20.5.15

mundo louco

“Discussão sobre bolos provoca homicídio em pastelaria”, é uma das manchetes da edição de hoje do jornal Correio da Manhã. Trata-se apenas de mais uma infeliz notícia com um “guião” que começa a ser cada vez mais frequente. Notícias destas começam a ter um cariz diário. E já não acontecem apenas em meios pequenos, algo que muitas pessoas defendem. Acontecem em todo o lado.

Recordo-me de, em tempos, um amigo brasileiro me contar uma história que se tinha passado consigo. Estava dentro do seu carro, parado num semáforo. O sinal passa a verde e o primeiro carro não avança. O último, atrás do meu amigo, leva a mão à buzina. O homem que estava no primeiro carro sai da viatura, vai ter com o outro e simplesmente deu-lhe um tiro. Recordo-me de assistir a uma cena de pancadaria porque duas pessoas queriam sair à frente uma da outra de um parque de estacionamento. Além destas histórias recordo-me de ver notícias, num passado não muito distante, com mortes absurdas. Coisas que acreditava que só se passavam noutros países.

É um facto que Portugal, quando comparado com outros países, tem uma segurança muito acima da média. Algo destacado e elogiado por muitos estrangeiros. Mas é igualmente verdade que cada vez mais surgem notícias destas. Notícias de tragédias que têm início em coisas sem importância. E que podem apanhar qualquer pessoa. Nem que seja alguém que tente evitar um mal maior e acabe por ser também uma vítima.

Não sei se é um efeito bola de neve. Que começa na crise que leva a que muitas famílias tenham problemas. Problemas que levam a que muitas pessoas entrem no desespero. Desespero esse que é altamente inflamável. Depois, basta um pequeno problema ou uma pequena discussão para que as pessoas percam a cabeça e acabem com a sua vida em segundos. Não sei se o motivo é este. Não sei qual é a explicação. Mas o mundo está louco. E cada vez mais assustador. E já não é apenas em sítios longe de nós. É praticamente ao virar da esquina.

10 comentários:

  1. É uma crise, mas não é de uma crise monetária, é uma crise de valores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa é a pior de todas e a mais complicada de resolver.

      Eliminar
  2. É verdade, eu já assisti a uma cena assim, com agressão, por causa da fila na caixa do supermercado e o agressor estava com o filho, uma criança de uns 7 anos. Eu acho que ainda por aí muita gente a precisar de tratamento e urgente.

    ResponderEliminar
  3. Está louco mesmo... :( E eu que vivo fora, num país onde a palavra segurança é mencionada quase como uma piada irónica, custa-me mais ainda ver / ouvir Portugal assim... :( Pois sei para onde se caminha e de bom não tem nada! :(
    Boas leituras! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Felizmente ainda temos muita segurança mas as notícias são em maior número e cada vez mais perto das grandes cidades e nas próprias.

      Boas leituras :)

      Eliminar
  4. "Mas o mundo está louco. E cada vez mais assustador. E já não é apenas em sítios longe de nós. É praticamente ao virar da esquina." esta frase diz tudo =)

    ResponderEliminar