23.2.15

stripper que há em ti. em mim. em nós.

Há quem defenda que existe pelo menos uma (ou várias) música que tem um poder especial. É aquele tema que leva a pessoa para um outro nível. É aquela canção que dá vida ao (à) stripper que existe em cada pessoa. Com essa música surge o desejo de dançar de forma diferente. Há quem não resista a músicas mais modernas. E há quem fique a conhecer o (a) stripper que vive em si com músicas mais antigas. Numa rápida pesquisa no Google é possível encontrar listas de músicas que são vistas como as ideais para soltar o (a) stripper que há em nós. Acredito que existe um fundo de verdade nisto, mesmo que não se queira assumir. Ou não?     

22 comentários:

  1. Sem dúvida. A música tem um poder de mais do que fazer viver determinadas facetas, dá-nos a coragem de encenar, de nos tornarmos-nos personagens que sempre sonhámos. Intimamente ou não, cada um saberá. Eu cá sei precisamente que há determinadas músicas que me transformam por completo (Sour Cherry dos The Kills é dos exemplos que me vem logo à cabeça).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu vou mais para os clássicos tipo Pour Some Sugar On Me :)

      Eliminar
  2. Ele existe, ele é real. Por vezes o "stripper" em nós solta-se em momentos menos oportunos, como por exemplo estar a acompanhar a namorada nas compras, passar "a" música numa Pull&Bear e dançar como se não houvesse amanhã.
    Passar ligeira vergonha: Check; Namorada fica chateada: Check; Reação de incompreensão das pessoas: Check; Sentirmo-nos arrependidos: Nope.

    ResponderEliminar
  3. A música tem uma capacidade incrível de tocar a alma, assumo com todo o gosto que algumas me transformam numa verdadeira artista de Pole Dance [caso tivesse] :)

    ResponderEliminar
  4. É verdade!!!! Verdadinha.....
    Já me aconteceu..... e não só dançar como se não houvesse amanhã..... foi mesmo tudo o resto!!!!
    Ao som de "Sweet Dreams" do Marilyn Mason......

    Valeu!!!

    ResponderEliminar
  5. http://www.youtube.com/watch?v=LElU3Yf2zLY

    Starifght to number one (dança kate moss)

    ResponderEliminar
  6. Concordo.
    Adoro, "You can leave your at on" e para mais antiga "Bolero" de Ravel.
    Há mais...

    ResponderEliminar
  7. yup... Totalmente...

    E eu que não vivo sem música.. tenho uma lista enorme, mas deixo duas:

    (AC/DC - Back in Black) - http://grooveshark.com/#!/s/Back+In+Black/F39Qz?src=5

    (Metallica - 2 x 4) - http://grooveshark.com/#!/s/2+X+4/4fay9D?src=5

    ou então algo mais calminho:
    o gingante Gary Moore - Evenin' (http://zanasblog.blogspot.com/2014/06/evenin-cartas-de-amor-10.html)


    ;)

    Beijinhos
    Z.

    ResponderEliminar