20.8.14

a segurança está na toalha

Sou daquelas pessoas que, quando na praia, costumam tapar as coisas que têm por baixo do chapéu de sol com uma toalha. Sou assim desde pequeno pois é algo que sempre foi feito pelos meus pais. Como tal, quando vou andar costumo deixar uma toalha a tapar as minhas coisas.

E este tipo de acção é algo bastante comum em qualquer areal. Como se a nossa toalha fosse o melhor cadeado do mundo ou mesmo uma vedação eléctrica que automaticamente repele o mais sofisticado amigo do alheio. Isto quando a toalha até pode ter um efeito contrário. Pode atrair um larápio que pense que se algo está tapado é porque tem valor.

Não sei onde surgiu esta ideia da toalha como símbolo de segurança. Mas faço parte do grupo de pessoas que se sente melhor quando as coisas estão tapadas. Aliás, sou o primeiro a dizer: "põe a toalha por cima das coisas". E a verdade é que só me sinto seguro assim.

Enviado do meu iPhone

32 comentários:

  1. :) Também sou assim, pode ser, e é, uma falsa sensação de segurança mas mesmo assim sinto que as minhas coisas estão seguras...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo. Uma falsa sensação de segurança :)

      Eliminar
  2. Boa tarde!
    Tropecei no seu Blog vinda do Blog "Cocó na Fralda", saltitando de blog em blog.
    Já tinha lido outros posts, mas este chamou-me a atenção por me identificar. Também venho daquelas famílias que cobre tudo com a toalha antes de se afastar em direcção ao mar, por exemplo (e ainda assim, nunca perdemos o nosso lugar no areal, de vista!).
    Também não faço ideia porque seja. Mas a minha especulação vai no sentido de achar que "longe da vista, longe do coração" e se não houver nada que sobressaia à vista, não vai chamar a atenção de ninguém e consequentemente, as coisas ficam mesmo mais seguras. É como deixar as coisas guardadas no porta-malas ou no porta-luvas do carro. "Está tapado, não se sabe se está lá, mais vale ir assaltar outro que tenha as coisas à vista". Será? Sei lá.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Prefiro que me trates por tu, pode ser?

      Penso como tu. Acho que passa por ser algo que a família fazia e por criar a ilusão de que está mais seguro :)

      Eliminar
  3. É mesmo!

    Ainda este fim de semana fiz isso! :) eheheh

    Beijinhos
    Z.

    ResponderEliminar
  4. Faço parte do mesmo grupo!! Parece mesmo uma tolice, mas o certo é que tens toda a razão tb me sinto mais segura se tiver tudo junto e depois zás! Toalha por cima!!!
    Sempre achei que era uma coisa quase que inata e bem a maneira portuguesa :)

    ResponderEliminar
  5. O meu marido é igual, chega a voltar atrás porque eu não pus a minha toalha bem :)

    ResponderEliminar
  6. Eu também faço sempre isso!
    Se está tapado com a toalha, é sinal que a pessoa não está por perto mas as vizinhos "botam" o olhinho para vigiar. :)

    Jelly Pearl
    http://10yearsbituine.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto de ter pessoas por "perto" pois acho que isso é ainda mais seguro do que a toalha.

      Eliminar
  7. também já pensei no mesmo, não sei se ajuda ou piora a situação em si, mas não deixo de ter essa sensação.

    http://thebrunettelingerie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mentalmente é uma segurança de grande nível :)

      Eliminar
  8. Eu me confesso também faço isso :)

    kisses***

    ResponderEliminar
  9. Bruno, tenho exactamente o mesmo comportamento e penso o como que tu: se está tapado é porque tem algo que possa ter valor.
    Levo pouco dinheiro, mas penso nos documentos do carro, quando sou eu a levá-lo.
    Há muitos anos, quando alugávamos casa na praia, alugávamos barraca. As cadeiras de praia e as mantas ficavam guardadas na barraca durante a noite, mas as mantas cobriam as cadeiras e as barracas fechavam.
    Penso que os teus pais teriam esse hábito e transmitiram-te como eu recebi dos meus pais.
    E há hábitos que nunca os deixamos.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os meus pais ainda hoje fazem isso e é uma das muitas coisas que também faço, tal como eles.

      beijos

      Eliminar
  10. Acaba por ser algo instintivo, embora a segurança seja praticamente nula :P

    ResponderEliminar
  11. Eu também o faço e sou das corajosas que deixo a carteira e o telemóvel debaixo do chapéu, enquanto faço a caminhada.
    Ah, mas deixo mais toalhas estendidas: penso que assim dou a ideia que estaremos por perto. Quem sabe na água? ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu deixo tudo isso no saco. Tiro o som e não mais do que isso. Deixo uma toalha estendida e tapo com a outra ;)

      Eliminar
  12. è sempre diferente o larápio andar à procura do que está por baixo da toalha ou passar, pegar e levar...acho q fazes bem...faço o mesmo!!!

    ResponderEliminar
  13. Para parolinho não te falta nada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faltava-me o teu comentário e a companhia de alguém como tu. Agora sim, não me falta nada. Sou um parolo completo. Obrigado :)

      Eliminar
  14. Eu acho que acaba por ser um sinal aos "vizinhos" para darem um olhinho. Se as coisas estao tapadas e virem por la alguem a demorar-se que nao corresponde a quem la estava, ficam logo alerta. Pelo menos é o que gosto de pensar. É certo que nunca sabemoa que tipo de vizinhos temos, mas sim, a toalha é a caixa-forte dos nossos pertences. E dentro de agua mas sempre com um olho na toalha (embora este truque tambem ajude quando é uma praia com corrente e queremos "manter o norte" ahah)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mais um pensamento que nos dá a ilusão de segurança :)

      Eliminar
  15. Tal e qual! Sempre vi os meus pais a fazerem isso e hoje em dia continuo a fazê-lo. :)

    ResponderEliminar