18.3.15

esta mulher é um mero objecto sexual?

Chama-se Jenn. É uma jovem natural da Argentina, assume-se como chef e YouTuber e é gira que se farta. Esta jovem está a ser notícia, apesar de o seu sucesso ainda ser considerado modesto, pela criação do seu canal de vídeos A Fuego Máximo. Neste canal Jenn partilha os vídeos das suas receitas. Existe um pequeno detalhe. Jenn recorre à sua sensualidade e brinca com a mesma nos vídeos das receitas. Apesar de cozinhar apenas de cuecas, Jenn não aparece totalmente nua. Em vez disso, brinca com os ingredientes e utensílios que utiliza e que acabam por cobrir o seu corpo.

Jenn recorre à sua sensualidade e às brincadeiras em torno do seu corpo para ensinar os homens a cozinhar. Haverá quem ache que se trata de uma estupidez. De uma ideia parva que apenas sexualiza a mulher. No sítio onde encontrei o vídeo não existiam muitos comentários que defendessem essa opinião. Muitos diziam que é algo natural na Argentina. Outros brincavam com o corpo de Jenn. Mas praticamente ninguém criticava Jenn pela opção escolhida. Algo que não acontece em todos os sítios onde os vídeos estão a ser partilhados. Acrescento que Jenn já fez saber que grava os vídeos diversas vezes de modo a que não exista nudez nos mesmos.

Pessoalmente não considero que a opção de Jenn faça da mulher algo que não é. Que faça de si um mero objecto sexual. Tal como os míticos anúncios da Coca-Cola Light e as famosas 4h30 não sexualizam o homem. É apenas uma opção e uma adaptação muito mais ligeira de um outro fenómeno que são as naked news. Neste caso serviu o propósito de Jenn que já é vista como a chef mais sexy do mundo, sendo igualmente apontada como o próximo furor mundial do mundo virtual. Até ao momento existem três receitas. Partilho aqui a primeira: salchichitas envueltas.


Como em tudo na vida, há que apoie Jenn e há quem critique a chef por cozinhar apenas de lingerie. Até ao momento, são mais os apoiantes do que aqueles que criticam a jovem argentina. Ficam as questões: esta opção faz da mulher (neste caso Jenn) um objecto meramente sexual? Será Jenn uma mulher inferior por recorrer à sensualidade para promover as suas receitas?

25 comentários:

  1. É uma maneira completamente diferente de mostrar receitas mas não acho que seja nada de outro mundo. Ela acaba por tapar o que tem despido. Pessoalmente eu não teria coragem para fazer vídeos assim mas também pode ser da cultura deles e as mulheres podem realmente cozinhar assim.
    No meio disto tudo, só sei que foi experimentar essa receita!!

    ResponderEliminar
  2. Chamar "receita" a estas salchichitas envueltas parece-me boa vontade :)
    Dizer que a Jenn é uma mulher inferior também me parece agressivo e despropositado.

    Digamos apenas que não faria o que ela faz. Incomoda-me pensar nos tarados que a vêem. Mas ela está numa missão ("sobrevivência masculina na cozinha") e está a levá-la muito... a peito.

    Assumindo que o nível de dificuldade (e de saúde) associado às receitas não varia muito, parece-me que esta foi a forma mais eficiente de passar do anonimato para a ribalta do youtube. Na minha forma de observar o fenómeno, a Jenn está claramente de olho numa oportunidade profissional diferente daquela que a cozinha lhe pode proporcionar. E dadas as proporções da menina, é bem possível que resulte :)

    (Tantas vezes gravou o vídeo e esqueceu-se de editar os primeiros segundos do primeiro minuto. Que chatice!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que a ideia é que sejam receitas rápidas e práticas. E acho que a cozinha, segundo a própria, nem é o seu forte. Mas é boa vontade :)

      Isso dos tarados existe em todo o lado e acredito que tenha sido algo ponderado por ela. É uma missão que leva a peito, sem dúvida :)

      Acredito que caso o sucesso continue a subir irá ter uma proposta profissional em breve. Acredito também que seja o seu objectivo.

      O que me escapou no vídeo? ;)

      Eliminar
  3. Ninguém faz de si um objeto sexual e ninguém é inferior por usar o seu corpo para promover o seu trabalho. Nem as prostitutas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que existem pessoas que fazem de si objectos sexuais e já deixei a minha opinião num outro texto. Por exemplo uma pessoa (homem ou mulher) que aceita o papel de amante sabendo que apenas e só é procurada para sexo e que nunca irá passar disso está a aceitar ser um "objecto sexual". Esta é a minha opinião.

      Mas nem é isso que está em causa. Tem a ver com algumas críticas. Daí a pergunta.

      Eliminar
    2. Já pensou que essa pessoa (a que aceita papel de amante) também pode procurar só sexo? O facto de haver uma relação só com sexo não faz das pessoas objetos. Quanto muito faz delas seres sexuais.

      Eliminar
    3. Nunca vi o programa. Mas pelo post, acho que o objectivo da pequena não é o de ensinar os homens a cozinhar, mas de se mostrar quase como veio ao mundo, erotizando o programa que apresenta. Existe uma óbvia sexualização da pessoa da cozinheira, que a transforma, sim, num objecto sexual. Nas nossas televisões, há uns anos atrás, também passavam umas meninas que se despiam a apresentar a meteorologia. Vai tudo dar ao mesmo.

      Eliminar
    4. Anónimo 13h22.
      Aceito isso mas no cenário que mencionei a pessoa é procurada. Submete-se a isso sem ter o poder de procurar. Só serve para ser procurada. E conheço diversas pessoas assim.

      Anónimo 16h05
      Acho que é mais do mesmo. Pessoa que recorre aos atributos físicos para ter destaque. É um rumo que não diminui a pessoa.

      Eliminar
  4. Lembro-me ha anos que a metereologia era apresentada por uma rapariga despida. É a tal coisa, os homens não viam nada o tempo...nem, neste caso, as receitas desta rapariga.
    O mesmo se passaria se fosse um homem, despido, a apresentar uma receita. se calhar eu não iria prestar atenção á receita...sei lá.
    Mas isto cada qual sabe de si.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tivemos o Nutícias na Sic Radical. É mais do mesmo.

      Eliminar
  5. Ainda não tinha visto, mas acho o conceito interessante e diferente do que já foi feito.

    ResponderEliminar
  6. Discordo contigo.
    Em primeiro lugar,ela expôs-se a pedido de um amigo e não por vontade própria;em segundo ela está nua sim,com a diferença que cobre o peito;em terceiro lugar,aquilo é só pele e ossos,existem corpos muito melhores que não têm este destaque monumental e para terminar,sim ela prestou-se a um papel de objecto pois,os vídeos são destinados ao público masculino.
    Eu odeio esta época em que mulheres libertinas se fazem de vítimas:por mim o respeito é só para quem merece e não para quem quer.
    É verdade que a nudez,mediocridade e parvoíces dão milhares de visualizações (e rende bastante,caso seja um trabalho) que de outra forma é impossível alguém conseguir ser famoso mas agora ela é pelo corpo (e imagem) e não pelas receitas de culinária.
    O teu post está muito mal-esclarecido,vago e falta argumentos válidos!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ela não o fez a pedido do amigo. O amigo sugeriu. Ela gostou e fez porque queria, não porque lhe foi pedido. Usa a cozinha do amigo por ser bonita mas creio que deseja fazer noutro sítio.

      Aquilo que para ti é pele e ossos, para mim é um corpo sensual. Mas isto depende sempre do gosto de cada um.

      Acho que ela podia ser muito mais sensual do que é. E as visualizações seriam ainda maiores. Não creio que seja menos mulher por isso. Mas haverá quem, como é o teu caso, entenda que é um erro.

      Lamento a falta de argumentos. Tentarei ser melhor na próxima vez.

      Eliminar
  7. Recordo-me de idêntica polémica aquando da cena do filme Working Girl [1988], em que Melanie Griffith aspirava só de cuecas, get a live people, só vê quem quer!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo o que envolve beleza e sensualidade toca nos cotovelos de muitas pessoas. Sobretudo quando existe sucesso.

      Eliminar
  8. Pois eu acho que um soutien mudava tudo.

    ResponderEliminar
  9. Shame on you! Deste cabo da conta da moça. A conta foi encerrada eheheheh

    ResponderEliminar