9.12.15

revelar ou esconder?

Na última segunda-feira o trânsito esteve caótico durante a tarde em Lisboa. A informação era pouca em torno do motivo de tamanha confusão. As rádios falavam em incidente na Ponte 25 de Abril. Algumas em missão de salvamento mas nada mais do que isto. Ou seja, a maioria das pessoas ficou sem saber que aquilo que se estava a passar era uma tentativa de suicídio. Um jovem estava sentado numa das vedações da ponte. E quando isto acontece é o caos em Lisboa porque muitas coisas deixam de ter o seu normal funcionamento.

Procurei diversas notícias sobre este incidente e não encontrei nenhuma que mencionasse a tentativa de suicídio. O assunto era apenas debatido nas caixas de comentários. Apesar de calcular que fosse algo do género também só tive acesso à informação porque uma pessoa próxima passou na ponte numa altura em que o caos era menor e deparou-se com aquela situação dramática. Outras pessoas que conheço e que estão ligadas à polícia explicaram-me que existe uma espécie de acordo para que este tipo de incidentes não sejam totalmente partilhados.

Haverá quem defenda que este tipo de informação deveria ser dada. Sou da opinião que deve ser escondida ao máximo. Porque se todos os dados forem partilhados poderá funcionar como um género de publicidade em relação a um tema muito sensível e que poderá atrair outras pessoas, levando a que façam, ou tentem, o mesmo. Sou da opinião que nem tudo tem de ser notícia. E este tipo de coisas não o devem ser.

Mas não é caso único. Os incêndios nunca deveriam ser notícia. E lamentavelmente no Verão chegam a ter direito a trinta minutos nos diferentes telejornais. E defendo isto porque muitos dos incêndios são fogo posto. E muitas das pessoas que provocam incêndios gostam de ver o “seu” incêndio na televisão e nos jornais. É algo que os “excita”. Se não existir publicidade acabam por existir menos incêndios. E isto pode ser aplicado a muitos outros temas que nunca deveriam ser notícia. Porque esconder (ou omitir) pode ser muito melhor na prevenção futura do que divulgar.

8 comentários:

  1. Seja o que for que sai nas notícias, será sempre criticado!
    Eu acho que, desde que se fale verdade (o que excluí vários órgãos de comunicação social, actuais) tudo pode ser "dito/escrito".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo pode ser dito mas existem coisas que podem funcionar como "publicidade" e que pouco valor têm enquanto notícia.

      Eliminar
  2. ...e eu fui uma das pessoas completamentee apanhada por esta situação...quase 2h para chegar a casa! atribuí sempre a algum acidente e misturado com o movimento acrescido desta época...

    ResponderEliminar
  3. Concordo, os incêndios então ninguém devia falar neles, é que basicamente é estar a premiar os malucos que querem ver o que fizeram a passar na televisão!
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  4. Neste tema, não podia concordar mais. Não apenas estes temas, mas tantos outros...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existem temas que não ganham nada com a "publicidade".

      Eliminar