POWr Multi Slider

27.3.15

filmes que as pessoas devem ver antes de morrer #6

Nunca tinha ouvido falar de Gary Webb até ver Matem o Mensageiro, filme que conta a sua história. Gary Webb era um jornalista do modesto jornal San Jose Mercury News. De forma casual, até porque foi usado por uma mulher com um objectivo específico, descobre uma história que faz com que investigue a origem de uma das maiores, senão mesmo a maior, epidemia de crack que assolou as ruas dos Estados Unidos da América. Isto nos anos 90. A sua investigação leva à descoberta do envolvimento da CIA, durante o mandato de Ronald Reagan, no contrabando de cocaína para os EUA com o lucro a ser canalizado para o armamento dos rebeldes na Nicarágua de modo a fazer cair o Governo socialista.

Antes da publicação da história, Gary Webb é pressionado por agentes da CIA para não publicar a história. O jornalista não se assusta e a sua investigação é manchete do modesto jornal. A notícia atinge uma proporção nacional e faz tremer o país levanto à revolta da população que passa a respeitar o jornalista (sobretudo a comunidade negra). A partir daqui existe uma verdadeira caça ao homem com Gary Webb a ser descredibilizado por tudo e todos. A sua história é transformada numa mentira e o próprio jornal decide publicar uma espécie de desmentido em relação ao trabalho de Gary Webb. O jornalista acaba por se demitir e nunca mais consegue trabalhar na área. Chega ainda a ganhar um Pulitzer, o prémio que qualquer jornalista ambiciona receber por outro trabalho que não este. Poucos anos mais tarde, Gary Webb é encontrado morto no seu apartamento. Supostamente suicidou-se com dois tiros na cabeça.

O filme é baseado na história verídica de Gary Webb e deste caso. Para muitos este filme não passa de uma mentira, tal como o artigo de Gary Webb. Para outros, é a mais pura das verdades, até porque levou a um comportamento estranho da CIA e uma demissão também ela estranha. Até hoje, muitos questionam o suposto suicídio do jornalista. Uma das pessoas com quem mais falava revelou que falou com Gary Webb dias antes da sua morte e que este confessou que se sentia vigiado por pessoas do Governo que rondavam a sua casa e também mexiam no seu carro. Gary Webb foi abandonado por todos. E nunca teve o apoio dos jornalistas. Aliás, as grandes publicações fizeram tudo para o descredibilizar e ainda hoje não acreditam no seu trabalho.

Este é daqueles filmes que dá que pensar. Acho que é daqueles filmes que todas as pessoas devem ver antes de morrer porque coloca o dedo na ferida. Deixa a vontade de descobrir mais detalhes sobre o que se passou, de modo a perceber se estamos perante dados verídicos ou se estamos perante uma invenção de um jornalista. Por isto e muito mais, Matem o Mensageiro é um filme obrigatório. Já me esquecia. Jeremy Renner é quem tem a missão de fazer de Gary Webb. E está brilhante no papel.

6 comentários: