19.11.14

já que isto não muda, pagas-me um café?

Em tempos, ouvi um grande empresário dizer que quando pensa num negócio imagina todos os cenários possíveis para que lhe lixem esse mesmo negócio. Assim, antecipa-se pois está preparado para tudo o que lhe possa ser feito. Do meu humilde ponto de vista, a base desta ideia devia ser aproveitada para a criação de leis em Portugal. No momento de legislar o que quer que seja, reuniam-se os maiores “bandidos”. Aqueles que conhecem todos os truques, e mais alguns, para contornarem a lei. E utilizava-se essa sabedoria (esperteza para quem prefere) em prol dos pobres coitados que são sempre lixados com as leis que já temos.

Como este cenário é pouco provável, gostaria que algumas pessoas me pagassem um café, que me levassem a almoçar fora, a jantar ou mesmo que optassem por uma simples ida ao cinema pois não sou esquisito. É que sou daquelas pessoas que gosta de mimos antes de ser… lixado!

6 comentários:

  1. Pipocante Azevedo Delirante19 de novembro de 2014 às 18:37

    Mas são exactamente esses que são chamados para elaborar a legislação...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez não me tenha explicado bem. Não me refiro aos bandidos que as fazem mas aqueles que sabem tirar proveito delas a favor daquele que é normalmente o elo mais fraco, ou seja, o povo.

      Eliminar
  2. Que é como quem diz: o engate antes da ________ (isso).
    Já não há galanteadores como antigamente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu que gosto tanto de mimos antes de ser... (isso) :)

      Eliminar