POWr Multi Slider

27.11.14

as vacas sagradas

Ontem, e no seguimento da detenção de José Sócrates, partilhei – no facebook do blogue - aquilo que considero ser uma excelente reportagem. Foi noticiada a ligação entre os governos de Sócrates e o Grupo Lena, do qual Carlos Santos Silva (outro dos arguidos) foi administrador. Este grupo foi um dos mais cotados com contratos públicos num montante superior a 153 milhões de euros durante o tempo em que Sócrates foi primeiro-ministro. Tendo em conta este dado de relevo, considero que uma boa reportagem passa por encontrar relações semelhantes no actual governo. E não só. Nos governos que antecedem José Sócrates, independentemente da cor política.  

Não posso dar garantias mas acredito que seriam encontradas ligações muito semelhantes a esta. Que por sua vez levantariam muitas suspeitas. Que por sua vez seriam incómodas para muitas pessoas com cargos de relevo. E que podiam até dar lugar a problemas sérios. Não é mais do que a minha opinião, mas acredito que seria o resultado da reportagem. Por outro lado, acredito que esta reportagem dificilmente via a luz do dia. Ou seja, dificilmente seria publicada num jornal/revista ou emitida num canal. Tal como acredito que muitos jornalistas iam ter problemas sérios pelo caminho.

E isto leva-me às “vacas sagradas” que existem em todo o lado. São aquelas pessoas que são intocáveis em diversos locais. São aquelas pessoas que têm as suas histórias escondidas numa gaveta algures, com a certeza de que nunca vão ser divulgadas. E não têm de ser as mesmas. Cada publicação tem as suas. Cada qual “defende” os seus. Consoante as mais diferentes motivações e relações pessoais. E existem “vacas sagradas” em todas as áreas. Da música à política, passando por tantas outras áreas. E incomodar essas pessoas acaba sempre numa gigantesca dor de cabeça.

22 comentários:

  1. Teria tanto a dizer sobre isto :( aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii mas não posso.

    Adelaide

    ResponderEliminar
  2. O Mundo é e sempre sera dos poderosos, por mais revoluçoes que haja isso nunca vai mudar.

    ResponderEliminar
  3. Pipocante Irrelevante Delirante27 de novembro de 2014 às 12:25

    "seriam"?
    "levantariam"?

    O tempo verbal está incorrecto, é fazer favor de corrigir, se fizer favor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pipocante Irrelevante Delirante27 de novembro de 2014 às 15:45

      Vá, não seja assim...
      O tempo verbal é o pretérito perfeito: "foram encontradas".
      Sim, porque JÁ FORAM!
      Com escritórios de advogados, com ateliers de arquitectura, com empresas de construção.
      As ligações foram encontradas, esmiúçadas, mas pronto, país pequeno, tudo normal.

      Eliminar
    2. Provavelmente "foram" mas ainda não foram publicadas mas prefiro o "seriam" naquela de acreditar que alguém ainda irá fazer esse trabalho e encontrar muitas coisas relacionadas com outros governos. E que esse trabalho irá ver a luz do dia.

      Eliminar
  4. Os senhores da politica e seus co-relacionados estão a precisar de ser varridos da ponta direita à da esquerda, todos sem exceção. Quanto às vacas de que falas...sonho com um país sem vacas...e onde os bois se possam chamar pelos nomes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se isto for levado muito a sério, muita coisa irá mudar. Vamos ver...

      Eliminar
  5. Já viste o que vem nas notícias.
    Um jornal francês arrasa José Sócrates?

    Até logo e bom almoço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso ainda não vi. Hoje estou centrado na suposta limpeza que aí vem.

      Eliminar
  6. Mas esse "crescimento" do Grupo LENA só surpreendeu quem andou distraído.
    O que me surpreende é a justiça ter conseguido provas. Isso sim, é novo nesta distrito a Oeste de Espanha!!
    Muito embora, falte o "circo real" onde toda a gente pode sair inocente e sair disto a pedir indemnizações ao estado!!

    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda hoje estava a falar disso. Vamos supor que é inocente. Quem vai pagar a indemnização? Como fica vista a nossa Justiça? Transforma-se isto num ataque político? Quero acreditar que isto não irá acontecer. Mas vamos ver no que dá.

      Abraço

      Eliminar
    2. Eu confio na inteligência e bom senso dos nossos Juízes e agentes da judiciária. Não me parece que fossem "levantar uma lebre destas" só para fazer fumo!!

      Já não confio é na Justiça em si...

      Eliminar
    3. Quero pensar assim mas se isto correr mal vai ser um escândalo gigante.

      Eliminar
  7. tem toda a razão. Por ler tanta alarvidade é que deixei de comprar alguns jornais... Na minha opinião, não é o digital que está a "matar" a compra de jornais, como alguns jornalistas afirmam. É a falta de qualidade e imparcialidade de alguns conteúdos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso acontece em todas as publicações. E é fácil de perceber isso.

      Eliminar
  8. Verdade, agora é que disseste tudo.
    Acho que aqui até se aplica o ditado: "Chateiam-se as comadres, descobrem-se as verdades".

    ResponderEliminar