2.2.15

os sons dos vizinhos

As construções modernas
Com o silêncio vieram acabar.
Ouve-se tudo o que se passa em cima,
ao lado, por baixo ou em qualquer outro andar.

Aquilo que se passa entre quatro paredes
segredo deixou de ser.
Agora toda a gente sabe
o que o vizinho acabou de dizer.

Quer seja uma simples conversa,
ou uma acesa discussão.
Até mesmo o ladrar do cão,
ou a gargalhada marota depois de um apalpão.

até pode ser a conversa mais normal,
que todos os sons têm uma história para contar.
Até aqueles oriundos de episódios de amor,
e por falar nisso, a vizinha não para de arfar.

Ela grita e geme sem parar,
dizendo a toda a gente que está a chegar.
Ele também grita de prazer,
mas às vezes até parece que está a doer.

E quando tudo se ouve,
há uma pergunta que fica a matutar.
Será que os vizinhos também ouvem
o que se passa no meu lar?

O melhor é nisto não pensar,
e o barulho tentar ignorar.
E cumprimentar os vizinhos
sem nada tentar imaginar.

16 comentários:

  1. Bom Noite!
    Já estou seguido seu Blog, Segue o meu também
    http://diariosolelua.blogspot.com.br/
    Obrigada!

    ResponderEliminar
  2. LOL. Muito bom.
    Permite-me uma sugestão de verso que é uma realidade também:
    Quando o bébé desejado nascer
    ele com fome vai ter que chorar
    se acordar os vizinhos
    o seu nome vão decorar

    Abraço
    PL

    ResponderEliminar
  3. ahah!! Top!

    Revejo-me tanto nisso!!

    Beijinhos
    Z.

    ResponderEliminar
  4. Ah, ah, ah! Lá está! Nada como viver numa casinha. Assim podemos fazer tudo (e quando digo tudo, é mesmo TUDO!) sem ninguém incomodar! :)

    ResponderEliminar
  5. Ignorar nem sempre é possível, vou receber um valor de 500€ de um vizinho pelo estrilhos que armou quandou eu me queixei de uma máquina de lavar roupa a centrifugar à 1h da manhã. Fez-se justiça pois por uma máquina, começou a fazer peixeiradas, saiu-lhe cara a brincadeira

    ResponderEliminar
  6. Ena, que espectáculo!
    Adorei estes duas estrofes:

    Ela grita e geme sem parar,
    dizendo a toda a gente que está a chegar.
    Ele também grita de prazer,
    mas às vezes até parece que está a doer
    Ele também grita de prazer,
    mas às vezes até parece que está a doer.

    E quando tudo se ouve,
    há uma pergunta que fica a matutar.
    Será que os vizinhos também ouvem
    o que se passa no meu lar

    Excelente MESMO!
    Na verdade, aqui no prédio, bastante antigo, diga-se, quase não ouço nada porque tenho uns vizinhos no andar de cima que quase parece não fazerem nada.
    E no andar de baixo, a não ser a ópera, que o doido varrido escuta bem alto,
    Os outros andares mais abaixo, nada tenho a comentar.
    Falta o meu, contudo, que a pergunta fica no ar:
    Será que eles os meus ruídos estão a escutar?

    Beijinho

    ResponderEliminar