2.4.15

depois das chamadas anónimas

Nunca achei piada às chamadas telefónicas anónimas que os departamentos de marketing de algumas empresas fazem. Chamadas essas, muitas vezes a horas impróprias, que nem sempre atendo. Quando atendo lembro-me sempre daquele momento de Seinfeld em que Jerry atende uma dessas chamadas e pede o número de casa a quem lhe está a ligar. Quando a pessoa pergunta porquê, explica que mais logo liga-lhe para falarem sobre o assunto. E depois diz à pessoa que se não gosta, não lhe faça o mesmo. Mais ou menos é esta a ideia.

Estas chamadas acabaram, pelo menos na sua maioria, e agora aparece o número no ecrã do smartphone. Porém, quando se atende é quase sempre uma chamada efectuada por um programa onde nos solicitam algo. Chamada essa que, quando recusada ou cancelada, continua a ser feita de acordo com uma qualquer programação prévia. Algo que nos (pelo menos a mim) vence pelo cansaço ou que nos gasta bateria.

Se não achava piada às chamadas anónimas, também não acho piada a esta nova política. Acho que é cansativa e serve apenas para aborrecer o cliente. Tal como aquelas pessoas que realmente nos ligam e a quem pedimos para ligar noutra hora porque estamos a trabalhar. E a chamada volta a ser feita, por outra pessoa, à mesma hora do dia seguinte. A quem se faz o mesmo pedido. Mais uma vez em vão. E que quando se diz que não está interessado, volta a ligar outra pessoa com a mesma oferta.

Neste último caso, compreendo que é o trabalho das pessoas. Acredito que têm ordens para ligar até à exaustão do cliente. Não critico isso e até imagino as coisas que devem ouvir de pessoas menos simpáticas. A culpa não é dessas pessoas mas de quem define estas estratégias cansativas que, no meu caso, raramente dão frutos. Até porque desconfio sempre de quem me liga para oferecer o que quer que seja. Não há almoços grátis é uma frase que me irá acompanhar sempre.

21 comentários:

  1. |||||
    Fico possesso com essas chamadas, até chego a ser malcriado com as empresas e pena dos funcionários que tem que que lutar pela vida, nestas condições.

    ResponderEliminar
  2. Isso é coisa para me tirar do sério! Dizer que me irritam é pouco.
    A situação mais curiosa foi de depois de 4 tentativas, imagine-se da DECO, ter perguntar se teria de recorrer à própria entidade para me retirarem da base de dados, já que o tinha pedido 3 vezes e tinham ignorado o meu pedido. A menina que não era funcionária da Deco assustou-se e nunca mais me ligaram.
    Não há paciência para este tipo de chamadas.
    Departamentos de marketing deste país há tanta coisa gira que se pode fazer para captar clientes, mas tanta! Sejam criativos.
    (Eu sei, ajudava imenso se as pessoas que estão à frente das empresas percebessem o que é o marketing e para que serve).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que a única estratégia que conhecem é a de nos tentar vencer pelo cansaço.

      Eliminar
  3. Como te compreendo...

    Deteste esse tipo de chamadas... são esxtremamente abusivas.

    E pior é quando te fazem perguntas do género: Estou a falar com fulaninha de tal? ao que eu pergunto, E qual é o assunto? e logo a seguir, Só podemos tratar com o proprio.. e voltam à carga... dá-me logo vontade de desligar o telefone...

    Mas também me parece que este tipo de marketing já está em fim de vida...
    ..isso e os comerciais das operadoras a bater-nos à porta, depois de entrarem no prédio, sem autorização...

    Beijinhos
    Z.

    ResponderEliminar
  4. tenho os anónimos bloqueados, depois receber 142 toques "sabe-se lá de que é que mora por cima de mim" enquanto comia um Big Mac, além dos anónimos vou bloqueando esses números de publicidade. É um descanso.

    ResponderEliminar
  5. Tenho um ex namorado que já trabalhou num call center.. E diz que quando as pessoas lhes pedem para ligar noutra hora ou que não querem ser contactados muitas vezes os trabalhadores não colocam essa informação.. Então o seu número volta para a lista

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só pode ser isso. Chego a dizer isso a várias pessoas e ligam sempre à mesma hora.

      Eliminar
  6. Eu desliguei o meu telefone fixo e meti-o num caixote. Remédio santo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No meu caso abusam mais do telemóvel do que do fixo.

      Eliminar
  7. eu tenho um iphone e bloqueio todos os números indesejados. Os meus dias estão mais calmos!

    ResponderEliminar
  8. Bruno, sofro do mesmo, há muito tempo.
    Várias vezes atendi e disse que era a empregada e a senhora estava para o estrangeiro.
    Pararam os telefonemas.
    Voltaram e desde há dois meses que, diariamente, me ligam (olha, hoje não, ahahahaha) desta forma, também do fixo e/ou do telemóvel
    1º - número de telemóvel, identificado
    2º- número fixo, identificado
    3º- número não identificado, quer seja de e para o telemóvel ou fixo

    A primeira vez atendi mas disse que não era a hora mais adequada e também que não queria nada deles.
    A partir daqui, ligam vezes seguidas ora para o meu telefone fixo, e como não atendo, ligam de imediato para o telemóvel.
    Depois, fazem chamadas anónimas, ora para um telefone, ora para outro.
    Ora ligam de manhã, ora à tarde, ora ao começo da noite.
    Não atendo, ponto final.
    Um dia destes a minha sobrinha sugeriu: "quando ligarem e se eu estiver contigo, atendo eu e digo que sou menor de idade, não posso atender e a mãe não me deixa dar informações de nada".
    Não há pachorra MESMO!
    Páscoa Feliz , Bruno.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o táctica do cansaço. É uma seca. Deixa a tua sobrinha fazer isso :)

      Espero que tenhas tido uma Páscoa muito feliz.

      Beijos

      Eliminar
  9. Não sei se também o fazem em Portugal (espero que não) mas aqui onde vivo chegou o chamado "scam da Microsoft". Ou seja, ligam para nossa casa e dizem que são da Microsoft e que o nosso computador está a enviar vírus para a central deles, pelo que querem/exigem que liguemos o computador e facilitemos acesso remoto para eles nos livrarem do vírus (quando, na verdade, o que fazem é roubar os nossos dados e códigos ou deixar um trojan horse para o fazerem mais tarde). Quando (obviamente) duvidamos da história, eles mencionam o nosso nome/apelido, o que pode levar algumas pessoas a acreditar na patranha. Já perdi a conta às vezes que nos ligaram com esta estupidez, e eu que pensava que as pessoas do telemarketing eram chatas... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda não conheci nada assim aqui mas assusta-me a facilidade com que as pessoas cedem dados e acreditam nisso. É um perigo.

      Eliminar
  10. No meu caso, é mesmo gastar bateria, pois eu não atendo chamadas anónimas/sem ID.

    ResponderEliminar
  11. TELEFONIA FIXA GRATUITA: esse benefício é somente para usuários de drogas, mudos, pessoas hiperativas e bipolares. É uma concessão do governo federal em parceria com a OI por sugestão dos concelhos regionais de psicologia que afirmam que esses doentes precisam ouvir a voz humana para se distraírem e se acalmarem. Essa concessão só precisa de duas testemunhas e um atestado de psicólogo. Não se aborreça quando os seus telefones fixos e celulares começarem a tocar a qualquer hora do dia ou da noite, de segunda a domingo e nos feriados ou quando você ver no seu ID os números 81-3425-8600(OI), 19-2101-0082, 11-3598-8906 e outras centenas de perturbadores anônimos. Se você colocar na busca do google vai constatar a veracidade dessa notícia. Sugestão de um técnico de telefonia: atenda várias vezes apenas para registrar o abuso e reclame a Anatel 1331.

    ResponderEliminar