POWr Multi Slider

15.10.15

je suis e amanhã vou lá estar. e tu?

Humor negro é provavelmente o tipo de humor que gera ódio e amor em doses iguais. E é também provavelmente o tipo de humor que leva muitas pessoas a ofender o humorista que o pratica por considerarem que é alguém sem escrúpulos. E falar de humor negro em Portugal é falar de Rui Sinel de Cordes, o mestre deste tipo de humor. Rui Sinel de Cordes deverá ser o humorista mais amado e odiado em Portugal, sendo que muitas pessoas confundem o homem com o artista.

É muito fácil criar uma imagem em relação a alguém que não se conhece e que se odeia por esta ou por aquela razão. E a nossa sociedade está cheia de exemplos. Aliás, não preciso de sair do meu blogue para encontrar pessoas que já desejaram a minha morte e a dos meus sem sequer me conhecerem. E se isso acontece com um blogue que é lido por meia dúzia de pessoas ainda pior é com alguém como Rui Sinel de Cordes, pessoa que aprecio.

Amanhã estreia Je Suis Cordes, o novo espectáculo de Rui Sinel de Cordes, às 22h30, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa. E antes de falar do evento em si dedico algumas palavras ao humorista. Talvez não saibam mas Rui Sinel de Cordes foi o primeiro humorista a ser processado pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social porque esta entendeu que não se fazem piadas em determinados dias. E agora está muito perto de se tornar no primeiro humorista a esgotar o Coliseu com um espectáculo de stand-up comedy.

Este último facto tem muito valor para mim porque o apoio/promoção é quase nulo. Pelo simples facto de que muitas portas se fecham quando se toca no seu nome. Ou porque ofende, ou porque isto, ou por outra coisa qualquer. Por isso valorizo imenso que Rui Sinel de Cordes esteja prestes a lotar uma sala tão emblemática como o Coliseu. Outra coisa que aprecio no Rui Sinel de Cordes é que o seu espectáculo é sobre a sua vida. As piadas são em torno daquilo que lhe acontece, algo que para mim valoriza mais uma actuação deste género.

Como referi, o espectáculo é amanhã. Acho que ainda estão disponíveis alguns bilhetes. Eu vou lá estar, e tu?


Abordei neste texto a ideia que as pessoas criam em torno de alguém de quem não gostam. Nesse sentido, e para se conhecer melhor Rui Sinel de Cordes, desafio as pessoas a descobrirem o motivo pelo qual o seu anterior espectáculo se chamava "Isto era para ser com o Sassetti" e talvez mudem de opinião.

Sem comentários:

Enviar um comentário