fiel ao DVD. Até pelas conversas que mantinha com o dono do espaço.

Mas esta realidade vai deixar de existir. Recebi uma mensagem a informa que o Charlot ia fechar. Ao que parece pessoas como eu, que ainda apreciam um clube de vídeo, são raras. E a única solução é fechar o espaço porque as despesas são maiores do que o lucro. Perante esta realidade fui convidado a visitar o espaço onde passei muitas horas da minha vida para adquirir alguns filmes por um valor simbólico. Vai ficar a saudade e alguns filmes para recordar algo que ainda hoje me dá prazer. E talvez ainda volte lá para comprar mais alguns filmes por poucos euros.


Oficial e Cavalheiro (1982)
Cidade (2010)
Ruptura Explosiva (1991)
John Q. (2002)
Warrior Combate Entre Irmãos (2011)
Drive Risco Duplo (2011)
Colisão (2004)
O Grande Gatsby (2013)
Loucuras em Las Vegas (2008)
Amor, Estúpido e Louco (2011)

Esquecendo os últimos dois, que são filmes mais ligeiros e divertidos, ao estilo de tantos outros, trouxe mais oito filmes que todas as pessoas deveriam ver pelos menos uma vez na vida.

8 comentários:

  1. Para mim, ir ao clube de vídeo era um ritual, lembro-me de ter a sorte de ter um vídeo no quarto e ir com o meu padrasto onde via muitas caras conhecidas e havia o tabú da parte da pornografia... E ainda haviam os que tinham 2 videos para fazerem cópias dos filmes. Concordo com a tua lista, O grande Gatsby, vi com o Robert Redford por obrigação escolar no 12.º e tenho o livro, apanhei-lhe uma alergia :( Acrescentaria Top Gun, Dirty Dancing, Lendas de paixão e Thelma and Louise.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Queria alguns filmes mas já tinham sido vendidos. Talvez tenha sorte com pelo menos mais um.

      Eliminar
  2. Tenho e já vi apenas 4.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
  3. Lembro-me bem desses tempos. Actualmente, com o fácil acesso aos filmes e à pirataria, infelizmente estes clubes acabam por fechar. Gosto muito da lista!
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É pena que estas coisas acabem por se perder.

      Abraço

      Eliminar