13.4.15

o melhor de todos e com uma justa homenagem

Estava ansioso em descobrir como seria Velocidade Furiosa 7. Não pela morte de Paul Walker mas pelo final do filme anterior que dava a entender que seria uma boa história com Jason Statham como vilão. Mas estaria a mentir se dissesse que a morte de um dos protagonistas durante o tempo de rodagem do filme não me deixou curioso em relação ao que poderia ser feito.

Sem dúvidas que Velocidade Furiosa 7 é o melhor filme desta saga de longas-metragens dedicadas aos carros. Dizer que este filme é o melhor de todos e um sucesso porque Paul Walker morreu é tão injusto como dizer que O Cavaleiro da Trevas é o melhor Batman de sempre e um sucesso porque Heath Ledger morreu. É certo que as mortes reflectem-se na bilheteira mas não são têm “impacto” na qualidade do filme. Neste caso, este é o melhor do sete filmes pela fotografia, pelo elenco, pelas cenas de acção e alta velocidade e porque consegue juntar personagens de diversos filmes. E esta mistura é claramente superior em relação ao que já tinha sido feito.

Estava curioso em relação à morte de Paul Walker porque o filme não estava completo. Será que ia perceber quando é que deixa de aparecer? Esta era uma das minhas questões. Existem cenas onde se nota que o corpo não é de Paul Walker mas duvido que exista uma pessoa que consiga explicar com exactidão quando é que o actor deixa de aparecer porque a equipa do filme esteve muito bem nessa situação. Além disso, o caminho mais fácil seria matar Paul Walker no filme. E desencadear uma revolta de Vin Diesel e companhia para honrar o amigo. Este era o caminho mais fácil e o pior. E ainda bem que não o seguiram. Brian (Paul Walker) mantém-se até final e marca o fim da saga.

E de forma brilhante, transforma-se o final do filme numa justa homenagem ao actor sem que isso fique mal na história dos sete filmes. Sobre isto não vou falar porque seria injusto para quem quer ver o filme. Digo apenas que por mais que pensem num final, possivelmente nunca vão imaginar o escolhido. É por isto que Velocidade Furiosa 7 é o melhor filme da saga ao mesmo tempo que consegue dar a Paul Walker uma justa e bonita homenagem.

20 comentários:

  1. Estou com imensa curiosidade para ver esse filme

    ResponderEliminar
  2. Ainda não vi o filme, mas se já achava a saga perfeita, com Jason Statham, fica ainda meljor, porque "a" fã desse homem. Tenho grandes expectativas e sei que a "família" não me vai desiludir. Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Prefiro que não seja vilão mas gosto muito dele.

      Beijos

      Eliminar
  3. Eu vi ontem o filme e também já tenho um post preparado acerca do filme. Ou melhor, baseei-me no caso do Paul Walker para falar da vida que é tão veloz. O filme está realmente muito bom e confesso que não reparei num corpo diferente. Para mim foi sempre o Paul Walker. É um filme que guardo na minha memória por muitas razões. Está realmente bom, a história está fantástica e o final é dos melhores finais que já vi num filme.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No final fico com a ideia de que é o corpo do irmão com a cara dele (técnica que foi usada na pós-produção) pois o corpo era muito magro.

      Eliminar
  4. Concordo com tudo o que escreveste, está ao nível de um Velocidade Furiosa, com todos os ingredientes bem misturados. Não consegui notar nenhuma alteração no Brian durante todo o filme, e ficamos sem saber a partir de que momento ele deixa de entrar fisicamente nas cenas. Também não vou escrever nada sobre o final do filme para não estragar o momento a quem ainda não viu, apenas digo que é uma homenagem que tem tanto de subtil como de justa... e ao bom estilo Velocidade Furiosa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É complicado perceber porque li que a cara dele foi usada em pós produção. Numa das cenas do fim foram busca-lo a uma cena de outro filme da saga. Não explico aqui qual para não estragar a surpresa.

      Eliminar
  5. Não achei que fosse o melhor filme dos 7, mas gostei da homenagem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pessoalmente foi aquele de que mais gostei enquanto filme.

      Eliminar
  6. Mas dizem que já há pré-produção do 8. Se o fizerem, na minha opinião, vão estragar tudo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No IMDB não aparece nada. Espero que não.

      Eliminar
    2. Eu gostei bastante destes últimos 3. Com a morte do Paul acho que estar a rebuscar a sua imagem ainda mais é passar um bocado dos limites.

      Mas estes filmes eram passiveis de continuar, estilo Rolling Stones, com 80 anos a dar concertos e esgotaram as salas!! Mas com a morte de um dos atores principais e com o facto de nos últimos 3 filmes eles estarem sempre a dizer "é só mais aventura, depois acabou e vamos retirar-nos!", acho que é esticar a corda....

      Eliminar
    3. Para continuar tem de existir uma quebra vincada e assumida em relação a estes sete. É certo que os lucros fazem com que se pense em mais. Mas correm o sério risco de dar um tiro nos pés.

      Eliminar
  7. Mas olha que já se fala numa sequela. :)

    Quando um filme factura perto de mil milhões em duas semanas, é quase crime não pensar em sequela, isto segundo o pensamento hollywoodesco. Em princípio, passa-se em Nova Iorque.

    http://screenrant.com/fast-furious-7-8-9-new-york-kurt-russell-casting/

    Não sei se isto colide com o fim do 7 (ainda não o vi), mas eles devem ter pensado nisso. E será o início de uma trilogia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já o último tinha dado muito dinheiro. Aliás, se não desse não existiam 7 filmes.

      Aceito a continuidade desde que exista uma quebra vincada em relação ao 7 pois Brian só não entra num dos 7 filmes. E sempre como protagonista.

      Eliminar
  8. Concordo em tudo contigo..confesso que desde sempre sou fã da Velocidade Furiosa...achei igualmente um dos melhores da saga e achei linda a homenagem feita no final a Paul Walker...desde o cenário de despedida até à própria banda sonora...Este deve ter sido a saga mais complicada de realizar para todo o elenco incluindo o irmão que fez também a sua homenagem. Confesso que percebi razoavelmente bem a altura em que aparece o irmão que é praticamente no início...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como utilizaram a cara de Paul Walker digitalmente torna mais complicado perceber os momentos em que não é ele. Este processo foi muito bem tratado.

      Eliminar
  9. Confesso que não acompanhei esses filmes nem tenho curiosidade de ver este último.

    ResponderEliminar