24.4.15

vai um brunhol?

Vivi sempre na Margem Sul do Tejo. Primeiro, com os meus pais. Mais tarde, em duas casas diferentes, com a minha mulher. Há quem odeie o sítio onde moro. Há quem invente coisas a seu respeito. Há até quem pense que fica a mais de mil quilómetros de Lisboa (não deixa de ser curioso que muitas pessoas que pensam isto moram a mais quilómetros de Lisboa do que eu – já agora, e para acabar com dúvidas – a Ponte 25 de Abril tem apenas 2228 metros de comprimento). Mas o objectivo deste texto não é defender a “minha” zona que nem precisa de ser defendida.

O objectivo deste texto é dizer que hoje vive-se uma das noites de que mais gosto na Margem Sul. A noite em que se celebra o 25 de Abril, a liberdade, esse bem tão precioso e que muitas pessoas lutaram para que fosse de todos. Desde pequeno que gosto de assistir ao fogo-de-artifício. Do barco a arder onde se lê “25 de Abril Sempre”. E apesar de agora a minha casa permitir ver este espectáculo da varanda, continuo a gostar de ir a pé até à margem do rio. Gosto de lá estar sentado na companhia da minha mulher e família. É daquelas sensações que o dinheiro não compra.

E pensar nisto sabe-me a brunhol (aquilo que devido à minha mulher chamo às farturas). Esta noite só fica completa com a visita à roulotte do costume. Hoje não será diferente. Lá estarei para fazer tudo isto. Sem nunca esquecer ou ignorar a importância deste festejo. Uma importância que com o passar dos anos começa a perder-se com alguns jovens a desconhecerem o que é isto da revolução dos cravos. Fica o convite para quem não conhece o fogo-de-artifício do Seixal. Apareçam. Desfrutem do espectáculo. Comam um brunhol e fiquem para o concerto dos Buraka Som Sistema.

30 comentários:

  1. Vou até lá.... Ainda nos cruzamos. Prometo que te falo :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não te vi... E arrependi-me de não ter ido para Almada ou ter ficado no Barreiro. O som das colunas estava tão mau, tão mau, tão mau!!! :(

      Eliminar
  2. Parece um espetáculo giro.. Eu gosto muito de farturas, mas estarei quase a comê-las na feira de maio :)

    ResponderEliminar
  3. Nem me digas nada.... :( Pelos vistos tal como tu, também eu sempre vive a noite que se vai viver hoje, lol, como uma festa marcada e mais do que agendada! ;) E isto mesmo muito antes de ir viver para Almada!!... Mas hoje só mesmo o pensamento me permite viajar até Almada! :( E sim Margem Sul é Margem Sul... Essa zona tão má que os lisboetas todos gostam de invadir no Verão para irem para a praia!!!! :P lol
    Boa noite de liberdade hoje! ;)
    Boas leituras! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma das noites mais mágicas do ano :)

      Boas leituras!

      Eliminar
  4. Cresci na margem sul, em Corroios. Não invejo a outra margem, defendo a minha por ser minha, por me ser tanto e ser parte de mim. Sempre festejei o 25 de abril na nossa margem, ora em Almada, ora no Seixal. E bolas, estou com uma inveja que este ano que não posso estar aí, sejam os grande Buraka Som Sistema na festa do meu concelho. Ai. Aproveita por ti, por todos, por Portugal e por nós, que estamos longe, que fazemos parte e a quem nada do que descreveste é indiferente. Disfruta! *ainda se nota muito a inveja? aposto que sim.*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tive a vantagem de poder ouvir o concerto deitado na cama :)

      Eliminar
  5. Esta é uma noite para festejar sempre, coisas tão simples e importantes ao mesmo tempo, como votar ou opinar sobre qualquer assunto, não tem preço. Não vou ao Seixal, vou ao Barreiro, o fogo não será tão giro como o que vais ver, mas poderei ouvir os Deolinda, também será bom. Há que comemorar a Liberdade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Coisas que não têm preço mas que muitos desvalorizam,

      Eliminar
  6. Brunhol? Que nome tão engraçado, não conhecia.
    Já não vou a tempo de comer o dito, terá que ficar para o ano.:))
    Fui à relativamente pouco tempo ao Seixal, fiquei surpreendida, e pela positiva. Está muito agradável, com tudo muito bem arranjado e cuidado. Um exemplo a seguir por muitas autarquias.

    Continuação de bom fim-de-semana.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comecei a usar por causa da minha mulher. A zona está realmente muito bonita :)

      Boa semana.
      beijos

      Eliminar
  7. Respostas
    1. bru·nhol
      (origem obscura)
      substantivo masculino
      [Culinária] Doce feito de uma massa de farinha, ovos e abóbora, frita e depois geralmente passada por açúcar e canela. (Mais usado no plural.) = BRINHOL

      "brunhol", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

      Eliminar
  8. Respostas
    1. bru·nhol
      (origem obscura)
      substantivo masculino
      [Culinária] Doce feito de uma massa de farinha, ovos e abóbora, frita e depois geralmente passada por açúcar e canela. (Mais usado no plural.) = BRINHOL

      "brunhol", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

      Eliminar
  9. Gostei.
    Escreves sempre com carinho sobre a margem sul e isso deixa-me a imaginar, e com as fotos que por vezes publicas, que é um lugar bonito e bom para viver.
    25 de Abril, um dia histórico, para eternidade

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto do sítio onde vivo e tenho muito carinho por ele. Quem fala mal e vem cá muda logo de opinião :)

      Eliminar
  10. Respostas
    1. bru·nhol
      (origem obscura)
      substantivo masculino
      [Culinária] Doce feito de uma massa de farinha, ovos e abóbora, frita e depois geralmente passada por açúcar e canela. (Mais usado no plural.) = BRINHOL

      "brunhol", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa

      Eliminar
    2. bri·nhol
      (origem obscura)

      substantivo masculino

      [Culinária] Doce feito de uma massa de farinha, ovos e abóbora, frita e depois geralmente passada por açúcar e canela. (Mais usado no plural.) = BRUNHOL


      Palavras relacionadas:

      brunhol
      .

      "brinhol", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/brinhol [consultado em 28-04-2015].

      Eliminar
    3. A diferença é que não te corrigi. Tu é que quiseste mostrar que estava errado ao escreveres brinhol. O dicionário prova que não estou errado. Simples.

      Eliminar
  11. Olá. Eu sempre morei por Sintra, mas por a minha mulher ser da margem sul acabei por me mudar para a Baía do Seixal...adoro!! Imagino que mores perto...se quiseres companhia para umas corridas no calçadão!! Abraço

    Hugo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Noutro momento dizia já que sim. Agora, com a ruptura total no tendão de aquiles tenho de esperar mais um pouco para correr contigo :)

      Eliminar
  12. E a verdade é que o 25 de Abril tem um "gosto" especial na margem sul! Confesso que não saí de casa mas ouvi bem o fogo de artifício!

    ResponderEliminar