26.6.15

a queima do gato

Ao que parece existe uma suposta tradição nas festas de S. João, em Vila Flor, Bragança, que simplesmente é algo estúpido, bárbaro e lamentável. A tradição (ou ritual) consiste na morte, ou tentativa, lenta e dolorosa de um gato que é colocado dentro de uma peça de barro que, por sua vez, está no topo de um poste com vários metros de altura. O poste é colocado a arder e o gato acaba por cair em chamas. Tudo isto para gáudio das pessoas que assistem a este triste ritual. 

Eu não quero acabar com A Queima do Gato. Sugiro uma ligeira alteração à mesma. Em vez do gato pode colocar-se numa peça de barro uma pessoa que retire prazer deste ritual. Ou um familiar da mesma. Além disso, em vez de um gato arranja-se umas dezenas deles para a plateia. E até se oferecem iPhones aos mesmos para que possam filmar A Queima do Estúpido. E depois partilha-se o vídeo numa qualquer rede social felina onde se podem ouvir coisas como "miau miau miau", que traduzido é algo como "Agora é que ele cai", entre outras coisas como gargalhadas. 

Por norma sou a favor das tradições mas isto é algo ridículo, estúpido, cruel e bárbaro. Isto não tem qualquer lógica. Não faz qualquer sentido. É a crueldade e estupidez no seu estado mais puro. 

PS - Recuso partilhar o vídeo (que facilmente se encontra na net) porque acho que ninguém merece ver e ouvir o sofrimento do gato que corre em chamas. É excessivamente cruel. 

40 comentários:

  1. Respostas
    1. Acho que a maioria das pessoas estará.

      Eliminar
    2. A maioria das pessoas pode estar em «estado de choque», agora «chocadas» só os iletrados.

      Eliminar
    3. Aconselho-te a fazer uma pesquisa online sobre o tema "chocado".

      Eliminar
  2. Nem consigo comentar tal barbaridade...desconhecia, fico triste e revoltada, não consigo compreender os humanos, há que denunciar e fazer algo.

    ResponderEliminar
  3. Peço desculpa, voltei, assim que li o teu post, fui ao face e entrei na "Animal", estão a comentar sobre o sucedido e está lá o vídeo, que eu não tenho coragem de abrir, acho que quem publicou já retirou o vídeo do you tube após os comentários de indignação, agora estão a pressionar a GNR para investigação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O vídeo é muito duro, sobretudo na parte em que se ouve o coitado do gato. Se a GNR quiser facilmente identifica o homem que pegou fogo.

      Eliminar
  4. Estou em choque.
    Como é que é possivel ainda haver seres humanos tão barbaros.
    Com tanta coisa com que se divertir neste mundo, há necessidade de causar agonia noutro ser vivo ?
    Será que podiam trocar de animal? tipo: pôr no lugar do gato um ser humano?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece uma viagem no tempo até à época das cavernas.

      Eliminar
  5. assinei a petição contra esse ritual...isso é tão mas tão absurdo!!! :/
    Como é que as pessoas ainda conseguem assistir em plateia? São elas que incentivam as pessoas que organizam essas coisas....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podiam fazer isto de outra forma que o efeito seria o mesmo.

      Eliminar
  6. PALMAS!!! Um excelente texto!

    Por essas e outras é que Portugal é um país pequeno... e não me refiro à sua dimensão geográfica!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente existem pessoas muito pequenas. É triste.

      Eliminar
  7. Eu já tropecei no vídeo várias vezes, mas não vi. Não faço questão mesmo. Para além de ser uma "tradição" do mais anormal e bárbaro que existe, ainda tiveram a lata de gravar e partilhar... Fazem questão de ficar no século passado para continuarem com estas tradições anormais, mas depois toca de pegar no telemóvel e filmar tudo. Além de homens das cavernas são estúpidos que nem uma porta.

    http://entreosmeusdias.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O vídeo permite a identificação das pessoas. Basta que alguém queira fazer algo e aproveitar isto para que seja um exemplo.

      Eliminar
  8. Que nojo de pessoas! Que estupidez! Não sei como é que alguém no seu juízo consegue retirar prazer num acto tão bárbaro quanto este. Era de quem lhes fizesse o mesmo a ver se gostam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ver o vídeo dá-me tudo menos prazer. É muito triste.

      Eliminar
  9. Isso não pode ser considerado tradição!! Isso é barbaridade, é crueldade, é desumano e repugnante!!
    Parece que voltamos a idade media, onde não existia conhecimentos, onde a chacina era comum!
    Eu não consigo entender, como gente que se diz culta, continue com uma selvajaria deste tamanho!

    E concordo a 100% com a tua sugestão!!!

    Para não falar, não temos agora uma lei que protege os animais de crimes destes??? Sim isto é um crime!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É crime e é uma excelente oportunidade para alguém fazer algo.

      Eliminar
  10. Nestas alturas tenho NOJO DE SER PORTUGUESA!!!!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho é pena (que é o pior que se pode sentir por alguém) de quem retira prazer disto.

      Eliminar
  11. E é uma terra muito "CATÒLICA"!!!!!! Os senhores padres da terra não terão uma palavra a dizer????ou também assistem á "tradição"???????

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que mesmo na terra existam muitas pessoas revoltadas.

      Eliminar
  12. Só gostava de salientar que Vila Flor não é em Braga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela correcção. Tinha visto assim mas já alterei.

      Eliminar
  13. Por tudo o que tenho visto em matéria de valores morais e de humanidade, acho que vivemos um período de involução, imaginemos e acredito que sim que estavam crianças a ver este triste e bárbaro espectáculo, que mensagem é que se passa? É muito triste ver que ainda há coisas destas nos dias que correm. Para quem defende este tipo de tradição, também me lembro dos jogos praticados pelos romanos há uns quantos anos atrás. Enfim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece mesmo um grande passo na direcção errada.

      Eliminar
  14. Completamente de acordo com o blog!

    ResponderEliminar
  15. Dá-me gozo ver a certos comentários dizendo que não conheciam o ritual. Bem, isto, de facto, demonstra a ignorância cultural do português pela sua cultura ancestral — é uma tradição celta. Não é que seja a favor deste tipo de manifestação cultural, mas não posso deixar de me rir com este tipo de comentários.

    Mas são passageiros, amanhã toda a gente de esqueceu, ninguém mais se lembra e mais tarde volta ao mesmo — um circulo vicioso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como referi no texto, sou a favor das tradições mas as mesmas devem ser adaptadas à realidade e à evolução. De resto, tens razão quando dizes que será esquecido. Só espero que antes do esquecimento seja feito algo de modo a que sirva de exemplo em casos futuros.

      Eliminar
  16. Prefiro manter-me na ignorância, acredita que só li aqui.
    Nem vou procurar nada.
    O povo anda louca.

    ResponderEliminar
  17. Este acontecimento é deveras lamentável. Estas festas são religiosas, como muitas outras, mas este ato é mais satânico que outra coisa, a meu ver... Acho impressionante o facto de as pessoas estarem a ver aquilo orgulhosas, a ver o gato a sofrer, a miar, coitado... Depois a dona da gata ainda disse que a gata andava "por aí!" ótima de saúde...

    Não sou contra as tradições, só acho esta de queimar o gato é pior que cruel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As palavras da mulher, e brincando com as mesmas, parece que estão a querer matar o gato vida a vida até acabar as sete.

      Isto é muito cruel.

      Eliminar
  18. Já tinha lido sobre isto e realmente nem parece real, dada a estupidez.

    ResponderEliminar