12.1.16

este é o próximo treinador do porto

Ao que tudo indica Sérgio Conceição será o próximo treinador do Porto. E a questão que se coloca é se estamos perante uma boa opção ou (mais uma) má escolha. Não escondo que sou fã de Sérgio Conceição. Gostava da sua raça enquanto jogador. Aprecio a paixão que também revela como treinador. E acredito que virá a ter (não sei se já tem) qualidade para um projecto desta dimensão.

Mas fala-se num contrato de meia época. E isto é, como diria Jaime Pacheco, “uma faca de dois legumes”. Se tudo correr bem, perfeito! Será uma aposta de mestre. Sérgio Conceição será visto como herói. Como a pessoa certa para o lugar certo. E este correr bem implica ganhar o campeonato (eventualmente a Taça de Portugal) e fazer boa figura na Liga Europa. Se isto acontecer terá o contrato renovado de imediato.

Se correr mal, Sérgio Conceição será o elo mais fraco. Talvez as pessoas já nem se recordem de Lopetegui. E aqui o correr mal é ficar mais um ano sem qualquer conquista. Caso corra mal acredito que Sérgio Conceição dará um grande passo atrás na carreira. Queima a etapa “Porto” e fica visto como um treinador que abandona projectos “a meio”, isto depois de estar a conseguir endireitar o Vitória de Guimarães que teve um começo de época desastroso.

Independentemente destes dois pontos de vista não posso criticar Sérgio Conceição por aceitar a proposta do Porto. É um símbolo do clube e certamente alimenta o desejo de treinar o clube onde brilhou enquanto jogador. E isto faz com que seja complicado não aceitar o projecto, mesmo sabendo os riscos que corre. Até porque recusar pode implicar fechar para sempre aquela porta. Por isso não tenho dúvidas de que dificilmente irá recusar a proposta, mesmo sabendo que poderá ser um treinador a prazo e apenas uma ponte para a próxima época.

À parte de tudo isto, sou da opinião de que pior do que Lopetegui é quase impossível. Continuo a achar que o Porto tem um plantel bastante forte (necessita de um bom central, algo que Marcano não é) e necessitava de um avançado (não sei se Suk será esse homem) depois da partida do flop Pablo Osvaldo. E não tenho dúvidas de que o treinador certo fará do Porto um forte candidato ao título desta época. Não é por acaso que os adeptos do Benfica, como é o meu caso, e do Sporting eram grandes fãs de Lopetegui no comando do Porto.

8 comentários:

  1. Sou portista mas não grande fã do S.C. enquanto treinador... Espero que vingue.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto dele. A questão é se tem mãos para a viatura.

      Eliminar
  2. Sinceramente acho que pode ser uma boa opção. Conhece bem a cultura do clube, identifica-se com os valores do Porto, foi um excelente jogador e, acima de tudo, tem valor como treinador. Quanto à experiência, se não lhe derem uma oportunidade, não pode provar se tem capacidade ou não para um clube como o Porto. Eu acho uma excelente ideia. Pior que Lopetegui não será, certamente!
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com tudo. Mas se a ideia for apenas seis meses será que Luís Castro não faz o papel?

      Abraço

      Eliminar
  3. Lopetegui foi um erro de casting e a teimosia na sua continuação estava-me a tirar do sério. Gosto do Sérgio Conceição, mas percebo que tem razão quanto ao que diz.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espanta-me o tempo que lá ficou. Enquanto benfiquista lamento que se tenha ido embora.

      Abraço

      Eliminar
  4. Assino tudo por baixo, só acrescento uma "coisica piquena": se der certo não corre só bem para o clube, corre também para ele que ganha visibilidade que só um clube europeu como é o Porto lhe dá, podendo assim seguir carreira sólida lá fora como sucedeu com tantos que já passaram por nossa casa.

    Só peço que seja alguém que entenda a raça e o sangue que nos corre nas veias, se assim for meio caminho está feito! A outra metade com trabalho, afinco, vontade, coordenação e espírito de equipa, fácilmente se consegue e em breve estaremos no trilho certo se Deus quiser, seja com Sérgio, com Marco, com Jesualdo ou com André:)

    Como diz a música "quem vier por bem, venha venha também..." que eu por mim decidi propôr alteração ao ditado...a partir de agora passa a ser "de Espanha nem bons ventos nem bons treinadores!"

    jinhooooossss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim. Se correr bem ele é um herói. E fica bem cotado. Mas se correr mal pode ficar queimado.

      Faz-me recordar aquele ciclo do Sporting em que era um cemitério de treinadores. Sem querer comparar as realidades desportivas, porque não podem ser comparadas, existe esse risco, tal como aconteceu com treinadores em alta que acabaram no Sporting mas com tudo a correr mal. Até porque estes treinadores mudam quando chegam a um grandes. Poucos têm a "humildade" de Paulo Fonseca (mil vezes melhor do que Lopetegui) de voltar a um clube modesto depois de treinar um grande. Por norma os treinadores querem apenas grandes projectos em Portugal, apesar de acabarem lá fora a treinar clubes de final da tabela.

      Eliminar