POWr Multi Slider

26.12.14

noutra vida fui um relógio suíço

Conheço algumas distâncias de cor e salteado. Sei os quilómetros que separam a minha casa da dos meus pais. Tal como sei quantos necessito de fazer para chegar ao trabalho. E ainda mais algumas distâncias. Isto faz com que saiba, em média, quanto tempo necessito para percorrer estas distâncias de carro. Porém, consigo adivinhar/acertar o tempo que necessito para fazer uma viagem mesmo com total desconhecimento do caminho a percorrer até ao destino.

E consigo ter uma precisão igual à dos melhores relógios suíços. Quando digo o tempo que falta para o destino, acerto quase sempre nos minutos. Não sou daquelas pessoas que dizem que estão a dez minutos do destino e depois demoram trinta. Quando digo que faltam dez minutos, estou lá depois desse tempo. E são mesmo apenas dez. E quem diz dez, diz 23, 32 ou outro número qualquer. Porque a minha precisão consegue chegar a esse tipo de números.

Além disso, quando era mais novo e ainda não recorria a um despertador, conseguia “programar” o meu corpo para acordar à hora que queria. Por norma isto acontecia ao Sábado de manhã, que era o dia da futebolada semanal com os amigos da minha rua. Se era para estar às oito horas na rua, acordava naturalmente sem recorrer a um despertador ou sem pedir aos meus pais para me acordarem. E lá estava pronto à hora combinada.

Por isso, começo a acreditar que numa outra vida fui um relógio. Devo ter sido um daqueles relógios suíços. Daqueles que têm fama de precisão sem falhas. E bem vistas as coisas, isto de ter sido um relógio suíço é capaz de ajudar a explicar o meu encanto por chocolate. Deve ser da proximidade entre os relógios e os afamados chocolates suíços.

8 comentários:

  1. Está explicado o meu gosto por chocolate! E também está explicado o facto de ser (meia) “desregulada” …deve haver dias em que acerto o relógio pelo fuso horário da Suíça! ;)

    Momentos em Cápsulas
    http://momentosemcapsulas.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. A minha irmã uma vez ensinou-me a olhar para o relógio antes de adormecer e ver lá marcadas as horas em que queria acordar! Nunca falha! E para as sestas então, é maravilhoso! :)))

    ResponderEliminar
  3. Apercebi-me há dias que também "sofro" disso, quando, desconhecendo totalmente o caminho que me levava a determinado sitio, disse a uma das pessoas com quem ia ter que "às 12h15m estou aí". E precisamente a essa hora, estacionei o carro onde era suposto :D

    ResponderEliminar