POWr Multi Slider

9.6.15

e se o 44 de évora for um herói?

É um cenário que coloco desde o início e que, ou muito me engano, poderá ser uma realidade. E refiro-me a uma eventual libertação de José Sócrates no papel de herói injustiçado. A recusa da pulseira electrónica e o seu discurso, reforçando que não foi acusado de nada, indiciam que somente a libertação não basta. José Sócrates pretende ser libertado como um herói vítima de injustiças políticas. Caso este cenário ganhe força lá temos nós, os portugueses, de pagar a conta.

11 comentários:

  1. Pior que pagar a conta podemos ter um Sarkozy-zinho português ( ou seja depois de um escândalo ainda se candidata às presidências, Neste caso vamos ver se este vai a tempo)
    :)
    MRS

    ResponderEliminar
  2. Pior que pagar a conta podemos ter um Sarkozy-zinho português ,ou seja, depois de um escândalo ainda se candidata às presidências, neste caso vamos ver se este vai a tempo.
    :)
    MRS

    ResponderEliminar
  3. É ridículo, mas não me admira que aconteça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existem diversas perspectivas para o ridículo. Uma delas, e segundo o próprio, é estar preso sem ser acusado de nada.

      Eliminar
  4. Neste país já nada me surpreende. Triste. Já preparei o estômago para todo o tipo de palhaçada que se segue. Depois que vi um pedófilo ser levantado em ombros na Assembleia da República, porque não um ladrão a primeiro ministro, ou presidente ?! Aqui?! Tudo pode acontecer, mas se acontecer, os palhaços somos nós.

    ResponderEliminar
  5. Tinha lido na tua página do FB.
    Tem-se visto cada caso que passa e nós, nada fazemos,

    ResponderEliminar