9.1.15

“meteram-se a jeito”

Uma das coisas que mais confusão me tem feito em torno do ataque terrorista à redacção do semanário francês Charlie Hebdo é a opinião de que os jornalistas meteram-se a jeito para aquilo que lhes aconteceu. “Meteram-se a jeito” é algo que tenho ouvido/lido e também que as suas atitudes deram razão aos terroristas. Esta linha de raciocínio leva-me a colocar algumas questões:

Quando uma mulher opta por usar um decote generoso e uma saia de reduzidas dimensões está a colocar-se a jeito para ser violada? Será que a roupa escolhida e “exposição corporal” dão razão ao violador?

Será que quando uma mulher/homem é vítima de violência doméstica colocou-se a jeito para isso? Terá dado razão ao homem/mulher e as agressões físicas são resultado disso mesmo?

Ou será que nada justifica estes actos?

32 comentários:

  1. Ontem "desamiguei" uma pessoa no facebook, porque lhe tentei explicar isto mesmo e ela apenas dizia " eles é que pediram, os desenhos são muito ofensivos". Acho que uma opinião destas diz muito de uma pessoa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Recuso-me a pensar assim. Para mim não faz sentido.

      Eliminar
  2. Estou 100% de acordo contigo. Não importa o tipo de humor, NADA justifica um assassínio! Nada justifica qualquer acto de terrorismo. NADA. Muito menos, a divergência de opinião.

    ResponderEliminar
  3. Agora não tenho "casinha", dás-me licença que diga aqui parte do que penso?!

    Passada a estupefacção , a tristeza, a raiva …tenho uma opinião…

    Correndo o risco de ser criticada no contexto atual vou dizer o que penso usando o meu exemplo:
    Nunca achei uma piada por aí além ao humor dos cartoonistas, umas vezes não entendo e fico a achar que o problema é meu, outras vezes entendo, mas acho uma falta de respeito e volto a achar que é um problema meu…
    Pensa comigo, se houvesse um jornal que todas as semanas fizesse tirinhas de humor sobre Deus, Jesus e o Papa ou nossa senhora…quanto tempo achas que esse jornal durava aberto?!
    Lembraste do preservativo no nariz do Papa?!?!
    Eu, só eu e isto é pessoal, acho que com Deus não se brinca…por isso entendo quem ache que com Alá, o Budha…whatever…também não se brinca, entendo e respeito.

    O que eu quero dizer é que a liberdade de expressão não tem de passar pela falta de respeito e no caso do humor, na minha opinião, passa muitas vezes.
    Não estou como é evidente com isto a dizer que entendo porque se mata gente , claro que não entendo, claro que é bárbaro, claro que não aceito! Claro que não há justificação para a chacina gratuita e misirável de ontem!

    Acho é que há assuntos sérios a passar ao lado de muita gente, isto não tem nada a ver com a causa “islâmica” e que ninguém aprofunda porque não convém, arranjar bodes expiatórios fácilmente identificáveis é mais rápido e eficaz.

    Há várias razões a convergirem num mesmo sentido:
    1- Temos jovens sem sonhos, objetivos, carreira, emprego, família, enfim sem raiz espalhados por toda a Europa.
    2- Temos jovens africanos, árabes, asiáticos em fuga dos seus países que se tornam jovens de Paris, de Madrid, de Milão…seja de onde for mas que não são inseridos, nem integrados na sociedade( e outras vezes não querem ser) que são apanhados nessas teias e recrutados para “a causa” são jovens sem um propósito, que de repente o encontram…

    Poderia continuar e falar do que Ingleses, franceses e holandeses fizeram nas suas “colonizações” há séculos atrás, poderíamos falar de como a guerra síria vai acabar por se abater sobre nós (já para não falar da palestina)…e teria muito a dizer sobre os americanos esse povo “iluminado” e de uma inteligência acima da média…que pensa que pode tudo….até invadir países como se ainda estivéssemos em 1500…altura em que nas américas…acho que ainda nem índios já lá estariam (uma nação com 300 anos de história, por muito poderosa que se julgue…é uma nação no seu berço ainda, com muito para aprender e muito pouco para ensinar, seja a quem for).

    Para terminar, na minha opinião criticável que seja , assim como a outras liberdades se aplica a responsabilidade da utilização da liberdade de expressão, implica que tudo se pode, mas nem tudo se deve.

    Desculpa o abuso de utilização do teu espaço.

    Jinhooooooooosssssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é abuso nenhum. :)

      É preciso salientar que o jornal brinca com a Igreja, com o Papa, com o Presidente de França, com personalidades francesas. Tal como nós em Portugal temos cartoons que ridicularizam certas situações. Mas ninguém se zanga ao ponto de matar alguém.

      O grande problema é o fanatismo. E isso vê-se no futebol por exemplo, onde também chegam a existir mortes.

      Beijos

      Eliminar
  4. Sou contra qualquer tipo de violência, seja ela qual for. mas estes radicais islâmicos são capazes de tudo já deu bem para ver... e repara que o jornal foi vitima de violência de diversas formas e ainda assim continuou. Se eu "gozar" contigo, tu vens ao meu encontro e dizes-me que não gostaste, eu peço-te desculpa e não gozo mais ou então ignoro-te e continuo o meu gozo, vai daí reages de forma mais drástica... eu ainda te gozo e achincalho com mais poder e coloco-me ou não à mercê da tua reação? mas atenção condeno completamente estes atos e só espero que os tipos não se matem e sejam apanhados para se poder fazer justiça...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ignorar é uma excelente opção. E até se pode mostrar indignação. Daí para a violência vai uma grande distância.

      Aconteceu aquilo em que sempre acreditei. Foram mortos porque são pessoas que não querem ser apanhados vivos.

      Eliminar
  5. Óbvio que nada de nada de nada DE NADA justifica esses atos.

    ResponderEliminar
  6. Pois, tens razão. É pura maldade, na minha opinião, e pessoas doidas da cabeça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o perigo do fanatismo. E é preocupante o número de pessoas que não se importam de morrer por causas que defendem.

      Eliminar
  7. Efectivamente acho que infelizmente se "Meteram a jeito", o que não é a mesma coisa de dar razão a quem o fez.
    Desde a publicação das caricaturas e da celebre declaração "Prefiro morrer de pé do que viver de Joelhos" que se meteram a jeito e tanto é verdade que tinham escolta policial...

    Por exemplo, uma mulher que namore que um homem que lhe bate e que depois casa e que depois é morta à pancada pelo marido também se "pôs a jeito". Claro.

    Se eu parar no meio da estrada a falar ao telefone, por exemplo, também me ponho a jeito de ser atropelado.

    Na verdade as pessoas põem-se muitas vezes a jeito do perigo o que não quer dizer que mereçam.

    O que aconteceu no semanário Charlie Hebdo foi um tragédia!
    Mas ainda bem que há pessoas que convicções e enfrentam o perigo de frente em nome das convicções, e que não se calam em nome do medo!
    Ainda bem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Percebo o que dizes mas não aceito o meteram-se a jeito. Se assim for, acaba-se com as notícias que as pessoas não querem publicadas e faz-se apenas publicidade.

      Tinham escolta porque as ameaças de morte eram muitas. E já tinha existido um atentado. Infelizmente aconteceu o que aconteceu.

      Mas ainda bem que existem pessoas que enfrentam o medo.

      Eliminar
  8. Comentários desses irritam-me tremendamente. Se não gostam do jornal, não o comprem. Se se sentem ofendidos, escrevam cartas, escrevam as vossas opiniões online e ponham-se em frente ao jornal com um cartaz a dizer "Este jornal é uma m****". A liberdade de expressão "combate-se" com mais liberdade de expressão, não com violência. Não há justificação possível para o que aconteceu.

    ResponderEliminar
  9. Mais vale prevenir que remediar, em tudo.
    Cuatela e canja de galinha nunca fizeram mal a ninguem !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Daí que a redacção tivesse código na porta e existisse escolta. Infelizmente não chegou.

      Eliminar
  10. ||||||
    Está de acordo exatamente com aquilo que penso.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que tu e a generalidade das pessoas.

      Abraço

      Eliminar
  11. Pois esse comentário faz um bocado confusão.. mas a verdade é que faz um pouco parte da natureza humana (já para não falar nessas religiões que defendem comportamentos extremistas), se uma pessoa falar todos os dias mal de mim, vai haver o dia em que eu posso responder ou até processar a pessoa por difamação.
    Agora que não é natural que alguém que não goste de alguém chegue a um local e mate indiscriminadamente, isso não é liberdade de expressão, isso são comportamentos assassinos. Ponto.
    Os jornalistas sabiam que chateavam com os seus cartoons. Não acho que eram ingénuos a esse ponto, mas agora também deixar de fazerem aquilo que faziam só porque isso chateia, sendo essa a sua função, agitar mentes, costumes, ideias, isso nunca iria acontecer.
    E toda esta tragédia irá certamente ter algum impacto futuro. Esperamos que seja o melhor impacto e que não ponha agora todos os que são extremistas contra todos os que não o são.
    Temos de acreditar na espécie humana e esperar que o bom senso impere.

    http://ervilhinhailuminada.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A maior parte do bom jornalismo, aquele que mete do dedo na ferida e dá a conhecer o que muitos não querem que se conheça é sempre chato. Neste caso é uma linha editorial que brinca com diversos escândalos e não só. Chegar a este ponto é muito mau.

      Eliminar
  12. É por isso que quanto mais conheço algumas pessoas mais gosto da minha gata!

    ResponderEliminar
  13. LIBERDADE DE EXPRESSÃO SEMPRE!! NADA JUSTIFICA ESTA CHACINA! E OS DO SUPERMERCADO ? Também se puseram a jeito????????

    ResponderEliminar
  14. Cada cabeça, cada sentença.
    E como diz Abril de Sonho, "quanto mais conheço algumas pessoas mais gosto da minha gata" (e eu também tenho uma gata que, neste momento em que comento, está sentada no meu colo a gozar o quentinho da mantinha que que me agasalha.
    Bom fim-de-semana e um beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As pessoas são livres de pensar e defender aquilo em que acreditam. Mas neste caso não acho justo que se diga que se meteram a jeito.

      Boa semana!

      beijos

      Eliminar
  15. lovely
    I'm following you, kindly follow back
    www.dimplekhadi.blogspot.com

    ResponderEliminar