POWr Multi Slider

21.1.15

lidar com haters

Os haters são um dos maiores fenómenos da Internet. São pessoas que criticam outras que na maioria dos casos não conhecem de lado nenhum mas com quem simplesmente não podem. Seja qual for o motivo, sendo que nem sequer são precisos motivos. Não gostam de alguém e gostam de deixar bem claro que não gostam, recorrendo aos mais diversos formatos para mostrar a sua revolta.

Regra geral, quando não se gosta de alguém, não se dá importância a essa pessoa. Quando o não gostar implica estar sempre a par daquilo que é feito por alguém de quem supostamente não se gosta, acho que isso implica um outro sentimento que não deve ser ódio. Essa obsessão constante dá a entender que se gosta mais de alguém do que o ódio que se tenta promover. É preciso ter alguém em muito boa conta para se transformar num hater dessa pessoa. Mas esta é apenas a minha modesta opinião e não é o motivo deste texto.

Depois, existe a forma como se lida com os haters. Pessoalmente, acredito que aquilo que um hater mais procura é atenção do seu alvo. Atenção essa que, idealmente, deve chegar vestida com um ódio ainda maior do que aquele que inicialmente motivou o ataque. É isto que move um hater. Uma resposta no mesmo tom que servirá para provar um vasto número de teorias.

Perante os ataques, há quem não lide bem com os mesmos. Existem os que cedem e que acabam por dar início a um "bate-boca" sem fim. Que tem tudo para descer de nível a cada resposta dada. Depois, existem aqueles que optam por ignorar. Aqueles que nem sequer estão a par dos ataques de que são alvo, preferindo centrar as suas atenções noutros aspectos da vida. Uma opção da qual sou adepto. Por fim, existem aqueles que gostam de responder. Mas que não o fazem com raiva. A resposta ao ataque é feita através de carinho e humor. Algo que faz com que a fúria de alguém se transforme num apontamento divertido.

Por exemplo, foi isso que fez João Manzarra. Que promoveu, na sua página oficial de Facebook, uma outra página, da mesma rede social, que é contra o apresentador. “Temos de ser uns para os outros, vamos lá dar uma força a esta malta”, escreveu. Na ligação é possível ver ainda um comentário que deixou na referida página. “Reparei que nos últimos 3 anos cresceram apenas 17 likes, o que para um projecto destes não é quase nada. Posso dar um empurrãozinho? Partilhar a vossa página? Qualquer coisa apitem.”, escreveu.

Esta atitude de João Manzarra remeteu-me imediatamente para uma divertida rubrica do programa de Jimmy Kimmel, onde diversas celebridades são convidadas a ler tweets negativos sobre si. Gosto deste tipo de atitudes porque se há coisa que um hater odeia é uma resposta divertida que faz de si o alvo do ataque, transformado em piada, a que deu início. Partilho um dos exemplos do que se pode ver no talk show.

10 comentários:

  1. Também vi esse post do Manzarra... O que eu me ri. não vale a pena dar troco nem ficar chateado com os haters. São apenas pessoas com dor de cotovelo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esteve muito bem. São pessoas que davam para muitos estudos.

      Eliminar
  2. Este tema dava para tecer diversas dissertações e teses, aliás já pensei mesmo em fazer um estudo sobre isso.
    É impressionante a quantidade de veneno que se vê nos comentários dos blogues, quanto mais famoso for o blogue pior. Mas penso que se o blogue for de uma mulher que se identifique a coisa piora substancialmente, porque pelos vistos enquanto anda tudo no anonimato não há grande problema.
    Agora mal da mulher que aparente ter uma vida de sonho, tem logo uma legião de ódios de estimação.
    Enfim os psicólogos lá devem conseguir explicar mas a minha teoria é mais ou menos parecida com a tua, são pessoas frustradas que adorariam ter a vida da pessoa que odeiam mas não conseguem e demonstram a sua frustração em comentários parvos e muitos ofensivos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O tema haters dá para muitos estudos. O que leva alguém a odiar alguém que não conhece de lado nenhum? O que leva alguém a indignar-se com alguém que faz algo que não tem relevo na sua vida? Será que odeia ou queria ser igual? Será que o ódio é alimentado pela impotência de não conseguir fazer o que o alvo do seu ódio faz? E quantas têm vidas duplas, odiando e elogiando ao mesmo tempo? E passava horas a colocar questões.

      Pessoalmente acredito que são pessoas muito mal resolvidas. E a minha opinião tem por base um único aspecto: dedicam boa parte das suas vidas a tentar viver as vidas dos outros ou a tentar fazer parte delas.

      Eliminar
  3. Excelente reacção do Gary Oldman >.< ahahahah
    E da Sofia Vergara também :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Sofia está brilhante. Transformar o hater numa piada é muito bom.

      Eliminar
    2. Quase tudo na vida se deve transformar numa piada ;)

      Eliminar
  4. Muito bom o vídeo, adorei! ahahah
    Eu sou daquelas pessoas que ignora, ou aconselha a visita a um psicólogo, pois essas pessoas precisam mesmo de alguém com quem falar!!

    ResponderEliminar
  5. Opá, muito muito bom!
    A resposta da Sofia Vergara está qualquer coisa! ahahah

    ResponderEliminar